Lages resolverá dívida de R$ 25 milhões

0
549

TJ/SC tem R$ 5,8 bilhões de depósitos judiciais. STF decidiu que os tribunais estaduais podem disponibilizar até 20% desses depósitos para Estados e municípios. Assim, foi aprovado o projeto na Alesc para que depósitos judiciais paguem precatórios dos municípios e atenda as dívidas do gênero que estão na fila do Estado. A providência coloca pelo menos R$ 1 bilhão na economia catarinense com o pagamento de precatórios à empresas e cidadãos que estão aguardando para receber de prefeituras e Estado.

LAGES COMO FICA?

Para você que tem uns pilas para receber de precatório da Prefeitura de Lages, saiba que o dinheiro está a caminho. Pelo menos R$ 25 milhões desse valor aprovado na Alesc virão para pagar precatórios do Paço. Casan e Celesc são os maiores credores. Mas tem cidadãos diversos com crédito para receber. Um advogado paroquiano, por exemplo, vai receber R$ 2 milhões. Outro advogado receberá mais R$ 400 mil. Tudo dívida de precatório que estava na fila.

REPERCUSSÃO

Atualmente a Prefeitura de Lages gasta todo mês R$ 300 mil com precatórios. Com essa engenharia, o município passará a pagar um valor mais modesto mensal e com prazo maior na devolução daquilo ‘emprestado’ dos depósitos judiciais. É um bom negócio porque os credores recebem devereda e o município poderá pagar (devolver o emprestado) à conta gotas.

Ceron já havia declarado que o acesso dos municípios aos depósitos judiciais permitirá estender o prazo de pagamento de precatórios sem que o credor fique esperando

Compartilhar a matéria

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here