Trânsito: Números e perfil de mortos em SC

2
282

Pela primeira vez (que a gente saiba) a DIVE – Divisão de Vigilância Epidemiológica ligada à Secretaria de Estado da Saúde divulga relatório de mortes no trânsito. Os números consolidados se referem ao ano passado e se baseiam no Sistema de Informações sobre Mortalidade e registros do SUS. Durante os 12 meses de 2017 foram 1.554 mortes em SC.

DADOS COMPLEMENTARES

MAIS HOMENS – Desses 1.554 mortos em acidentes rodoviários, 1.255 vítimas fatais (80%) eram homens.

FAIXA ETÁRIA – Os registros revelam 689 óbitos envolvendo adultos jovens com idade entre 20 e 39 anos, correspondendo a 44,3%.

TIPO DE VEÍCULO – Exatos 534 vítimas fatais (34%) ocupavam automóveis, 504 (32,4%) utilizavam motocicletas e 231 (14,8%) eram pedestres. Outras 82 vítimas eram ciclistas (5,2%) e, em 203 situações, não foi especificado o veículo.

ONDE MAIS? – Os municípios que registraram o maior número de óbitos por acidentes de trânsito foram Blumenau (79), Joinville (76), Chapecó (66) e São José (62).

Apesar do noticiário constante de acidentes em estradas e áreas urbanas da Serra, os índices não apontam a região como aquela detentora com a maior quantidade de óbitos.

Compartilhar a matéria

2 COMENTÁRIOS

  1. Aqui Edson, fica muito claro a necessidade dos governos darem prioridade a engenharia e a educação de transito. Sempre falei que apenas três setores do serviço público trabalham ligados diretamente com a morte ou a vida: Saúde, Transito e Segurança. Portanto, deixar de lado investimentos e relegar cuidados com o transito, é brincar com a vida das pessoas. Este comentário vale para nosso Município.

    • concordo com o senhor Jacinto Bet, um exemplo disso é o descaso, com que a administração atual trata o transito de Lages, deixando a diretran ” amarrada” e sem secretário, não sei qual foi o real motivo de sua saida da pasta, porém imagino as dificuldades que o senhor enfrentou por lá, estamos no maio amarelo, e amarela está também a convocação dos aprovados para agente de transito ainda em 2016, no dia 20 de dezembro completam-se 2 anos da homologação e até agora nada, lembro de uma entrevista que o senhor deu a radio clube falando a respeito da convocação, isso em fevereiro, sei que fez o melhor trabalho possivel quando a frente da diretran, mas como diz o ditado uma andorinha só não faz verão.
      Finalizando, gostaria de parabeniza-lo por manter a postura firme, e dar um toque ao prefeito, antes que isso entre na esfera judicial.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here