Catarinense 2018: Notícias do Inter de Lages

0
905

Aquela pequena gama de torcedores fiéis, presentes, partícipes e com o time (e o Clube) em qualquer circunstância, merecem estar sendo sintonizados sobre os passos do Internacional de Lages na participação do Campeonato Catarinense de 2018. Somos 1.000, talvez 1.500 torcedores que preenchemos a característica acima.

A vocês, as informações são as seguintes:

CADÊ O TIME?

Atraso na definição de parcerias e patrocínios para ajudar a bancar a formação do time também retardou a apresentação do elenco. Não há como tirar da cartola um grupo de jogadores e apresentar aos torcedores. Carece dinheiro. E o tipo de time (mais competitivo ou apenas competitivo) depende exatamente daquilo que a diretoria tem para investir. A intenção é formarmos um Real Madrid, mas por certo, não sendo possível (e não será), o torcedor terá bem mais que um Ibis (desculpem o exagero na comparação)

TERÁ TIME DE CERTEZA

Diante desse parâmetro (dinheiro e elenco) é que se formatará o time que entrará em campo. Há nomes mapeados, outros que acabaram recebendo propostas e saíram da lista dos mapeáveis. Algo, no entanto, é certo: O Internacional de Lages terá um time competitivo para o Catarinense 2018 (e os recursos angariados é que definirão se teremos um time com mais fortidão ou menos fortidão).

NÃO ESTÁ DEMORANDO?

Antes de você perguntar se não está demorando para montar o time, pense no que você fez ou está fazendo para ajudar nisso. De qualquer forma, a diretoria colorada não tem poupado esforços para acelerar. Porém, os encaminhamentos, decisões e providências envolvendo dinheiro não dependem da diretoria. Depende de decisões externas que estão a caminho.

HAVERÁ DINHEIRO PÚBLICO?

Nenhum centavo. Prefeitura de Lages não colocará um centavo de sua receita para ajudar formar o time. Isso não significa que o prefeito Ceron não tem se esforçado para buscar ajuda e apoio ao time. Mas o faz como torcedor. Um torcedor diferenciado porque, como prefeito, quer ver o time da cidade forte. Mas nada de envolver dinheiro público.

QUEM PERDE COM UM TIME FRACO?

Todos perdem com um time sem fortidão. Emissoras de rádio que faturam nas transmissões; torcedor (de verdade) que sofreria com um time mais modesto; o nome da cidade, caso a equipe formada se constitua um saco de pancadas. Então, a torcida da coletividade deve ser para que a diretoria consiga os apoios e, mesmo assim, em cima da hora, faça um time competitivo. Ficando ali entre os 6 ou 7 do Catarinense já está de bom tamanho.

QUAL PARTICIPAÇÃO DO BLOGUISTA NO CLUBE?

Nenhuma. Absolutamente nenhuma. Assim como aqueles 1.500 fiéis torcedores que estarão com o time mesmo se estivermos no inferno da Série C, somos apenas torcedores. Torcemos pelo time, pelo que ele representa para a cidade.

E AS NOTÍCIAS?

Pois bem! O Rafael Araldi, o homem da comunicação do Inter, outro entusiasta desse time de todos nós participou da reunião que formatou uma das estratégias para o Campeonato Catarinense. A NSCTV (Globo SC) vai transmitir uma partida por rodada em canal aberto. As placas no estádio estão sendo vendidas pela Associação de Clubes (e não pela TV). Haverá possibilidade, caso o SporTV não se interesse, em transmitir aos jogos pela internet, através de um sistema pago. Isso gera retorno financeiro aos clubes.

O Rafael Araldi é aquele barbudinho lá no fundo, de olho e ouvido na estratégia de marketing para os Clubes em 2018 nessa reunião na Associação

E OS GOLES NO ESTÁDIO?

Está se ultimando a votação do projeto para liberar bebida alcoólica nos estádios em SC. A gente ainda não sabe se terá Bugio, Kapeta ou só cerveja. Mas é certo que 30% da bebida a ser comercializada deverá ser de cervejas artesanais catarinenses. Santa Catarina bem baixíssimos índices de violência nos estádios e se constitui mais uma forma de levantar recursos para os Clubes.

A tese é a seguinte: Antes de eu cobrar o que é que o Inter está fazendo para lotar o Tio Vida, como nesse jogo contra o Avaí em abril do ano passado, deve pensar o que estou fazendo para tentar ajudar o time!

Compartilhar a matéria

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here