João Rodrigues: Pré ao governo preso em SC

2
697

Nesta madrugada o deputado João Rodrigues (PSD) gravou vídeo com o seguinte teor:

“Quero comunicar a todos que saí de Orlando, nos Estados Unidos, com minha família. Meu destino seria Campinas, mas mudamos nossas passagens para Assunção, no Paraguai. Porque eu chego em um aeroporto de São Paulo e certamente a imprensa toda estaria ali, o que causaria um constrangimento a minha família”.

A intenção do parlamentar era seguir do Paraguai para Chapecó, onde se entregaria para para Polícia Federal. Entretanto, a Interpol foi acionada e João Rodrigues impedido de descer em Assunção de onde seguiu para São Paulo. Tão logo chegou em Guarulhos, foi preso. Ele disse:

— Tão logo chegando aqui, a PF veio cumprindo seu papel e já me abordou. Conversamos e encaminhamos o necessário. Inicio hoje o cumprimento da pena e já amanhã meus advogados vão trabalhar para reverter o caso. Até porque o meu caso não tem dano, desvio de dinheiro ou rombo. (…) A justiça é para todos e ela precisa ser cumprida!

‘BODE EXPIATÓRIO

PARA PRENDER LULA’

João Rodrigues é o parlamentar federal mais combativo ao PT e a Lula. Por causa de disputas locais em Chapecó, o deputado sempre se posicionou crítico e combativo aos petistas. Quis o destino, que sua situação judicial tivesse desdobramento – entende ele – para que o Judiciário tenha parâmetro para executar a prisão do ex-presidente. “Estão me usando de bode expiatório para prender o Lula”, declarou João Rodrigues.

Print do vídeo que o deputado gravou na madrugada de quinta-feira informando que desceria no Paraguai ao chegar dos EUA para evitar constranger a família. Mas a Interpol foi acionada e ele remetido para São Paulo, onde acabou preso.

E AGORA, JOÃO?

João Rodrigues (PSD) deve se juntar ao colega de parlamento Celso Jacob (PMDB) no cumprimento da pena em regime semiaberto. No caso de Jacob, a justiça autorizou que ele dormisse na prisão e atuasse como deputado durante o dia. Antes disso, a defesa de João Rodrigues vai tentar, através de recurso, reverter a prisão sob o argumento da prescrição do crime no qual foi condenado no TRF4.

QUEM ASSUMIRIA NO LUGAR

DE JOÃO RODRIGUES?

A condenação a João Rodrigues (PSD) não abrange o mandato. Porém, um eventual impedimento dele continuar atuando como parlamentar, colocaria na titularidade o suplente Edinho Bez. João Rodrigues foi o deputado federal mais votado em 2014 com 221.409 votos.

Edinho obteve 102.633 votos na eleição de 2014 e não se elegeu. Ele ‘herdaria’ a vaga de João Rodrigues se o parlamentar do PSD ficar impossibilitado de cumprir o mandato

Compartilhar a matéria

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here