BR-282: Começa corte imediato de árvores

0
93

Procuradoria da República de Lages, através do Procurador Nazareno Wolff, protocolou uma Ação Civil Pública solicitando o corte de árvores exóticas (pinus e eucaliptos) que, estando na faixa de domínio da BR-282, aumentavam o risco de acidentes com maior gravidade a motoristas. A referida Ação Civil Pública foi recepcionada pelo Juiz Federal Anderson Barg, a partir das informações e argumentos que tornavam inconteste a importância e necessidade da providência. Houve sentença determinando ao DNIT o referido corte.

DEMORA DO DNIT

Ocorre que devido à necessidade de se realizar um inventário florestal para não se efetuar o corte indiscriminado, mesmo com a sentença, a providência acabou demorando. Foi realizado o inventário, através de uma empresa licitada e persistia a demora. Nesta semana, um despacho do Magistrado apontou um prazo de cinco dias para o início da providência sob pena de multa e outras ações.

SENDO ASSIM

Nesta quinta-feira, 19, a Neovia, empresa que realiza a manutenção do trecho em direção a Florianópolis, iniciou pelo km 207 – distrito de Índios – a chamada supressão das árvores exóticas. Tanto a Ação proposta pelo Procurador Nazareno quanto a decisão do Juiz Federal Anderson Barg farão bastante diferença em termos de reforço da segurança, visto que sem árvores robustas (pinus e eucaliptos) tão próximas do eixo da rodovia, uma saída de pista pode causar riscos bem menores à vida do motorista e ocupantes de veículos, que aquilo que se presenciava até então.

As árvores cortadas serão colocadas no pátio da PRF. Mas a Procuradoria da República peticionará para que as prefeituras dos trechos correspondentes da rodovia recebam a madeira para empregar na área habitacional

O trabalho compreende a derrubada e retirada da madeira, sendo que a lenha, resultante dos galhos será doada para instituições como hospitais e asilos. Tudo devidamente catalogado e comprovado para fins de destinação, conforme orienta a norma.

Compartilhar a matéria

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here