Campos Novos: Carneiro recheado e política

1
396

A Coocam – Cooperativa Agropecuária Camponovense promove faz 24 anos o Michuim, evento que congrega mais de 2.300 pessoas entre lideranças do agronegócios, autoridades políticas e empresariais, parceiros de negócios da cooperativa. Neste ano a edição aconteceu na fazenda São João.

MAS O QUE É O MICHUIM?

Trata-se de um congraçamento cujo prato principal é um carneiro recheado que tem tempero especial de origem marroquina, aperfeiçoado pelos franceses e, naturalmente, adaptado para as condições da região de Campos Novos.

Este é o prato principal do michuim, evento tradicional em Campos Novos promovido pela Coocam

Prefeitos Lucimar Salmória (direita) de Abdon Batista e Zancanaro de Campos Novos no evento com líderes políticos como Colatto, Amin, Gabriel Ribeiro, Caramori, secretário adjunto da Agricultura, Airtons Spies e as lideranças do agronegócios do Meio Oeste

Prefeito Zancanaro de Campos Novos na prosa com o deputado Gabriel Ribeiro

 

AMIN E O DEDO DE PROSA

Na semana finda o Grupo Ric/Record divulgou pesquisa para a eleição em Santa Catarina. Num dos cenários o senador Bauer (PSDB) lidera com folga a corrida eleitoral. Em outro cenário, tendo Amin como opção, é o careca que se sai muito bem, liderando a disputa nesse período pré-eleitoral. Amin se integrou ao evento de Campos Novos e trocou dois dedos de prosa com o deputado Gabriel Ribeiro. Coube até um diálogo fictício do encontro dos dois parlamentares:

– Vocês tem que entender que comigo no projeto o PSD e Santa Catarina se livram do PMDB…

– Mas o senhor não tem problema de teto, deputado Amin? Tipo não passar dos 30 a 35%?

– Esse negócio de teto é folclore, Gabriel. E todo teto é superado quando se faz uma coligação com um bom alicerce.

COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Ressuscitaram até esse Amin que estava morto politicamente, será que nos vendemos por churrasco ou possuímos alguma dignidade moral, creio que na serra não há essa dignidade, mas Névio são pobres agricultores que dependem destes políticos, sem eles não há produção no campo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here