Saúde lageana: Situação repercute até em Floripa

0
2528

Mais de 4 mil pessoas visualizaram em rede social a postagem relacionada ao problema de atendimento nos postos de saúde de Lages. Nas mensagens, internautas apontam que a situação é deveras caótica. O assunto ganha repercussão à medida que as pessoas que buscaram atendimento sem sucesso, engrossam a lista de reclamações. O clamor por melhorias não se limita a postos de saúde. Provavelmente decorrente de uma mudança no formato de atendimento implantado ano passado, o hospital Seara do Bem também tem motivado muitas reclamações.

Deficiências no atendimento na área da saúde em Lages tem causado reclamações. Do Pronto Atendimento aos Postos de Saúde o clamor é por mais profissionais atendendo com respostas mais imediatas aos problemas que chegam no dia a dia


ESPERA DE CINCO HORAS

A maior reclamação relacionada ao Hospital Seara do Bem é a longa espera por atendimento. Há uma avaliação e enquadramento em critérios de risco, priorizando casos mais urgentes. Em decorrência disso, há relatos de mães que ficam até 5 horas na recepção do hospital Seara do Bem à espera de atendimento. Cuide-se que não se trata de uma crítica àquilo que essa instituição representa em termos de atendimento em Lages ao longo da história, mas a um reclame geral pelo modelo de gestão que está causando demora, reclamações e chateação.


REPERCUSSÃO NA

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA

Deputado Fernando Coruja falou ontem (terça-feira) no plenário da Assembleia, sobre o episódio relatado aqui no blog, ocorrido num dos postos de Saúde de Lages que evidenciou uma situação preocupante e que merece a atenção das autoridades da área da saúde. Uma ameaça de levar o caso ao conhecimento da Rádio Clube, fez com que o atendimento a uma mãe com os dois filhos apresentando quadro de diarreia, fosse efetuado de imediato. Minutos antes, na Unidade Básica de Saúde, a mãe havia sido informada que não havia mais fichas para consulta e que deveria se deslocar ao Pronto Atendimento ou voltar para casa e tentar conseguir ficha no dia seguinte. Após a ameaça, foi levada com os filhos, de carro, para o Hospital Infantil Seara do Bem.

Coruja fez referência ao problema relatado aqui na página e contado por uma mãe no programa Clube Interativa (Clube FM) e apontou que as autoridades precisam tomar providências


PORTANTO

A única mudança que se visualiza na área de saúde em Lages está sendo a repercussão dos problemas. Que agora vão além das fronteiras da cidade. Que venham soluções e não desculpas!

Compartilhar a matéria

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here