Otacílio: Mais ação contra ex-vice-prefeito

0
329

Parece que o inferno astral do ex-vice-prefeito de Otacílio Costa, na condição de Secretário da Saúde, não tem fim. Depois de ser denunciado por contratar uma empresa para lavar roupas de colaboradores do SAMU, mas o serviço ser prestado – sem custos – pelo hospital Santa Clara, agora o MP protocola mais uma ACP – Ação Civil Pública contra Silvano Cardoso Antunes.

DO QUE SE TRATA?

A ação desta feita por ato de improbidade administrativa contra Silvano Cardoso Antunes, abrange ainda Silvano Willian Antunes e a empresa Premium Brasil Produtora de Eventos. Quando no cargo, o ex-secretário viajou à cidade de Foz do Iguaçu/PR para receber um prêmio ‘vendido’ pela empresa. Segundo o levantamento do MP, tudo pago pelos cofres públicos.

VIAGEM A FOZ DO IGUAÇU

Conforme apurou a Promotoria de Otacílio Costa, em 2014 o então secretário foi escolhido para receber o Prêmio Qualidade e Excelência na Saúde Pública em razão de supostamente ter sido considerado um dos 50 melhores secretários municipais de saúde do Brasil.  Na época, o ex-secretário recebeu três diárias para seu deslocamento no valor total de R$ 1.500,00, além do Município de Otacílio Costa ter pago à empresa Premium Brasil Produtora de Eventos o valor de R$ 1.790,00 a título de participação no evento e hospedagem num resort.

50 MELHORES DO PAÍS

A investigação do Ministério Público apurou que o prêmio recebido era “comprado”, uma vez que não houve critérios técnicos e objetivos para considerá-lo um dos 50 melhores secretários de saúde. Ressalta o MP, ainda, sem ingressar no mérito da qualidade e utilidade das atividades pedagógicas das palestras promovidas no congresso, se verifica através das listas de presença que o então Secretário de Saúde não particippu de qualquer uma delas. “Ou seja, viajou com suas despesas pagas pelo município apenas para receber o falso prêmio”, completa o teor da denúncia.

Silvano Cardoso (de vermelho) que chegou a coordenar o PSDB na Serra Catarinense quando vice prefeito de Otacílio Costa, nessa recepção a José Serra em Lages. O MP está pedindo reparação integral do dano, multa, suspensão dos direitos políticos, perda da função pública e proibição de contratar com o Poder Público.

Compartilhar a matéria

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here