Lages e seu ‘encolhimento simbólico’ em 2016

0
722

Secretaria de Estado da Fazenda apresentou os dados prévios do crescimento (e encolhimento) dos municípios catarinenses que repercutirão na arrecadação de 2018. Trata-se do IPM – Índice de Participação dos Municípios, conjunto de critérios que norteará o repasse de recursos aos municípios. Lages registrou aquilo que poderíamos apontar economicamente como estagnação – sem aumento nem queda. Os dados apontam na verdade o que podemos chamar de encolhimento simbólico com 0,2% a menos em 2016 se comparado ao IPM de 2015. Em percentual parece uma besteirinha, mas em valores é um número que dá para considerar. No próximo ano, considerando essa redução de 0,2%, a prefeitura de Lages receberá do Governo do Estado R$ 207.454,11.

Lages ficou assim meio parada no tempo em termos de crescimento econômico, considerando o retorno de impostos, no ano de 2016


 OUTROS MUNICÍPIOS AINDA PIOR

Se Lages apresentou esse dado estagnado, sem crescimento na arrecadação pelo IPM, há outros municípios em situação pior. Jaraguá do Sul apresentou o pior crescimento entre os grandes. Recuou 13% comparando 2015 e 2016. Em valores terá um reflexo de R$ 17.477.001,86 a menos de arrecadação ano que vem. Joinville não teve percentual tão alto de redução. Apresentou -5,3% na sua arrecadação. Em valores absolutos terá R$ 20.797.530,91 a menos de retorno de impostos em seus cofres.


SÃO JOAQUIM É TOP SETE

Por causa do vinho, maçã e outros agregados, o melhor desempenho dos municípios da Serra Catarinense foi de São Joaquim no ano de 2016. O município terá um incremento de R$ 1,5 milhão na arrecadação ano que vem por conta do melhor desempenho da economia. Observe os dados dos municípios que mais cresceram em 2016:

Araquari deu o boom por causa da BMW e os demais municípios têm seus motivos para o incremento. No caso de São Joaquim com crescimento de 11,9% foi o conjunto de fatores da economia ligados à produção de vinhos, maçã, turismo, madeira e etc

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here