Lages: Abril positivo na geração de empregos

2
163

A notícia boa é que o quarto mês do ano apresentou saldo positivo em termos de geração de empregos formais em Lages (aqueles com carteira assinada que o Ministério do Trabalho monitora). A notícia não muito boa é que o mês de abril desde ano ficou aquém daqueles dados registrados no mesmo período do ano passado.

QUAIS DADOS?

Em 2017, abril registrou saldo positivo com 503 vagas geradas a mais em relação ao número de demissões. Neste ano são apenas 38 vagas a mais que as demissões ocorridas.

Ocorreram 1.162 desligamentos nos diversos setores da economia e 1.200 contratações em abril, gerando um saldo positivo de 38 vagas. Boa tarde dessas relações trabalhista está ligada a rodízio de mão de obra, de empregados saindo de uma empresa e atuando em outra.

E NA SERRA CATARINENSE?

Se em Lages os dados ainda fecharam no positivo, se considerados os números dos 18 municípios da Serra, o saldo não é bom. Foram fechadas 421 vagas a mais que o número de contratações. Quase a totalidade dessas vagas fechadas de forma oficial (baixa na CTPS) ocorreram em São Joaquim onde, por causa da safra de maçã colhida, foram feitos 390 desligamentos em abril a mais que o número de contratações.

Compartilhar a matéria

2 COMENTÁRIOS

  1. Discordo, respeitosamente de seu pensamento. saldo de 38 não é bom pra Lages. Está muito abaixo de outras cidades semelhantes, como Jaraguá do Sul, Palhoça, Chapecó.
    O pode fazer a diferença na geração de empregos aqui é o Turismo (rural, eventos, religioso, ecológico, histórico). Porém, a prefeitura, as instituições privadas, sindicatos estão de costas pro setor!!!
    Não é a falta de oportunidade q impede Lages se crescer, é a falta de atitudes das instituições. E alavancar tudo isso não custa caro, é muito menos que terrenos doados que até agora não produziram nada!

  2. Com certeza, são tempos difíceis para Lages e o golpe de Temer nos comprovou que o Neoliberalismo nunca foi bom para as economias, pois tira dinheiro do mercado e direciona para os especuladores ganharem mais com juros escorchantes. Na época de Lula zeramos o desemprego em Lages e até faltou mão de obra, agora ficamos gratos quando se abrem poucas vagas, isso é muito pouco ainda e acredito que enquanto não houver mudança no modelo econômico do país não haverá crescimento em todos os setores e nossa dependência continuará bela e fagueira e nessa hora não há otimismo que mude o quadro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here