Insensatez: Robô fecha trânsito de Lages

8
10561

Tem coisas em Lages que parece piada pronta.

A informação no meio da tarde da sexta-feira sobre o fechamento da Rua Correia Pinto por causa da presença do robô da Havan é um deboche com o motorista lageano. A referida rua é a principal porta de entrada ao Centro da cidade. E o horário das 16 horas é de movimento intenso e constante por parte de motoristas que se deslocam para as diversas atribuições da véspera do final de semana. Daí fechar a rua, obrigando o condutor a descer em direção ao Terminal Urbano é de uma insensatez sem tamanho.


ASSIM

Está na hora dos gestores que tomam essas decisões colorarem na cabeça que Lages não é uma cidadezinha perdida no mapa. E por mais respeito que se tenha à loja de departamento, não se concebe 5 horas de trânsito fechado no principal acesso ao Centro. Triste, lamentável e aborrecedor para aqueles que sofrem os transtornos decorrentes da medida.

Essa é geringonça que a Havan trouxe a Lages para chamar atenção e, naturalmente, causar transtornos no trânsito. Poderia colocar uma melancia no pescoço da coisa para reforçar o chamamento de atenção!


IMAGINE QUE…

Se a Havan pode fechar o trânsito por causa de  uma ‘atração’ dela, qualquer outra loja da cidade teria o mesmo direito. E daí nem precisa dizer no que a área central da cidade se transformaria!

COMPARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. Acho um absurdo somente a Havan ter privilegio. Horário diferenciado de atendimento e muitas outras coisas. O direito devem ser iguais para todas as lojas pois todos pagam srus aluguéis e impostos.

  2. Concordo plenamente, ontem nessa ocasião tinha um Gol branco pedindo passagem com um senhor passando muito mal no carro, não sei o q aconteceu com o Sr. Imagina se morre, será q um evento da Havan vale mais do q a vida de um homem? Acho q deveriam rever o local desses eventos…

  3. Pessoalmente, acho que a promoção é válida. Só que se o órgão público abre exceção para a Havan, tem de abrir exceção para qualquer outra loja. E aí a exceção terá de se tornar a regra. E aí pode-se ter uma complicação grande. Talvez o melhor seria fechar a Havan, mandar que a empresa fosse embora de Lages e demitir todos os funcionários? É isso? Lages não tem muita coisa atrativa, não se tem muitos investimentos, nosso calçadão está em condições de dar vergonha a qualquer um. Nossas ruas esburacadas, com esgoto a céu aberto, e querem mais desemprego? O tal Lang deve ser louco de investir quase R$ 30 milhões aqui para fazer uma loja nova. Quanto aos supostos privilégios da loja na questão de horário de atendimento, até onde sei qualquer loja pode pedir à Prefeitura para fazer horário diferenciado. Mas talvez o certo seja a gente voltar ao fim dos anos 80, onde os supermercados fechavam ao meio-dia de sábado. Decerto aí estará bom. Curto seu blog, Edson, leio todo dia, te admiro pela pessoa inteligente que é, embora você nem saiba quem sou, mas neste específico caso, não posso concordar contigo. Grande abraço, continue a expor os problemas de nossa cidade, respeitando as opiniões contrárias como sempre faz. 😉

  4. Vilmar, pelo seu texto até pensei que algo chocante tivesse acontecido. Seria cômico se não fosse verdade. Isso tudo que você falou não tem absolutamente NADA a ver com a questão da postagem, NADA. Fechar a loja? Mercado aberto só até meio dia? Por favor, respeito sua opinião, porém use de algum argumento decente para defende-lá. Concordo com o Edson, não existe nenhum sentido trancar a rua por conta de um robô. Existem vários lugares indicados para isso, e nem um deles é em uma rua movimentada do centro. Enfim, não vou me prolongar, se não a Havan irá ver meu comentário, fechar a loja e deixar muita gente desempregada… Por favor né!

  5. Venho esclarecer no que tange a interrupções de ruas na cidade de Lages. Nunca negamos interrupções de ruas quando solicitadas por qualquer Instituição seja privada, beneficiente, esportiva ou politica. Esta história de que a Havan tem preferencia sobre as outras não é verdade. Em qualquer cidade do mundo estas interrupções são feitas. A única diferença é que em outras cidades os oportunistas e os propagadores da discórdia não existem. É só observar que nesta semana que passou e na próxima foram e serão varias as interrupções pela cidade para variados eventos, entretanto como não atingiu o umbigo de alguns, temos que ler estes comentários. Vamos sair um pouco do comodismo provinciano e vamos entender que moramos em uma cidade grande, e com muitos problemas.

  6. Qualquer atrativo na cidade é sempre bem vindo, mas que erraram ao fechar a rua não ha duvida, se uma empresa tem o direito logo outra também terá, e os limites de tudo, sempre vão ate onde chegam os direitos dos demais,o pessoal exagera ao falar que a havam talvez devesse fechar as portas e ir embora, deturpam o artigo tentando desviar o foco da matéria. Certamente se o sr lang investiu seu dinheiro aqui fez um estudo de viabilidade assim como nas demais cidades em que abre suas lojas, então o dinheiro que mantem suas lojas funcionando vem do povo de cada cidade que gasta nelas, mas o respeito para com as pessoas deve sim ser demonstrado por toda e qualquer empresa. certamente havia muitos locais adequados para a exibição em questão, que não fossem as ruas da cidade.Aqui no artigo não cabem tentativas de desvios do assunto em questão como horários diferenciados ou outras situações da cidade

  7. QUAL O PROBLEMA DA ANDAR UM POUCO MAIS.? ACHO ATÉ QUE O FATO DE A CORREIA PINTO DE ACESSO DIRETO AO CALÇADÃO GERA MUITO CONGESTIONAMENTOS. ESTÁ NA HORA DE LAGES PENSAR MAIS EM PEDESTRES E ANDAR MENOS DE CARRO.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here