SC e Lages empregam mais que demitem

1
1032

No noticiário econômico da última semana do ano o destaque é a geração de empregos no penúltimo mês de 2017. Os dados foram divulgados pelo Ministério do Trabalho e mostraram uma recuada em âmbito nacional que o Governo Federal está se esforçando para dizer que não tem nada a ver com a entrada em vigor com a reforma trabalhista. Foram 12.292 vagas a menos no Brasil em novembro.

SC QUASE 5 MIL

O que mais interessa a nós, naturalmente, é o comportamento do mercado em âmbito Estadual e em Lages. E por aqui os números são positivos. Em Santa Catarina foram gerados mais 4.995 vagas de trabalho naquela matemática entre admissões e demissões. Motivo para o governador Colombo ficar com a boca lá nas orelhas. “A gente vê estados gigantes como SP, MG, RS e nós. Em termos absolutos, fomos o Estado que mais gerou com 50 mil vagas sem contar dezembro, de saldo positivo. Eu acho que essa é a ação mais importante”, disse Colombo ao jornalista Rafael Vieira de Araújo.

LAGES PASSOU DOS 100

De acordo com os dados do Ministério do Trabalho, considerando apenas os empregos formais, Lages contratou 106 pessoas a mais que o número de demissões. Os dados são de novembro, com expectativa de índice ainda melhor em dezembro, por causa das vagas de final de ano.

QUANTOS EMPREGOS LAGES GERA?

Os dados são de janeiro deste ano e apresenta pequena variação ao longo de 2017. Mas o município tem um total de 38.481 pessoas empregadas nos diversos setores da economia. Pelos mesmos dados, Lages possui um total de 8.999 empregadores nos diferentes ramos de atividades.

São praticamente 9 mil empregadores em Lages, nos diferentes ramos da economia, com um total de empregos formais gerados pouco superior a 38 mil pessoas, considerando setores público e privado.

EM TEMPO

Considerando as quatro maiores economias da Serra Catarinense, Lages foi a única que apresentou índice positivo de empregabilidade em novembro de 2017. São Joaquim, Otacílio Costa e Correia Pinto fecharam o décimo primeiro mês do ano com índices negativos naquela matemática do Ministério do Trabalho que considera demissões e admissões formais.

COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Afirmar que Lages gerou empregos é no mínimo cair no ridículo, é escarnecer do Lageano. Gerou emprego em que empresas? Na sinotruk ? Na ZF ? Na fábrica de cartuchos CBS ? Na fábrica de lâmpadas LED? Na fábrica de avião ?, tenham vergonha e pelo menos respeitem o sofrimento dos inúmeros desempregados que sofrem na miséria Lageana. Afirmar que em Lages houve geração de empregos, eé no mínimo ser hipocrita e canalha; é rir da desgraça alheia. Cretinos. Não sejam covardes, publiquem o comentário.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here