PP pode lançar até ‘poste’ para ajudar Amin

1
555

Embora não seja possível divulgar dados de pesquisa para consumo interno porque elas precisariam obedecer a série de regras previstas na legislação, é de domínio público que o deputado Esperidião Amin – por um conjunto de fatores – tem bom posicionamento na disputa eleitoral ao Governo. Tanto que neste sábado, na antiga Casa do Baile em Criciúma, a coordenação sul dos progressistas realiza um evento.

PRÉ-LANÇAMENTO?

Para alguns se trata do pré-lançamento de Amin ao Governo de Santa Catarina. Embora o convite não trate o evento dessa forma. Inclusive nesse sentido, o colega Paulo Marques compartilha registro da presença de Hugo Biehl em Lages, convidando para o evento programado por um amigo pessoal de Amin, Itamar da Silva, presidente do PP de Criciúma.

FEDERAL E ESTADUAL

Na passagem de Biehl – que andava sumido ao ponto de muitos eleitores com menos de 20 anos não saberem de quem se trata – a informação é de que Juliano Polese (vice-prefeito de Lages) concorrerá a Federal pelo PP. O nome de Lucas Neves a Estadual já era de domínio público. Ocorre que se de fato Esperidião Amin for cabeça de chapa do PP ao Governo, Lages poderá ter esses dois nomes na proporcional disputando a eleição.

TEM CHANCES?

As chances de Polese ser eleito federal é a mesma da seleção dos Camarões ser campeã da Copa do Mundo. Mas jogo é jogo. Porém, o PP adota uma estratégia respeitável. Em nome do propósito de puxar voto para Amin na majoritária, vale até lançar poste como candidato a deputado. Não que Polese seja esse poste, até porque os postes andam muito mal falados em Lages desde a escuridão que tomou conta da cidade pelos trupicões do Paço.

Hugo Biehl que concorreu ao Senado em 2002 e tentou concorrer ao governo em 2006 e perdeu a disputa para Amin. No registro com os prés do PP e o presidente da sigla em Lages, advogado Sandro Anacleto.

O QUE SE DIZ POR AÍ

O PP tem insistido em colocar um nome a Federal em Lages. Tentou com Luiz Marin que, tendo juízo, não entrou no jogo. Agora a pregação é com Juliano Polese. Ele pode fazer votação suficiente não para se eleger, mas para atrapalhar Carmen Zanotto à reeleição. Postura que praticamente coloca a atual deputada federal como futura prefeita de Lages em 2020.

Havendo ainda a hipótese do PPS de Carmen Zanotto repetir a coligação de 2014 e estar alinhada na proporcional com o PP de Amin

Compartilhar a matéria

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here