Questionamentos e reparos nos estragos da SC-114

0
1081

Deputado Coruja, sempre atuante e com ponderações pertinentes no parlamento catarinense, dessa feita chegou meio atrasado no assunto. Ele protocolou pedido de informações no Governo do Estado sobre o acidente geológico que debulhou um pedacinho da SC-114 – rodovia recém revitalizada e inaugurada entre Painel e São Joaquim. Coruja quer saber várias informações que, em tese, o Deinfra já está respondendo a partir de constatações e providências.


AS PROVIDÊNCIAS

Engenheiro Carlos Alberto Ferrari, diretor de operações do Deinfra, esteve pela terceira vez no local avariado. E a ADR informou que:

“Imprevisto aconteceu há alguns dias, quando um buraco se abriu no Km 292, próximo à localidade de Santa Isabel. Os técnicos do Deinfra trabalham dia e noite no local para saber as causas e qual a melhor maneira de resolver o problema”.


AINDA SEGUNDO A ADR…

“Ferrari explicou que tão logo a rodovia cedeu, há cerca de três semanas, engenheiros, projetistas e especialistas em geotecnia passaram a frequentar o local diariamente em busca de respostas e soluções”.


ESTUDOS ANTES DO

PROJETO DE RECUPERAÇÃO

Tanto a Compasa como a Engevix estão concluindo relatórios que serão entregues ao Deinfra para que um projeto de recuperação do local possa ser elaborado e executado. Segundo Ferrari, os laudos das duas empresas já se apresentam convergentes, e a decisão a ser tomada será a mais técnica e viável possível:

“Não podemos estimar um prazo para isso, pois é um buraco grande e os estudos ainda não estão prontos. Um projeto dessa grandeza não se faz de um dia para o outro”.


FERRARI DO DEINFRA GARANTE

“Essa obra foi muito bem feita, e desafio qualquer pessoa, por mais técnica que seja, a me provar que foi problema de execução”.


OBSERVE AS IMAGENS

Para você se situar, a rodovia seguia reto com a curva mais adiante. Na revitalização houve o reposicionamento da curva antes e todo esse local acidentado recebeu aterro e compactação de pista…

Para quem é de São Joaquim se localizar, lá bem adiante está a chamada Curva do Doutor Olavo. E no ponto da ruptura, há três faixas de trânsito na pista que impediu que houvesse interdição do tráfego


Imagens: Pablo Gomes (ADR)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here