Banco do Emprego adota nova dinâmica em Lages

0
1457

Quase a metade das 503 vagas de empregos geradas a mais em Lages, em relação ao número de demissões no mês de abril, foi encaminhada pelo Banco do Emprego. A estrutura que funciona junto à Secretaria de Desenvolvimento Econômico estabeleceu uma dinâmica diferenciada de trabalho. Passou a ser adotada a chamada metodologia da administração horizontalizada. A partir dela, a ideia é que todos os servidores participem da solução de problemas com o argumento de que todos conhecem o trabalho.


ENTRE AS PROVIDÊNCIAS

O Banco do Emprego não se limita a oferecer trabalho para pessoas desempregadas, mas buscar emprego para quem está desempregado. O caminho foi invertido e os currículos antigos retomados e valorizados. Ao anunciar novas vagas, o movimento de interessados aumenta e novos cadastros são realizados. Contudo, a preocupação também se refere aos candidatos do acervo de currículos, para futuros enquadramentos.


REORGANIZAÇÃO E RESULTADOS

Leonardo Spuldaro, que cuida da gestão do Banco do Emprego, atuou na reorganização e reestruturação do setor. O banco de dados está sendo atualizado continuamente. No mês de março mais de 40 pessoas foram empregadas a partir da articulação no Banco do Emprego. Esse número foi superior a 200 em abril. No ano são cerca de 400 pessoas que tiveram carteira assinada a partir da articulação dessa estrutura. “Estamos esperando retornos de alguns encaminhamentos e este contingente pode ser ainda maior”, comemora Spuldaro. Em torno de 100 atendimentos são feitos por dia, com ênfase na segunda e terça, com maior movimento entre 13h e 17h.

Leonardo Spuldaro e o secretário Marião num despacho antes deste se afastar da Secretaria de Desenvolvimento para tratamento de saúde, quando discutiram o foco de atuação do Banco do Emprego


Com informações de Daniele Mello e imagem de Carlos Alberto Becker

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here