Rapaz pode pegar até 30 anos por morte

0
854

Vem de forma oficial a informação sobre o excelente trabalho realizado pela DIC de Lages, com a equipe liderada pelo delegado Sérgio Roberto de Souza. Em cinco dias os investigadores da Polícia Judiciária de Lages conseguiram elucidar o assassinato de José Tadeu Laurentino. Ele tinha 60 anos e saiu de seu estabelecimento comercial por volta das 21h42min da sexta-feira, 09. Depois somente voltou a ser visto no dia 11 de março de 2018, às 15h00, sem vida, no Salto dos Caveiras.

INVESTIGAÇÃO MINUCIOSA

Após a equipe da DIC tomar conhecimento do fato iniciou diligências preliminares e foi descoberto que o autor do crime havia roubado os valores que estavam com a vítima, em espécie, bem como seu aparelho de celular. Na tarde de ontem, 15, após intenso e contínuo trabalho de investigação o autor do crime foi identificado como sendo o investigado Gustavo Henrique de Jesus Seta da Silva. O rapaz tem 21 anos e foi expedido contra ele um mandato de prisão temporária (30 dias)a partir de solicitação da autoridade policial.

PROVAS E CONFISSÃO

Durante as buscas domiciliar foram localizados e apreendidos na residência do investigado o aparelho de celular roubado da vítima, bem como as roupas utilizadas pelo agressor no dia do crime. O investigado foi interrogado e confessou com detalhes, através do sistema de áudio e vídeo a prática do crime.

As digitais de Gustavo estavam no veículo da vítima. Ele deve responder por latrocínio e ocultação de cadáver, art. 157§, 3° e art. 211, ambos do Código Penal. Ele pode pegar pena de 20 a 30 anos pela prática do crime. A pena pode ser agravada pela ocultação de cadáver.

Informações e imagem: DIC/Lalges

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here