HNSP: A decisão dos médicos sobre a Emergência

0
519

Sindicato dos Médicos juntamente com Corpo Clínico do Hospital Nossa Senhora dos Prazeres realizaram assembleia na noite de quarta-feira. Foi decidido que, para não prejudicar a população não apenas de Lages, mas de uma área de abrangência que engloba 84 municípios referenciados à Emergência do HNSP, foi estabelecido um prazo de 20 dias para que o hospital e autoridades acertem os pontos para pagamento de valores atrasados dos serviços prestados pelos médicos.


E MAIS

Os médicos querem, além do pagamento de todo o atrasado – 6 meses – que haja um compromisso de não atraso futuro. “Entretanto, caso não ocorra o pagamento, dia 25 estaremos novamente em assembleia com o Sindicato dos Médicos e a decisão certamente vai ser de paralisar os serviços de sobreaviso e plantões em 30 dias e por tempo indeterminado. E que somente aceitaremos o pagamento do montante total e não as prestações, afinal, o serviço já foi prestado”, aponta o médico Paulo César da Costa Duarte.


SECRETÁRIO CAROPRESO DISSE QUE

VAI SER RESOLVIDO ‘IMEDIATAMENTE’

Deputado Fernando Coruja (PMDB) ao abordar o secretário de Estado da Saúde, Vicente Caropreso (PSDB), na Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa, perguntou sobre a questão da emergência do HNSP. Caropreso disse o seguinte:

“Emergência de Lages, alguns apelos dramáticos ontem, antes de ontem, de pessoas ligadas ao hospital… Mais uma vez, burocracia excessiva na prestação de contas. É uma coisa que nós temos que se livrar disso e prestar conta em coisas menos presencial e mais visualização de índices, números, pra que as coisas acelerem (…). Agora está liberado uma parcela de R$ 212 mil que a gente vai passar. Ontem eu.. eu tive, tive (gagueja)… contato com uma pessoa que faz essa, essa, né? (…). Aos poucos a gente vai conhecendo quem está ganhando custeio, né? Essa foi mais uma descoberta que eu fiz: R$ 212 mil para o Pronto Socorro do Hospital Nossa Senhora dos Prazeres (…). Nós temos que dar atenção e, por isso, eu despachei, pedi dinheiro para a área da Fazenda para pagar aí imediatamente”.


CAROPRESO POR FORA DO ASSUNTO

Na manifestação respondendo a Coruja, o Secretário de Estado da Saúde confessou que nem tinha conhecimento do convênio com o Hospital de Lages. E nas palavras confirmou o desconhecimento. Falou em Pronto Socorro do Hospital (sic), apontou o valor errado do convênio (o correto é R$ 216.667,00). E citou que pediu dinheiro para a área da Fazenda pagar, sendo que o convênio é com a Secretaria do Fundo Social, onde está o dinheiro que remunera o convênio a partir da prestação de contas. Mas se Caropreso aponta que vai resolver, que o faça!

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here