Araucárias são transformadas em urnas funerárias

1
578

Secretaria de Serviços Públicos cortou dois pinheiros centenários que estavam no canteiro central em frente ao Aero New Clube no bairro Universitário. Para isso houve autorização da Fatma e acordo com a Curadoria do Meio Ambiente. Uma das exigências da Curadoria foi a de que a madeira das araucárias tivesse um fim social. Isso foi resolvido com a confecção, pelos marceneiros da prefeitura, de cinco urnas funerárias, muletas, bancos de madeira para pontos de ônibus e cavaletes.

Secretário Euclides Mecabô (Tchá-Tchá) aponta que toda madeira que possa ser aproveitada, proveniente de árvores que tenham de ser suprimidas do meio ambiente, é processada na marcenaria localizada junto à garagem da prefeitura de Lages, no bairro Coral.

As araucárias derrubadas viraram caixões (urnas funerárias) nas mãos dos marceneiros que atuam na equipe da Secretaria de Serviços Públicos.


COMPENSAÇÃO AMBIENTAL

A compensação ambiental pelo corte das araucárias foi a promessa de plantio de 200 mudas de araucárias, as quais são cultivadas no Horto Municipal. Tchá Tchá ponta que há um desafio de plantar 20 mil árvores em quatro anos na área urbana de Lages. “E já plantamos 1.000 mudas”, cita.

COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Acho meio fantasmagórico usar os pinheiros para estas urnas, poderiam serem utilizados em outras ações, como lenha para a periferia, esquadrias ou portas para casas. Tomara que nenhuma alma penada venha assombrar Tcha Tcha com esse frio. Só petistas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here