Ceron: Como prefeito pela primeira vez no DF

0
267

Sete meses e 23 dias depois de assumir o cargo de prefeito, Antônio Ceron dá um pulo em Brasília. Estará na Capital Federal acompanhado do governador Colombo. Antes do DF, ambos passam pelo BNDES no Rio de Janeiro. Em Brasília, enquanto Colombo terá agenda com Temer, Ceron tem uma série de compromissos.

Prefeito tem agenda cheia durante três dias na Capital Federal depois de passar pelo RJ

DEFESA CIVIL

Na Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil o prefeito falará com o secretário Renato Newton Ramlow. Marcada pelo coordenador geral de Prevenção e Preparação do Departamento de Minimização de Desastres, Mushue Hampel Vieira, a reunião envolve pendências do Decreto de Emergência em função da enchente na virada de maio para junho. Ceron já aproveitará para pedir ajuda. Quer apoio federal para ações de impacto nos rios Carahá e Caveiras para minimizar alagamentos.

SOCIAL E EDUCAÇÃO

Com ministro Osmar Terra (Desenvolvimento Social e Agrário) Ceron tentará mais um CRAS (numa modalidade itinerante) e mais uma Cozinha Comunitária. No Ministério da Educação será protocolado pedido para aquisição de caminhões refrigeradores para transporte de merenda escolar. Além disso, pretende com o Ministro Mendonça Filho resolver a questão de dois projetos já começados, e que estão paralisados dos CEIMs dos bairros Nadir e Centenário.

‘QUESTÃO DE CALAMIDADE’

Em audiência com Ricardo Barros, Ministro da Saúde, a reivindicação será para aquisição de ambulâncias. Cerou revela ter sido surpreendido depois de meses no cargo de prefeito, com a descoberta de que Lages possui apenas uma ambulância. “Isso é uma vergonha pública. Lages, talvez, com 170 mil habitantes seja o pior município entre todos do Estado nessa questão. Não dá para admitir ter uma única ambulância funcionando. E uma questão de calamidade”, disse.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here