Trânsito: Diretran e o pedido quase impossível

1
650

“O comerciante que chega ao centro da cidade para começar suas atividades do dia, e deixa o carro numa mesma vaga em definitivo o dia inteiro tem de ter a convicção de que está tirando a vaga dos seus próprios clientes. Como o estacionamento é livre e por enquanto não há como coibir seu uso, devemos todos ter a sensatez de respeitar o limite de permanência. Além de um gesto de cidadania, mostra a educação e a inteligência de cada um”.

A pregação do Executivo de Trânsito, Jacinto Beto é pertinente. Porém, conhecendo o modo de agir do motorista paroquiano, são palavras jogadas ao evento. Jacinto tenta conscientizar o motorista a não tomar conta de vagas de estacionamento, chegando com o carro às 8 da manhã e permanecendo durante todo o dia. Se quando havia fiscalização, alguns ignoravam, difícil acreditar que agora, quando a situação está sem qualquer tipo de controle seja diferente. Mas não custa o recado dado pelo comandante de trânsito de Lages!

RESOLUÇÃO AINDA DEMORA

A definição de uma empresa para cuidar do estacionamento rotativo de Lages ainda demora. Na segunda-feira, 14, será definida a empresa que elaborará o edital de licitação. Depois disso, o certame será lançado e apenas após decorrer o prazo será apontada a empresa que irá operacionalizar o sistema, inclusive com prazo para começar isso. Não é providência para se resolver neste ano. Até lá vale apelar pelo bom senso dos motoristas!

MENOS CARRO NAS RUAS?

Comunicador Adilson Oliveira – Clube FM – comentava conosco na Hora da Corneta uma situação que também verificamos: há boa oferta de vagas de estacionamento nas ruas centrais. Se semanas atrás era difícil achar uma vaga, agora está bem mais fácil. Será que o aumento dos combustíveis fez o motorista lageano deixar o carro na garagem? Ou os condutores estão seguindo a sugestão de Jacinto Bet antes mesmo dele ter se manifestado?



Fique de olho na programação do Festival de Inverno da Serra.

Acesse aqui!

COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Não sei se seria de bom alvitre fazer uma licitação para administrar privativamente a Zona Azul lageana, seria de bom tom uma Zona Vermelha. Na capital licitaram os estacionamentos para uma empresa com 6.000 vagas no centro que diariamente estão ocupadas e que por contrato, uma pequena parte da arrecadação vai para a prefeitura e a maior parte para a empresa, que paga salários baixíssimos, se constituindo em um filão, pois os sócios cotistas são ex prefeitos da capital, será que lages vai para esse mesmo caminho, nosso dinheiro se esvaindo para uma empresa de fora que levará a maior parte da arrecadação e também aqui pagando salários risíveis, deixo no ar para o debate.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here