Câmara pode instalar CPI da Bola Murcha

0
225

A Prefeitura de Lages já emitiu nota se eximindo de qualquer responsabilidade pela gestão de recursos repassados às entidades esportivas que fomentaram equipes para disputa dos Jogos Abertos. A Fesporte não entrou no assunto e nem no mérito da questão. Comunicador Daniel Goulart – Clube FM 98,3 – divulgou trechos de diálogos entre dirigentes de uma das modalidades que buscavam notas fiscais para justificar despesas e pagar atletas ‘importados’ para reforçar a equipe.

E DIANTE DE TUDO ISSO…

Porque a denúncia sobre suspeitas de irregularidades na prestação de contas de pelo menos uma das entidades partiu da Câmara de Vereadores, há articulação para a criação de uma segunda CPI no âmbito do legislativo. Ela seria criada para investigar indícios de irregularidades. “Juntamente com os vereadores Amarildo Farias, Bruno Hartmann, Osni Freitas Bugre, David Moro e Thiago Oliveira, protocolamos um pedido para abertura de uma CPI para apurar os fatos”, infora o vereador Jair Júnior

DIZ JAIR JÚNIOR QUE…

“Essa será a segunda CPI da gestão, algo lamentável e que não gostaríamos de estar participando. Entretanto, como fiscalizadores, devemos averiguar qualquer fato que possa constituir crime praticado por agentes públicos”.

A CPI da Infelicidade já investiga supostas irregularidades em relação a enfeites natalinos. Há ideia de buscar informações inclusive numa cidade do Paraná sobre suspeitas de que material público (pertencente ao município) pode ter sido enviado para o município paranaense, onde o prefeito seria parente de pessoa ligada ao Paço

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here