Regional: Vereador se elege sem estar filiado

0
1121

Situação inédita parece ter sido registrada na macro região da Serra Catarinense. Cidadão concorreu na eleição sem estar filiado a partido político. Elegeu-se, assumiu e cumpre mandato. Mas um dos pressupostos para concorrer é filiação partidária. Nesse caso o que acontece?

ONDE OCORREU?

Observe-se que não se trata de um crime, mas de uma irregularidade que, a essas alturas, não sabemos como será sanada, por causa do ineditismo. Estamos falando do vereador Tiago Álvaro Corrêa de Almeida. Ele foi o 6.º mais votado em Vargem, município distante 90 km de Lages. Porém, na própria ficha dele perante a 7.ª Zona Eleitoral consta a não apresentação de comprovação de filiação partidária. Tiago se elegeu pelo PT.

FILIAÇÃO NÃO CONSTA NO TSE

Numa rápida consulta no sistema unificado de filiações do TSE, o vereador eleito de Vargem não aparece como filiado. Trata-se, portanto, de um ato falho cujo desdobramento a gente não faz ideia. Até porque, a própria Justiça Eleitoral, diante da situação, não poderia ter homologado a candidatura e, muito menos, diplomado Tiago. Como ele concorreu, elegeu-se, tomou posse e desempenha mandato sem indício de má fé, é uma questão que renderá debates e dúvidas.

Este é o documento de Tiago de Almeida, vereador eleito e que está desempenhando mandato em Vargem junto à Justiça Eleitoral, onde consta a não comprovação de filiação partidária no prazo previsto em lei

Aqui a certidão do TSE obtida nesta sexta-feira, 04, onde se certifica que ele não está filiado a nenhum partido político. E agora?

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here