Coruja e Gabriel travam embate na Alesc

1
694

Deputados Coruja e Gabriel Ribeiro protagonizamembate na Alesc. Enquanto Gabriel lidera a bancada em defesa das ações e dos números positivos do Governo do Estado, Coruja tem mantido a postura crítica e combativa em relação às ações (e faltas delas) do conterrâneo Colombo.

SOBRE DADOS POSITIVOS

Na discussão sobre as pesquisas que mostram uma Santa Catarina de excelência, Coruja não aparteou o deputado Gabriel. Optou por voltar à carga. Admitiu que a Saúde e a Segurança são melhores que em outras partes do País, que o Estado é o melhor para viver. Porém, ressaltou que uma coisa são as ações de governo e outra são as do povo, e enfatizou que as pesquisas se referiam às coisas do povo. Ou seja, não é o governo, mas o povo que sabe fazer as coisas darem certo. Nesse caso, a colocação de Coruja soa um pouquinho estranho: Quando o Estado não vai bem, a culpa é do governo; quando vai bem é virtude exclusiva do povo.

‘ÍNDICES NÃO SÃO TÃO BONS’

Deputado Coruja discordou da leitura que os aliados do governo fazem desse Ranking de Competitividade dos Estados. Disse que é preciso analisar os dados do ranking com mais profundidade. Fazendo análise do conteúdo divulgado, Coruja alertou que “este mesmo relatório mostra que em eficiência da máquina pública o Rio Grande do Sul está em primeiro lugar, mas está parcelando salário e Santa Catarina está em sétimo (…). Minha preocupação é com as contas públicas, o resultado fiscal e o resultado nominal estão piorando”.

O debate não foi em comissão (foto), mas em plenário da Alesc, onde Gabriel Ribeiro e Coruja se posicionaram de forma antagônica em relação a dados de SC. Na análise do copo com metade de água, numa metáfora ao Governo Colombo, deputado Gabriel vê o copo meio cheio e Coruja, meio vazio.

COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Basicamente existem no Brasil uma profusão de empresas que se utilizam deste tipo de marketing, pagando elas criam todo um artifício de indices, dados, gráficos e quem lê isso em blogs e jornais acha que vivemos em um Estado de excelência, os nomes são os mais pomposos e ninguém em sã consciência, principalmente o brasileiro, sai a cata de pesquisa para comprovar esses dados maquiados, eu particularmente de tanto ler estas reportagens destas empresas de marketing não acredito neste Estado em potencial, mas um blogueiro jura de pés juntos que mora no melhor Estado da federação, vamos deixar que ele continue a sonhar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here