Saúde lageana: Encaminhamento só com ameaça?

0
6963

Episódio ocorrido no bairro Bela Vista de Lages evidencia uma situação gritante que não deveria funcionar desse jeito. O discurso que somos orientados a repetir nos meios de comunicação é de que as pessoas devem procurar primeiro o Posto de Saúde – UBS do bairro para, somente depois ou em caso de emergência, deslocar-se ao Pronto Atendimento Tito Bianchini. Foi isso que fez uma mãe com os dois filhos apresentando quadro de diarreia no final de semana ao se deslocar à Unidade Básica do bairro Bela Vista*. Ao chegar lá foi informado que não havia mais fichas para consulta. Ou seja, nesse caso, a mãe deveria se deslocar ao Pronto Atendimento ou voltar para casa e tentar ficha no dia seguinte.


‘VOU CHAMAR A RÁDIO CLUBE’

Chateada com a situação, a senhora argumentou com a atendente do posto de que, se não houvesse uma providência, iria chamar a reportagem da Rádio Clube FM para relatar aquilo que ela considerava descaso. De imediato a atendente providenciou um veículo que levou os filhos e a senhora para serem atendidos no Hospital Seara do Bem. A própria moradora relatou o caso no programa Clube Interativa de J. Amarante. Daí a gente fica imaginando: Será que a área da saúde em Lages dá resposta a alguns casos somente sob ameaça?

Procura pelo Pronto Atendimento deve ocorrer somente depois de esgotada a hipótese do socorro na Unidade Básica de Saúde do bairro. Mas se lá as consultas são limitadas…


*ATUALIZANDO A INFORMAÇÃO

Recebemos contato esclarecendo que o episódio relatado acima não tem qualquer ligação com a UBS (Posto de Saúde) do bairro Bela Vista. A situação teria ocorrido em outro Posto de Saúde da parte alta de Lages.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here