Segue o ‘desmatamento’ urbano de Lages

0
1097

“Desculpem o palavrão, mas estou emputecido! Mais um pinheiro da região central indo ao chão em nome do concreto. Estragaram meu dia. Todas as manhãs eu olhava para esse pinheiro e dizia: Poxa! Você está crescendo dia a dia. Hoje ele não pertencerá mais a paisagem. Lamento meu amigo pinheiro, você chegou primeiro, mas o homem veio e não teve dó! Curitiba desvia estradas, calçadas, impede construções de imóveis em nome deste patrimônio. Na minha cidade vereadores preferem ficar brigando pelos seus egos do que trabalhar em nome duma lei que nos proporcione mais sombras, mais árvores”.

O desabafo e a imagem são de Adailton Camargo. O pinheiro araucária em questão tombou das proximidades da Rua Hercílio Luz no Centro de Lages


EM TEMPO

Esse tipo de corte é feito pelo proprietário do imóvel a partir de prévia autorização dos órgãos responsáveis. No caso desse pinheiro, o secretário Euclides Mecabô (Serviços Públicos e Meio Ambiente) informou na Clube FM que não passou nada pela sua área. Mas nem todas as solicitações passam, necessariamente, pela autorização do município, sendo competência da Defesa Civil avaliar risco e a Fatma, diante de laudo, autorizar a queda dos referidos pinheiros.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here