Gado: Lages vende mais de R$ 10 milhões

2
140

“É por esta razão que se pede atenção à infraestrutura, e isso está acontecendo. O exemplo está sendo dado com a obra de pavimentação iniciada em um trecho da Coxilha Rica. Porém, se espera que seja apenas o início de uma série de projetos parecidos”.

Palavras acima são do presidente da Associação Rural, Márcio Pamplona, a partir de um balanço que aponta negócios superiores a R$ 10 milhões em 2017 somente em leilões realizados no Parque Conta Dinheiro. O último leilão foi no sábado contabilizando um faturamento de R$ 706 mil.

LEILÃO DO SÁBADO

Neste último evento foram 461 animais ofertados, entre bois, novilhas, vacas com cria, vacas com serviço e reprodutores. Conforme disse o presidente da Associação Rural, Márcio Pamplona, o final de temporada foi de grande sucesso, e, mesmo em tempos de crise, o agronegócio manteve sua força. “Foram quase 5,7 mil animais comercializados em 12 arremates durante o ano, o que transforma Lages na principal praça de leilões de Santa Catarina”.

Para Pamplona é dinheiro gerado pelas mãos dos produtores, que gira e permanece no Município.

MAIS DE R$ 5,00 POR QUILO

Para 2018, segundo o dirigente sindical, a expectativa é de que a nova temporada de leilões mantenha a boa média alcançada nestes dois últimos anos. “Vale destacar a boa comercialização dos bois e das novilhas, nesta Feira que encerrou a temporada, e que alcançaram a média/quilo de R$ 5,52 e R$ 5,86 respectivamente”, finalizou.

SERRA CATARINENSE: QUAL

MAIOR PROBLEMA NO CAMPO?

Entre pecuaristas da Serra Catarinense um problema tira o sono da maioria: o furto/roubo de gado das propriedades. A situação está quase fora de controle. Além de levarem pequenos rebanhos, há casos de ocorrências onde os ladrões furtam apenas um corte do animal. Há imagens de uma ocorrência onde os ladrões levaram um quarto de um boi abatido, deixando o resto na propriedade. Em outro caso, além de furtarem a vaca, cortaram as penas de um bezerro.

COMPARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Com certeza os ladrões que roubam o gado no interior sabem o que estão fazendo e o que estão pretendendo, as peças mais valorizadas dos animais devem valerem bem no mercado informal e também deve haver atravessadores que compram estas pessoas e as levam para outros mercados, não são simplórios ladrões de gado, mas profissionais e atravessadores que fazem isso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here