Cerro Negro e Palmeira: Questão da água preocupa

0
836

Lá se vai o tempo que o vivente descia a grota até um olho d’água, enchia o balde e levava para consumidor e fazer comida no interior. Há menos olho d’água e maior preocupação com a qualidade do líquido. Evidência disso foi uma audiência pública em Cerro Negro. Prefeitura, Câmara de Vereadores, Consórcio Cisama da Amures e Ministério Público colocaram na pauta a implantação de um programa público que seja eficiente para distribuição de água através de poços artesianos no interior, além da preservação das chamadas fontes naturais. “A questão da água deixa de ser uma preocupação apenas na área urbana. Nossa população é predominantemente rural e precisamos discutir alternativas para abastecimento. Água é saúde”, argumenta o vereador Ivanor Mota do Cerro Negro que acompanhou as orientações.

Prefeito Ademilson Conrado (centro) e a comunidade do Cerro Negro acompanham orientações


A REALIDADE NO CERRO

Atualmente existem 9 poços artesianos em funcionamento no interior e projeto para outros 4. Ideia é conscientizar a comunidade sobre a captação e uso da água, bem como o controle dessa área para orientação, conscientização e manutenção. O Promotor de Justiça Aliatar Silva Júnior foi um dos orientadores sobre o tema.

Promotoria de Justiça (Dr. Aliatar) apresentou informações e orientações sobre práticas dentro das normas em sintonia com aquilo que defendem agências reguladoras e o Consórcio de Meio Ambiente da Amures



PALMEIRA FEZ AUDIÊNCIA

SOBRE FORNECIMENTO DE ÁGUA

E numa evidência de que os municípios estão preocupados com o assunto, no começo do mês houve audiência em Palmeira. Na pauta a água consumida no município. A prefeita Fernanda Córdova disse que o assunto foi polêmico, mas o debate deu resultados. “A Casan se propôs a fazer investimentos para ampliar a distribuição em nosso município”.

Durante a audiência em Palmeira, foram levadas amostras de água que chegam às casas com coloração estranha, visando alertar aos técnicos da Casan sobre a necessidade de providências. No caso da imagem acima a informação é de que havia excesso de turbidez na água

Vice prefeito Sandro Masselai ao lado da prefeita Fernanda colocaram a preocupação da comunidade sobre a qualidade da água e o sistema de distribuição em Palmeira. Selênio Sartori (Cisama Amures) e representantes da Casan discutiram a questão dando como resposta mais investimento da empresa no município


Imagens: Amures/Divulgação

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here