Trânsito: Diretran e o pedido quase impossível

0
982

“O comerciante que chega ao centro da cidade para começar suas atividades do dia, e deixa o carro numa mesma vaga em definitivo o dia inteiro tem de ter a convicção de que está tirando a vaga dos seus próprios clientes. Como o estacionamento é livre e por enquanto não há como coibir seu uso, devemos todos ter a sensatez de respeitar o limite de permanência. Além de um gesto de cidadania, mostra a educação e a inteligência de cada um”.

A pregação do Executivo de Trânsito, Jacinto Beto é pertinente. Porém, conhecendo o modo de agir do motorista paroquiano, são palavras jogadas ao evento. Jacinto tenta conscientizar o motorista a não tomar conta de vagas de estacionamento, chegando com o carro às 8 da manhã e permanecendo durante todo o dia. Se quando havia fiscalização, alguns ignoravam, difícil acreditar que agora, quando a situação está sem qualquer tipo de controle seja diferente. Mas não custa o recado dado pelo comandante de trânsito de Lages!

RESOLUÇÃO AINDA DEMORA

A definição de uma empresa para cuidar do estacionamento rotativo de Lages ainda demora. Na segunda-feira, 14, será definida a empresa que elaborará o edital de licitação. Depois disso, o certame será lançado e apenas após decorrer o prazo será apontada a empresa que irá operacionalizar o sistema, inclusive com prazo para começar isso. Não é providência para se resolver neste ano. Até lá vale apelar pelo bom senso dos motoristas!

MENOS CARRO NAS RUAS?

Comunicador Adilson Oliveira – Clube FM – comentava conosco na Hora da Corneta uma situação que também verificamos: há boa oferta de vagas de estacionamento nas ruas centrais. Se semanas atrás era difícil achar uma vaga, agora está bem mais fácil. Será que o aumento dos combustíveis fez o motorista lageano deixar o carro na garagem? Ou os condutores estão seguindo a sugestão de Jacinto Bet antes mesmo dele ter se manifestado?



Fique de olho na programação do Festival de Inverno da Serra.

Acesse aqui!

Compartilhar a matéria

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here