Polícia Identifica agressor do cão Tortinho

3
16488

Mais que expor o vivente que cometeu crime de maus tratos a animais, a intenção é mostrar que a prática é passível de punição e evidenciar o bom trabalho da Polícia Civil de Lages que está atuando em todos os quadrantes. Delegado Raphael Barboza e equipe identificaram o autor dos chutes, a violência gratuita praticada contra o mascote da Padaria Müller, o simpático Tortinho.

A cena da violência que viralizou nas redes sociais e que permitiu que a polícia identificasse o autor da agressão, um homem de 51 anos

DESDOBRAMENTO

Foi exatamente hoje, dia de São Francisco, protetor dos animais, que a Central de Plantão Policial de Lages com o apoio da Equipe da 1º DPCO e 2º DPCO identificou o cidadão de iniciais E. L. A. de 51 anos. Ele é o autor do crime de maus tratos ao animal, cometido contra o Tortinho. A violência foi no dia 5 de setembro na Avenida Luiz de Camões. A agressão fora flagrada por câmeras de monitoramento de circuito interno, cujo vídeo viralizou nas redes sociais e chamou atenção da comunidade lageana.

O QUE OCORRE AGORA?

O autor foi autuado como incurso no artigo 29, da Lei 9.605/98 passível de sanção penal de detenção de 6 seis meses a 1 ano de detenção e multa, sendo o procedimento investigatório da Polícia Civil remetido ao Judiciário para as providências de praxe.

Tortinho (ali na almofada) pode se sentir vingado porque a Polícia Civil identificou a autoria e haverá providências legais contra o agressor.

COMPARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. O moço poderia ter se entregado bem antes e naturalmente seria voluntário de alguma ação para arrecadar rações ou produtos para as entidades de proteção aos animais. Como se evadiu e teve que ser identificado nos procedimentos policiais normais pode receber uma reprimenda maior. Mas só aprestação de serviços irá criar nele a consciência da vulnerabilidade dos animais e aliado aos gastos com veterinários ocorridos à época.

  2. O que impede a imprensa de publicar o nome da pessoa por inteiro, e ate mesmo a foto da pessoa ?Acho que a sociedade tem o direito de saber.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here