Câmara cheia de dúvidas sobre o LagesPrevi

0
174

Antes de fecharem as cortinas do primeiro semestre de trabalho no legislativo lageano, o vereador Jean Pierre (PSD) lançou uma série de dúvidas a respeito do regime próprio de previdência dos servidores municipais de Lages. Através de um pedido de informações pontuou uma série de questionamentos. Alguns pertinentes e outros que ele encontraria no próprio Portal Transparência.


ENTRE AS DÚVIDAS…

Qual o valor total mensalmente arrecadado pelo LagesPrevi, considerando a contribuição dos servidores e a parte patronal?

Para essa pergunta o Observatório Social de Lages levantou os dados e apresenta a receita referente ao primeiro semestre de 2017. Observe que além das contribuições, existem outras formas de arrecadação que Jean Pierre não perguntou, mas que está lá no portal transparência.


A ARRECADAÇÃO MENSAL

Pegando o somatório do semestre e dividindo por seis, temos, portanto, uma arrecadação mensal de R$ 3.435.779,26. Por enquanto o Instituto é superavitário, visto que o gasto com aposentadorias, pensões e custeio é inferior a tal montante. Isso responde a segunda indagação do vereador Jean Pierre.


OUTRAS PERGUNTAS

Qual balanço contábil do LagesPrevi dos últimos 3 anos?

Quantos servidores entre 18 e 25 anos que contribuem para o LagesPrevi?

Qual o número de funcionários afastados do trabalho por motivo de saúde?

Em 5, 10 e 20 anos, o LagesPrevi continuará com capacidade de arcar com os benefícios e aposentadorias?

Os esclarecimentos buscados por Jean Pierre são pertinentes, embora o atual Superintendente do LagesPrevi, Aldo Honório tenha apontado em conversa recente conosco, que a situação no instituto está bastante equilibrada

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here