Câmara economiza quase R$ 2 milhões

0
490

O que era para ser uma coletiva à imprensa se transformou numa verdadeira festividade com direito até a orquestra. Mas a razão é absolutamente justificável. Desde o início do mandato como presidente, vereadora Aida Hoffer (PSD) imprimiu um ritmo de contenção. “E fizemos isso sem deixar faltar nada que fosse necessário para a atuação legislativa”. Assim, além de cortes de cargos, houve redução de despesas em várias áreas. E o resultado foi uma economia conforme o demonstrativo:

Um diferencial neste ato é que houve até a assinatura de cheque de R$ 870 mil porque a economia está na conta da Câmara. O saldo bancário totaliza quanto se economizou daqueles valores repassados pelo Paço ao Legislativo.

GESTO HISTÓRICO

A presidente Aida Hoffer tratou a postura como histórico. “É que o dinheiro está na conta da Câmara e haverá a devolução aos cofres municipais. Não se trata de uma estimativa que poderia ser repassado. O dinheiro veio pelo repasse constitucional, economizados e estamos devolvendo. O valor inclusive é inferior ao percentual que o legislativo tem direito e mesmo assim conseguimos essa redução de gastos”, disse Aida.

Registro do Paulo Chagas com o cheque simbólico (já que a transferência é eletrônica) da devolução dos R$ 870 mil. Vereador Batalha como testemunha e secretário Arruda com Marin bem faceiros com o gesto protagonizado por Aida e Ceron

 

‘OBRIGAÇÃO BEM FEITA’

Ao falar sobre a postura dos vereadores, prefeito Ceron, presente ao ato, disse que haveria gente dizendo nas redes sociais que não se fez mais que a obrigação. “Mas quero dizer que é uma obrigação muito bem feita, porque não é uma prática usual esse cuidado com a contenção e economia. E num momento em que o noticiário é povoado por notícias nem sempre favoráveis ao gestor público, aqui está um exemplo de que é possível fazer diferente”, disse Ceron, fazendo referência a cada um dos vereadores presentes e ausentes no ato.

 

PARA ONDE VÃO OS R$ 870 MIL?

A partir de uma articulação prévia com o prefeito Ceron (do contrário a prefeitura não seria obrigada a gastar o dinheiro devolvido dessa forma), a presidente Aida Hoffer anunciou que com os R$ 870 mil devolvidos, serão compradas duas ambulâncias para a área da Saúde, dois micro ônibus para o transporte de estudantes, uma viatura para o Proerd (PM) e ainda investidos R$ 15 mil na compra de instrumentos musicais para a orquestra mantida pela Secretaria de Educação.

As ambulâncias custarão R$ 307.866,00 e já estão sendo licitadas. Secretaria da Saúde de Lages apresenta uma realidade complicada por possuir apenas um ambulância em condições de uso. Daí que as aquisições são importantes!

E O RESTANTE ECONOMIZADO?

Além de liberar os R$ 870 mil para essas aquisições, a presidente Aida aponta que mais recursos poderão ser devolvidos até o final do ano, quando encerra seu mandato. Ao todo até setembro a economia foi de R$ 1.924.469,46. Daí que saíram ‘apenas’ R$ 870 mil desse montante, podendo ocorrer ainda novas economias para integrar a devolutiva futura.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here