Serra do Corvo Branco à espera de asfalto

0
210

O sábado à tarde foi de manifestação nas imediações da Serra do Corvo Branco que faz a ligação entre Urubici a Grão Pará, Braço do Norte e municípios do Sul do Estado. A razão do protesto é a paralisação nas obras de asfaltamento de um pequeno trecho da Serra. Não são nem 10 quilômetros que aguardam pela pavimentação, mas se constitui na parte mais difícil de trafegar devido às condições do relevo.

O QUE A GENTE SABE

A obra na Serra do Corvo Branco estava sendo executada pela empresa Setep (Criciúma). Foi necessária uma readequação do projeto por causa de fatos novos durante a execução dos trabalhos. O Governo do Estado, através da ADR de Grão Pará, é responsável pela supervisão da obra. Visualizando a paralisação e que a possível troca de governo no Estado pode parar tudo, a comunidade protesta.

PINHO PODE PRIORIZAR?

Como se trata de uma obra na região Sul de Santa Catarina, a hipótese do sulista Pinho Moreira – que assume dentro de três semanas o Governo do Estado – dar prioridade à estrada é bastante provável. A parte pós-serra em direção a Urubici tem 5 km de chão batido, mas esse trecho é menos complicado que aquele pendente exatamente onde começa a série de curvas.

Para você se situar, esse é o trecho que recebeu asfalto desde Grão Pará em direção à boca da Serra do Corvo Branco. A obra foi bastante complexa em função da condição do terreno arenoso. Mas há um trecho de 9.300 metros que ainda está por fazer, causando o protesto

IMPORTÂNCIA DA OBRA

Além de facilitar a vida da comunidade local, o asfaltamento completo da estrada fomentará o turismo, inclusive em Urubici. Para se ter ideia, com essa obra concluída e mais o asfaltamento do trecho entre Rio Rufino e Urubici (que também está na pauta de protestos), Lages ganha mais uma ligação com o litoral. Tal ligação partiria de Lages, Painel, Urupema, Rio Rufino, Urubici, Corvo Branco, Grão Pará, Braço do Norte, Gravatal e Tubarão na BR-101.

Seria a segunda serra a ter a ligação asfáltica devidamente pavimentada, a exemplo do que aconteceu com essa da imagem acima – Rio do Rastro – cujo concreto e asfalto chegou na virada da década de 1970 para 1980

 

QUER MORAR BEM EM LAGES?

TERRA ENGENHARIA APRESENTA…

Residencial Mariah na Avenida Papa João XXIII bem pertinho do Centro de Lages.

Maiores informações acesse o portal da Terra Engenharia e conheça outras opções de imóveis com a qualidade que você está procurando!

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here