Fiesc recomenda pedágios nas rodovias de SC

0
700

A Câmara para Assuntos de Transportes e Logística da Fiesc promoveu seminário em Lages. Eram dois assuntos na pauta. Um deles a apresentação de PMI – Procedimento de Manifestação de Interesse em relação à BR-282, dentro dos encaminhamentos de concessão. Era para um representante do Ministério dos Transportes apresentar isso, a partir de convite da Fiesc. Porém, o Ministério dos Transportes não enviou representante pelo fato de todas as informações sobre o assunto já terem sido repassadas recentemente em Lages a prefeitos e lideranças políticas (quando da ordem de serviços para implantação das passarelas na BR-282).


OUTRO ASSUNTO:

CONDIÇÃO DAS ESTRADAS ESTADUAIS

A Câmara de Logística da Fiesc fez um apanhado sobre as condições das estradas estaduais em 2.478 quilômetros de rodovias. Em algumas regões do Estado acabou concluindo pela lógica. É o caso da Serra Catarinense onde as rodovias estaduais se dividem dentro de duas realidades: Ou estão em excelentes condições ou estão em obras.

Aqui o mapa de rodovias da Serra Catarinense avaliadas pela Fiesc. A constatação é de que o estado das mesmas é satisfatório dando para o lado leste da BR-116 (como mostra a imagem) quanto para o lado oeste da rodovia federal (no caso a SC-390 em direção a Campo Belo)

Israel Marcon (direita), vice-presidente da Fiesc na Serra, inspetor Magno Júnior (PRF) e o presidente da Acil, Sadi Montemezo, acompanharam a exposição de dados

Senador Dalírio Beber (PSDB) veio a Lages acompanhar a apresentação dos dados ao lado do presidente do Consel, Roberto Amaral

Juliano Polese, vice-prefeito e o vereador Maurício Batalha também conferiram os dados apresentados pela Fiesc


A RECOMENDAÇÃO DA FIESC

Considerando todos os dados sobre os mais de 2 mil quilômetros de estradas estaduais analisadas, a Fiesc, através da Câmara de Transporte e Logística recomenda estudo para, em termos finais, conceder e implantar pedágios nas rodovias. Tudo considerando tarifas de pedágio acessíveis e qualidade de serviços rodoviários.


Imagens: Zé Rabelo

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here