PM: Câmara pede retorno do Águia 04

1
156

Câmara de Lages aprovou moção legislativa reivindicando providências ao Governo do Estado para que o serviço de suporte aéreo da Polícia Militar, o helicóptero Águia 4, volte a operar em Lages e região.

Autor da matéria, o vereador João Chagas (PSC) sugere ainda a criação de um fundo emergencial para que não afete os serviços essenciais em momentos de crise, como no resgate e transporte de pessoas. A reivindicação será encaminhada ao governador Raimundo Colombo (PSD).

Chagas alerta que o transporte de pacientes e de órgãos deve ser realizado no menor tempo possível para preservação da vida. No entanto, esses serviços estão sendo prejudicados na região por falta de verbas necessárias para que o Águia trabalhe e execute suas missões.

VEREADOR APONTA QUE SOMENTE A

AERONAVE DAQUI NÃO VOA (AINDA)

“Os serviços aéreos de Florianópolis, Joinville e Blumenau, que estavam suspensos e aguardavam manutenção ou contratação de seguro para voltarem a voar, já estão operando. Somente o helicóptero de Lages ainda está parado. Nossa região não pode continuar sem esse serviço”.

INFORMAÇÃO DO ESTADO

Desde setembro, o helicóptero Águia 4 está sem atuação na região da Serra Catarinense. Em nota oficial, o governo estadual esclarece que a aeronave encontra-se parada devido à necessidade de manutenção programada e obrigatória para a troca de uma peça chamada FCU, que funciona como um carburador do helicóptero. A informação é de que a peça estaria sendo importada da França. Enquanto isso, o helicóptero está parado.

 

BASE DA PM PARECE TAPERA

Imagem abaixo circula na rede social com a seguinte manifestação:

“Aí você vai no Centro de Lages e vê uma lona de plástico cobrindo a base da PM para não chover dentro. E não venham dizer que é porque o Centro vai ser revitalizado ano que vem. O que vão achar os visitantes dos jogos abertos e festas de fim de ano?”

De fato é uma situação (e imagem) que não tem argumento que justifique. E, naturalmente, não tem nada a ver com a PM tal situação estrutural!

COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Como não há mais nosso amigo Pablo Gomes na ADR, ficaremos órfãos de informações e esclarecimentos governamentais, mas tudo gira em torno de economia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here