Jair Júnior: Pedradas do vereador nos Jasc

3
1411

Há certa razão nas palavras do contrapontista paroquiano Jair Júnior sobre Lages sediar os Jogos Abertos. Se você estiver em Joinville, Jaraguá, Rio do Sul, lá por Santa Catarina e saber que tem vereador jogando pedras na competição, não liga. É da prática lageânica esse estilo contestador que é sempre salutar para não ficar todo mundo remando correnteza acima no Rio Carahá.

ASSIM

Jair Júnior tem suas razões. Só é estranho o fato dele ser do mesmo partido de Colombo e Ceron, os dois cérebros por trás da realização dos Jasc em Lages e se colocar a criticar o evento esportivo. Fora isso, as ponderações e argumentos são do jogo!

 

O VEREADOR ESTÁ CERTO E ERRADO

“Para mim os Jasc são uma farsa. É uma farsa porque nenhuma cidade queria ter o Jasc”.

Isso não é verdade. Já havia cidade credenciada para ser sede dos Jogos Abertos, mas lá no começo do ano Lages entrou no páreo e aceitou o desafio de concorrer. Tanto que já tem 3 cidades querendo os Jasc em 2018.

 

SEM EDIÇÃO 56

“A última edição foi a 55.ª e esta é a 57.ª. A 56.ª nem teve”.

Verdade. Mas sabem porque não teve? Porque um temporal se abateu sobre a cidade de Tubarão onde aconteceriam os Jasc. Daí que acabou sendo cancelado.

 

MAS O QUE É ‘LEGADO’?

“Os Jasc eram para deixar um legado, mas o único legado que deixará é para o Caça e Tiro que receberá R$ 320 mil de aluguel, para a Associação Rural R$ 60 mil, para a AABB, tudo entidade privada”.

Não vejo desse jeito. Haverá outros legados. Ademais, é melhor aportar para essas entidades em Lages que irão locar suas estrutura para os Jasc, que um valor desse ser gasto em clube de outra cidade.

 

ESPORTE DE BASE

“O que era para investir no esporte de base, isso não se investe. Porque o esporte de base não dá voto. Em quatro anos não se forma atleta”.

Verdade. Tem razão Jair Júnior. Não se investe em esporte de base em Lages. As modalidades sobrevivem quase esmolando. Mas em quatro anos, discordando do vereador, já é possível formar um atleta. Mas não é de hoje que o chamado esporte de rendimento é tratado à migalhas!

 

MEDALHA, MEDALHA

“Não vamos ganhar nada, ou quase nada nos Jasc”.

É verdade. Vamos ganhar muito pouco nas disputas. A cidade não se preparou com equipes para a disputa.

 

SAÚDE, JASC…

“Nós viemos aqui reclamar que está faltando dinheiro para a saúde, para a PM, mas agora está sendo repassado dinheiro para o Jasc”.

Nem verdade, nem inverdade. O dinheiro para os Jasc é para os Jasc. Falta dinheiro para Saúde (e isso é fato), mas não teria como pegar os R$ 2,5 milhões (que o Estado está repassando) e colocar lá nesse setor. Ademais, um valor de R$ 2,5 milhões numa Saúde Estadual onde a dívida é de R$ 700 milhões…

 

KALU E JASC

“Para formar uma CCO, lá na fundação de Esportes com tanta gente que nem cabe na sala. Quem manda e desmanda hoje é o professor Kalú. Todo mundo sabe disso e ninguém tem coragem de falar(…). Ele não tem vínculo com a administração e manda e desmanda.”

Eu falo. O professor Kalu tem voz na CCO, mas não tem vínculo. É voluntário. É amigo das antigas do prefeito Ceron. Entende do assunto. Não teria ninguém mais especializado em Lages para dar uns pitacos sobre os Jasc que o Kalu. Ele está fazendo isso. E não tem vínculo com a FME de fato. E nem terá. Os Jasc 2017 e Lages vão ficar em débito com o Kalu.

Vereador Jair Júnior no papel de contestador, integrando o mesmo PSD do governador Colombo, que é um dos incentivadores para os Jasc em Lages

COMPARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Cada um tem sua opinião, mas tenho de fontes seguras que os números expressados pelo vereador estão errados, deveria ter a informação correta antes de se fazer presente para dar o discurso não tão agraciado por mim

  2. Apesar de não ser simpático a um partido arcaico e com um viés parasitário como o PSDB, volto a afirmar que gosto do perfil de Jair e com certeza está na ideologia errada, deveria estar nas esquerdas batendo forte nestes nossos políticos acomodados e sem noção, Jair sai da mesmice lageana de puxa-saquismo barato em troca de migalhas e mídia é claro que esse perfil incomoda pois toda crítica e revolta incomoda, mas faz parte do discurso político moderno. Com certeza esse é os Jasc com menor poder de investimentos do Estado pelos valores aplicados, mas para a nossa realidade lageana do aceite de trocados a turma acham demais. Avante Jair e continue a dar uma mexida em nossa sociedade acomodada e provinciana, em que até mulheres de seio de fora e estudantes questionadores nas questões de gênero assustam nossa sociedade pseudo moralista.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here