Prefeitura de Anita Garibaldi ‘tira o nome do SPC’

0
4853

Alguns feitos nesses primeiros seis meses de gestão dos prefeitos da Serra Catarinense merecem destaque. Se em Lages uma dívida superior a R$ 100 milhões – soma de herança de várias administrações anteriores – exigiu um replanejamento da equipe de Ceron, para uma arrecadação superior a R$ 30 milhões mensais a situação é ruim, mas não horrível. Pior é num caso como de Anita Garibaldi, o município cujo prefeito herdou R$ 10 milhões de dívidas para uma receita merreca e ainda com o nome bloqueado por causa de dívidas com o INSS, Badesc e assim por diante.


A CONQUISTA DAS CERTIDÕES

Por causa da situação de quase caos (nenhuma outra prefeitura iniciou o ano numa situação tão caótica quanto Anita) que o prefeito João Cidinei (PR) se lançou ao desafio de limpar o nome da prefeitura para cessar recursos. Na semana passada, fechando o mês de junho e o primeiro semestre de gestão veio a notícia. A certidão negativa da União (com a regularização da dívida perante o INSS) foi liberada.

Como havia renegociado dívida com o Badesc e parcelado outros débitos, o prefeito João Cidinei agora comemora a estabilidade contábil na gestão. O outro passo agora é deixar o cabelo em busca de recursos

Compartilhar a matéria

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here