Rio Carahá ‘mais fundo’: Cuidado redobrado

0
409

Quase quinzenalmente um carro tem caído nas águas do Rio Carahá, o córrego que separa o Centro de Lages das outras regiões da cidade. Se até agora os acidentes geralmente resultaram em susto e alguma coisa de danos materiais, o trabalho de desassoreamento traz um alerta. O barranco ficou mais alto e uma queda ‘meio sem jeito’ – embora nenhuma queda seja com jeito – pode causar danos e ferimentos mais significativos.

Observe que o rio apresenta barrancos mais elevados, resultantes do bom trabalho de limpeza que vem sendo feito com o desassoreamento. Uma queda num trecho como esse, nas curvas sinuosas da Acil, pode causar maiores consequências aos motoristas e passageiros desavisados.


GRAMÍNEA NAS BARRANCAS

Nese sábado, 23, foi realizada semeadura de milheiro na calha do rio Carahá, na nova extensão das obras de desassoreamento. Esta nova espécie de forrageira germina dentro de dois a três dias, dependendo das condições de umidade e calor.

Engenheiro agrônomo Giovani Tomazzelli com a equipe da Secretaria de Serviços e Meio Ambiente na tarefa de semeadura

Assim, além azevém já semeado na calha do rio no bairro Copacabana, agora o milheiro (foto) também é usado para evitar erosão com o plantio nas barrancas. A chuvinha do sábado ajudou na fixação da semente.


Imagens: Iran Rosa Moraes

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here