Natal Felicidade: O que também se diz por aí

3
1675

Secretário Marião tem dito e alguns colegas de imprensa repetem seu dizer de que ‘falar mal dá Ibope‘. É uma forma de tentar fazer os opinantes se recolherem sob a chantagem de que estariam buscando Ibope, como se isso fosse o foco. Assim, carece deixar que as pessoas que testemunham aquilo que veem no projeto de decoração natalina opinem. Nesse sentido, uma das pessoas mais respeitadas da paróquia, Dr. Walmor Netto, diz o seguinte sobre o que viu:

“Fui ao Natal Felicidade no Pq. Jonas Ramos. Após o encerramento do espetáculo, retornei à minha residência pensativo. Assim resolvi expor observações feitas após refletir o que presenciei. Dia 25 de dezembro celebramos duas datas: Para o mundo cristão, principalmente os católicos, celebramos o nascimento do Messias, Jesus Cristo. Um ato religioso que é celebrado nas Igrejas Cristãs. Nesta data também, celebramos a chegada do Papai Noel, um acontecimento fantasioso que traz a todos nós, independentemente de religião, um momento de muita alegria e sonhos. Gramado, cidade exclusivamente turística, faz o seu Natal Luz. Posso afirmar que é sem sombra de dúvida o melhor projeto de natal do Brasil. Pois bem, lá a sua imaginação de fantasia ocupa todos os espaços do seu cérebro. Muita luz, infinidade de Papais Noéis, muita alegria e principalmente muito comércio”.

E…

“Então, voltando para a nossa realidade. O local escolhido para o Natal Felicidade não poderia melhor, lembrando um pouco Gramado. A semelhança para por aqui. O que vi no domingo passado, dia 9. A principal atração da noite, Papai Noel, vi um vulto num trenó aquático durante uns 10 minutos, e só. Mal iluminado a chegada do personagem homenageado, sem animação, sem demonstrar se quer otimismo, alegria. Decoração imprópria para evento proposto, anjos. Quanto aos shows propostos quero fazer uma ressalva, a crítica não vai aos figurantes que tão bem se apresentaram, mais aos temas escolhidos. Não fazemos questão de mostrar as futuras gerações a nossa origem, que é a do campo, da vida rural. E sim apresentamos folclore de outras regiões do país, como axé”.

POR FIM…

“O Parque Jonas Ramos, Tanque, quase que totalmente às escuras, decoração inacabada e sem manutenção, problemas de áudio, vídeo e iluminação. Tema escolhido para encerramento foi mais religioso do que fantasioso. Um ambiente tétrico, quando deveria de muita alegria. E o mais intrigante, sem Papai Noel e sem a felicidade das crianças com o momento mágico. Mais uma vez demonstramos a falta de criatividade, organização, de profissionalismo, tudo improvisado”.

Uma manifestação sem busca de Ibope e nem ponto de vista ideológico sobre o que se vê no esforçado projeto de decoração natalina de Lages

Compartilhar a matéria

3 COMENTÁRIOS

  1. Eu estou muito decepcionada.
    No calçadão parece que não é natal. ( Não tem nada!)
    Na rua Correia Pinto tem uns bonecos horríveis. Fui ao tanque.. há uma rua com luzes que ao meu ver está incompleta (as luzes não chegam até a metade da rua.
    Vocês já olharam para aqueles “anjos” no tanque? O rosto deles é temeroso.. não servem nem para carro alegórico no carnaval. O portal do tanque até está bonito até olharmos o acabamento mal feito. Não dá para tirar foto com o papai noel pois o único existente está dentro d’água. Extremamente decepcionada. Muito mal feito, vergonhoso.

  2. Lages tbm e minha terra,mas não da para dizer que os enfeites de natal estão bonitoachei decepcionante,acho que ate o prefeito tbm achou

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here