Amures: R$ 44 milhões de prejuízos pelas chuvas

0
1004

Faltou um critério comum dos prefeitos da Amures para apresentar os dados sobre os prejuízos causados pelo excesso de chuva. É que o conceito de ‘pessoas atingidas’ é bastante diferente de um município para outro. Enquanto em Urupema apenas 2% da população foi afetada e em Campo Belo o índice de pessoas atingidas foi de 0,69% do total de habitantes, há municípios que o índice se aproximou de 100%.


OS MAIS ATINGIDOS

No Cerrito, por exemplo, foram 95,34% da população atingida e em Bocaina o índice chegou bateu nos 95,93% dos habitantes. O Cerrito há um certo sentido até porque as chuvas afetaram 100% da população com o bloqueio na BR-282, mas o critério anunciado é para acessar recursos que devem vir do Governo Federal.


4,6% AFETADOS EM LAGES

Pelo levantamento apresentado na Amures, o município de Lages tem prejuízos de R$ 7.318.173,00 para um percentual de 4,6% da população afetada. Foi o terceiro município com mais pessoas afetadas pelas chuvas com 7.420 atingidos. Otacílio Costa com 9.500 pessoas afetadas (52.55% da população) foi onde a chuva mais castigou as pessoas e causou prejuízos que, somados, chegaram aos R$ 10 milhões.


POUCA GENTE E MUITA PERDA

Os dados de Campo Belo e Urupema chamam atenção. Houve 50 pessoas afetadas em cada município. Mas em prejuízos há um registro de R$ 3.400.000,00 em Urupema e outros R$ 5.500.000,00 em Campo Belo.

Otacílio Costa foi o município com o maior prejuízo causado pelas chuvas (R$ 10 milhões) e o maior número de pessoas atingidas (9.500 habitantes).

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here