Lages nos Jasc: Boa anfitriã e sem fiasco

0
420

Numa análise sem paixão, nem mesmo o mais crítico jogaria pedra na performance de Lages tanto como anfitriã quanto nos resultados. Tirando uma queixinha ou outra de alojamentos (algo isolado) e a frustração em duas modalidades que poderiam ter conseguido bem mais nas disputas, Lages deu conta do recado: Tanto como anfitriã quanto nas disputas. Há até casos de modalidades que não geraram expectativa prévia e tiveram bons resultados.

AS CONQUISTAS DE LAGES

No quadro de medalhas, Lages ficou em 9.º lugar.

Foram 27 medalhas, sendo 10 a mais que a 8.ª colocada, mas Jaraguá do Sul obteve um ouro a mais. Lages conquistou 8 medalhas de ouro, 14 de prata e 5 de bronze. Um resultado razoável se considerar que, lá no começo do ano, antes de pensar em sediar os Jasc, o prefeito Ceron disse que a ideia era ir aos jogos (onde eles acontecessem) para fazer uma participação discreta. Sediando as competições, Lages não só deixou a discrição de lado, como pode ser apontada como protagonista.

Juliano Polese, que presidiu a CCO com Ceron na entrega do troféu de campeão geral a Itajaí com Pavan como testemunha

LAGES NA CLASSIFICAÇÃO GERAL

Aqui está a classificação final, com Lages na 7.ª colocação na pontuação geral. O troféu no futsal feminino ajudou muito no cômputo de 61 pontos.

 

UMA CURIOSIDADE

DO FUTSAL FEMININO

Nessa imagem do Nilton Wolff, enquanto Amandinha aparece dominando a bola, ali no cantinho à direita está a jogadora Getúlio. Ela defendeu Itajaí nos Jasc, embora tenha sido destaque nacional pelo time das Leoas da Serra. Foi de Getúlio aquele gol de placa que repercutiu nacionalmente, trazendo até a Fernanda Gentil (Globo) a Lages para fazer reportagem sobre o feito da moça em quadra!

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here