Justiça manda Estado e HNSP pagarem médicos

0
3087

Médicos do corpo clínico do HNSP – Hospital Nossa Senhora dos Prazeres de Lages ganharam liminar impetrada pelo Sindicato dos Médicos de Santa Catarina contra o Hospital e Governo do Estado. A decisão na Justiça do Trabalho é para que os profissionais da área médica recebam honorários e salários atrasados desde janeiro de 2017.


O QUE ACONTECE?

A Secretaria de Estado da Saúde, segundo relatado na ação que permitiu essa antecipação de tutela, não vem fazendo os repasses para a manutenção da Emergência, conforme convênio firmado. Esse atraso ocorre de desde janeiro deste ano. Por causa de tal demora nos repasses, a direção do hospital estaria (a informação não é minha) retendo 32% dos pagamentos dos médicos.


MESMO SEM RECEBER OS MÉDICOS

NÃO SUSPENDERAM ATENDIMENTO

Embora nem relógio trabalhe de graça, os médicos, mesmo não recebendo os valores que tinham direito, em nenhum momento deixaram de cumprir escalas de plantões e sobreaviso apesar de sofrerem com esse desrespeito na remuneração. Um dos médicos que atua no Nossa Senhora dos Prazeres desabafa:

“Desde quando montamos o sistema de emergência do Hospital Nossa Senhora dos Prazeres – em 2009 e 2010 nos governos Luiz Henrique e Leonel Pavan, governadores de outras paróquias, não lageano – nunca tivemos tão pouco apoio para a Emergência. Inclusive, se reviverem na memória, foi anunciado uma nova emergência em 2012 no HNSP pelo atual governador, secretários e deputados na época. Hoje estamos convivendo com a falta de palavra e o resultado é fechamentos temporários periódicos da Emergência por excesso de pacientes e falta de leitos em UTI”.

Médicos do Hospital Nossa Senhora dos Prazeres precisaram entrar na Justiça do Trabalho para garantir a remuneração pelo trabalho que, por direito líquido, certo e absoluto, nem precisaria recorrer ao Judiciário para garantir…

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here