S. Joaquim: Padre é suspeito de abuso sexual

0
329

A Polícia Civil de São Joaquim trata com o cuidado que o caso requer, porém, não conseguiu manter em sigilo a investigação envolvendo o pároco do município, suspeito de trocar mensagens de cunho sexual com pelo menos um adolescente de 13 anos. O padre estava na Itália durante os desdobramentos de uma operação mais ampla que investigava pedofilia em Santa Catarina. Nesta semana ele retornou do exterior e foi abordado no Aeroporto Hercílio Luz. Porém, não tinha em seu poder o aparelho celular que fora monitorado contendo as provas do crime pelo qual o religioso é investigado.

MONITORAMENTO

Pelas informações, na noite anterior à chegada ao Brasil, o religioso chegou a postar nas redes sociais conteúdo utilizando o aparelho celular. Acredita-se que ele tenha se livrado do aparelho antes de pisar em território catarinense. Por causa disso, não houve prova robusta que resultasse na prisão provisória do padre. Ele foi intimado a prestar informações à Polícia Civil em São Joaquim.

REVOLTA NA CIDADE

A ação que chegou até a investigação resulta de um trabalho de inteligência da Polícia Civil de Santa Catarina em sintonia com a Polícia Federal no combate à pedofilia. Nos grupos de rede social de São Joaquim não se fala outra coisa. Embora alguns meios de comunicação divulguem nome e até foto do padre, por enquanto ele é tratado como suspeito, carecendo certa cautela antes de o expor. Mas em São Joaquim o assunto mais comentado envolve exatamente essa situação relacionada ao padre.

Notícia envolvendo padre que atua em São Joaquim ganha repercussão, embora o religioso ainda não tenha sido preso pela ausência de prova material que indique o cometimento de crime de pedofilia

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here