Do Paço: Até funerárias aproveitam o Refis

0
213

Como bons brasileiros, contribuintes lageanos estão deixando para última hora o acerto de contas com o Paço, através do Refis. Na verdade existem outras etapas desse processo de parcelamento de débitos, mas as melhores vantagens são para aqueles que aderirem até esta sexta-feira, 29. Daí a razão de existir até fila para falar com os homens do fisco da paróquia para parcelar e usufruir das vantagens.

Secretário Arruda havia feito um balanço preliminar bem positivo da adesão dos contribuintes inadimplentes ao Refis. Aponta que euem não aderir, o caminho seguinte é a Execução Fiscal, conforme determina a legislação.


ATÉ FUNERÁRIAS

Sexta-feira da semana que vem, dia 5, acontece a licitação para escolher cinco funerárias que terão o serviço concedido pelo município. Pelo menos uma das sete que atualmente operam na paróquia foi até o bancão do Paço e regularizou a situação em relação a débitos municipais. Para isso, parcelou dívidas atrasadas, pagou uma entrada e obteve a certidão para ficar apto a participar do certame.

SIGNIFICA QUE…

Os empresários do ramo funerário não podem ficar se lamentando que irão perder para empresas de fora. Nenhuma concorrente tem melhores chances que aquelas já estabelecidas em Lages por causa da estrutura que dispõem (e isso conta muito no edital). Um problema seria a existência de impostos atrasados. Daí que o Refis é a chance de organizar isso, concorrer e continuar sepultando os paroquianos.

LICITAÇÃO NÃO TEM VOLTA

Perguntamos ao próprio prefeito Ceron se não havia fato novo e se a licitação para as funerárias de fato aconteceria dia 5. Segundo ele, não se trata de uma providência deliberada da Prefeitura. “Estamos cumprindo uma exigência. A legislação impõe e o Ministério Público fiscaliza. Esse processo de licitação já vinha se encaminhando e estamos consumando agora”, confirma. Segundo Ceron, outra licitação complexa é a que prevê concessão de serviço de táxi. “Mas igualmente teremos que colocar o processo licitatório na praça e atender a norma”.

Segundo Ceron, tanto a licitação das funerárias (semana que vem), quanto a dos serviços de táxi, não se constituem opção da prefeitura, mas exigência legal

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here