Primeira Dama de SC ajuda Asilo Vicentino

0
1564

Porque a gente é assim quase voluntário do Asilo Vicentino, ao recebermos a sugestão de pauta da colega Karla Cruz (colunista que inclusive foi homenageada nesta semana pela Câmara de Vereadores), tratamos de conferir. Foi uma entrega simbólica de um valor de R$ 15.000,00 para ajudar nas despesas do Asilo Vicentino.

A DOAÇÃO

Quem fez a doação foi a primeira dama de Santa Catarina, Maria Angélica Ribeiro Colombo. Discreta em suas ações sociais, ela nem fez questão de divulgação. Mas o ato deve ser exteriorizado até para servir de incentivo para que outros também apoiem a causa e a estrutura que atende 81 velhinhos.

Maria Angélica promoveu recentemente, numa segunda-feira, um show com Almir Sater (ando devagar porque já tive pressa...) no CIC em Floripa. O cantor não cobrou cachê e a arrecadação da bilheteria ele apenas sugeriu que fosse doado a casas asilares.

ASSIM

Duas receberam a doação. Uma delas o Asilo Vicentino. “Sempre procurou ajudar as instituições de Lages. Já o fiz com o Hospital Nossa Senhora dos Prazeres, além de outras entidades onde atuamos com discrição”, confirma Maria Angélica.

Almir Sater com Maria Angélica na apresentação em Floripa que rendeu recursos para ações sociais, ajudando entidades como o Asilo Vicentino

DINHEIRO AJUDA MUITO

George de Bonna, presidente do Asilo Vicentino, aponta que a instituição está tendo sorte. “Mês passado o prefeito Ceron doou R$ 15 mil. Agora recebemos mais R$ 15 mil. Mas são recursos absolutamente bem vindos porque possuímos um déficit mensal de R$ 20 mil que depende da comunidade para equilibrar”, aponta. George de Bonna lembra que eventos como a festa do dia 24 de setembro é uma forma de arrecadar recursos e equilibrar as despesas.

George de Bonna, presidente do Asilo Vicentino, recebendo a visita da primeira dama de Santa Catarina e doadora de recursos à instituição


COMO ESTÁ O ASILO

Atualmente são 81 internos sendo atendidos por 33 profissionais de diversas áreas (médicos, enfermeiras, técnicas em enfermagem, psicólogas, fisioterapeuta, assistente social). O Asilo somente pode funcionar, inclusive, porque possui esses profissionais. Há no asilo, por exemplo, o caso de dona Olívia da Silva. Ela tem 108 anos e está há 43 anos como interna.

Dona Olívia à direita com 108 anos. Nascida em 1909 ela está no Asilo Vicentino há 43 anos



P. S.

A gente não faz esse tipo de divulgação, insistimos, para agradar a primeira dama de Santa Catarina. Maria Angélica faz um trabalho social nos bastidores dignificante e bonito. A intenção é apenas publicar esse tipo de gesto para que outras pessoas também ajudem. Pode ser R$ 15 mil, pode ser mais e também menos. O importante é ajudar. O Asilo Vicentino precisa da comunidade. E graças a Deus muitos têm estendido a mão!

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here