Ceron e Caixa discutem obras e ‘casas que alagam’

0
528

Noticiário da Festa do Pinhão deixou em segundo plano pautas importantes como dessa reunião realizada no Gabinete do Prefeito com técnicos e gestores da Caixa Econômica Federal. Na pauta as providências para que as obras do Complexo Ponte Grande retomem o ritmo depois da paralisação total ocorrida na administração passada.

 Superintendente Regional Sul da CEF, Ricardo Bies Troglio, chamou os técnicos para estreitar a prosa com a equipe de Ceron e dar sequência a obras que se arrastam (e faz um bom tempo) em Lages.


ADMINISTRAÇÃO ANTERIOR LICITOU

SEM AUTORIZAÇÃO DA CAIXA

Na pauta se discutiu a retomada dos projetos e o estabelecimento de cronogramas, a partir da liberação dos recursos já contingenciados. Para o Ponte Grande são R$ 33 milhões destinados à urbanização, sendo R$ 15 milhões para o saneamento. “Tivemos dificuldade para ajustar o projeto de saneamento licitado sem aprovação da Caixa. Deu muito trabalho para adequar à legislação vigente”, essas palavras são do Superintendente Ricardo Bies Troglio, evidenciando que a Prefeitura meteu os pés pelas mãos, licitando uma obra que precisaria da autorização prévia da CEF. Tal alopramento, ao invés de acelerar, atrapalhou.


CERON NÃO QUER RESPONDER PELAS

MANCADAS ANTERIORES NO PAÇO

Na reunião, Ceron demonstrou preocupação com as exigências estabelecidas pela Caixa, uma vez que ele faz parte de uma nova gestão administrativa. Por isso a necessidade da revisão da entrega dos empreendimentos, especialmente das 200 moradias que devem ser entregues (lá onde alaga!), mais a finalização da ponte e a pavimentação do acesso, já licitada.


E A QUESTÃO DESSAS

CASAS QUE ALAGAM?

Foi discutida a situação. Se buscará um diagnóstico claro da situação do empreendimento, para que se saiba a extensão dos danos nas casas, após a inundação e por depredações. Nesse caso, da parte da Caixa, a um técnico fará avaliação do empreendimento. Com isso se terá uma análise precisa da situação, e, partir do trabalho, ver as alternativas que garantam melhorias e segurança aos futuros moradores.

Técnico da Caixa avaliará a situação decorrente do alagamento das casas construídas para abrigar famílias que viviam em locais que alagavam


OBRAS DO COMPLEXO ARAUCÁRIA

PRECISAM TERMINAR ATÉ DEZEMBRO

Com relação ao Complexo Araucária, embora as obras estejam fluindo, e com cerca de 60% concluídas, a notícia é de que o Tribunal de Contas da União (TCU) solicitou o encerramento das obras de saneamento do PAC até o dia 31 de dezembro. Prevendo complicações nesse sentido, prefeito Ceron deverá, ainda neste mês de junho, agendar uma visita junto ao Ministério das Cidades, para apresentar toda a complexidade herdada em relação aos dois projetos, o do Ponte Grande e o do Araucária.


Imagem (das casas): Zé Rabelo

Imagem (reunião): Greick Pacheco

Informações: Secom do Paço

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here