Festa do Pinhão movimenta R$ 78 milhões

0
3872

“Estima-se que só o público do evento movimenta em torno de R$ 78 milhões durante dez dias”.

A informação vem no boletim oficial da Festa do Pinhão compartilhado pela Catarinas Comunicação e dá uma ideia do significado do maior evento de Lages em termos de movimento econômico. “Os eventos festivos, como a Festa do Pinhão, trazem retornos financeiros importantes para o município. Considerando o gasto médio por pessoa, o impacto econômico nesse período é muito significativo”, confirma a turismóloga Ana Vieira, da Prefeitura de Lages, nas informações das Catarinas.


OUTROS SETORES

“A Festa do Pinhão é a melhor época do ano para a rede hoteleira. É como o Natal para o comércio. São cerca de 700 funcionários no setor apenas em Lages, e muita gente ganha com esse grande evento”, diz o presidente do Sindicato dos Hoteis, Restaurantes e Bares de Lages, Cesar Alves. Segundo a entidade comandada por Cesar Alves, a média foi de 90% de ocupação no período.


EMPREGOS TEMPORÁRIOS

Os dados vieram do próprio Beto Ody da Gaby Produções. Uns dias antes do evento e, durante a festa, foram 1.600 pessoas trabalhando diretamente no evento. E outros setores também lucram, como aponta a presidente da CDL, Rosani Pocai. “Os supermercados vendem muito para os turistas, para os moradores que recebem visitantes, para os hotéis e para os restaurantes. A Festa do Pinhão é a grande oportunidade de Lages manter e gerar empregos”.


PALAVRA DO ORGANIZADOR

BETO ODY DA GABY PRODUÇÕES

“Pessoas de várias partes do país viajam centenas de quilômetros em direção a Lages todos os anos apenas para curtir a Festa do Pinhão. Só a divulgação que a cidade recebe em âmbito nacional já é um ótimo lucro. Mas o evento é muito mais que isso, e gera retorno de todas as ordens para a economia da região e, consequentemente, para os moradores”.

O mar de gente no parque e o movimento intenso na cidade resultam de uma festa bem organizada e de retorno garantido para Lages


PREFEITURA TOTALMENTE

FORA DO PROCESSO

O sucesso da Festa do Pinhão pode estar ligado também a ausência do poder público no parque Conta Dinheiro. Excetuando a Sapecada da Canção que é realizada com maestria por Mário Arruda e Carla Arruda (e equipe), a prefeitura não tem nada a ver com o evento no parque. Se interferir atrapalha e não ajuda. Integrantes da equipe de Ceron nos palcos e camarotes é coisa apenas para adulamento ou amizade da organização porque eles não apitam absolutamente nada.


ASSIM

Todo o investimento é da Gaby Produções e parceiros como a GDO. O município não arca com um centavo para colocar show, estrutura, sonorização e divulgação. Se no passado terminava a festa e se começava a discutir qual era o prejuízo para a prefeitura, desta feita não existe nada disso. Se a prefeitura gastou foi por preciosismo ou porque está sobrando dinheiro porque  quem banca os custos da Festa do Pinhão é a empresa Gaby e parceiros.

Festa do Pinhão: O cara do evento é ele, Beto Ody da Gaby Produções


Imagem: Zé Rabelo (Beto Ody)

Imagem: Nilton Wolff/Catarinas

Informações: Catarinas Comunicação

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here