Timber by EMSIEN-3 LTD
Blog Page 2

0 318

Rodovia que liga São Joaquim a Bom Jardim – a SC-390 – na altura do Snow Valley, foi palco de duas saídas de pista na manhã desta sexta-feira, 21. A provável razão dos dois acidentes foi a perda de controle dos veículos por causa do acúmulo de gelo na pista. O Snow Valley fica distante uns 3 km da localidade de Cruzeiro, uma das mais geladas do interior de São Joaquim e, por ali, a geada que ocorre na madrugada permanece até a metade do dia na pista. Por isso o risco…

Esse registro do local é da quinta-feira e mostra a umidade misturada ao gelo, tornando o local passível de acidentes

Esta imagem já é desta sexta-feira e confirma o acúmulo de gelo causado pela geada forte da madrugada

E a consequência a gente vê assim à margem da rodovia com o veículo tombado após a saída de pista na SC-390

Este outro veículo também acabou saindo da pista por causa do gelo. Nos dois casos apenas susto e alguns danos materiais, mas sem maiores consequências porque, provavelmente, os motoristas não estavam em alta velocidade


Todas as imagens são de Wagner Urbano – On Jack São Joaquim

0 171

Chapecó foi palco do evento da ADVB que reconheceu as empresas catarinenses mais comprometidas na atuação social, cultural, ambiental e comunitária.


BERLANDA

A rede de varejo Berlanda, por exemplo, foi reconhecida pelo trabalho que desenvolve de ressocialização de presos, a partir da instalação de uma fábrica de móveis no presídio de São Cristóvão.


CLUBE FM

E para o orgulho da gente que faz parte do time da Rádio Clube FM, a emissora recebeu o prêmio Empresa Cidadã pela atuação comunitária. O programa de Adilson Oliveira (Clube Comunidade) foi o case reconhecido pela ADVB por aproximar a comunidade da resolução de problemas.

Diretor da Clube FM, Celeste Basquerotte e o diretor presidente do SCC, Roberto Amaral, receberam a premiação promovida pela ADVB

Celeste Basquerotte e Nilso Berlanda (nos extremos da imagem da MB Comunicação) durante a premiação da ADVB

Parte do grupo de colaboradores da Clube FM presente no evento em Chapecó na premiação da ADVB



TERRA ENGENHARIA:

EMPREENDIMENTOS DE QUALIDADE

Terra Engenharia tem empreendimentos de qualidade com as unidades executadas fiéis ao projeto proposto. Converse com quem reside em imóveis construídos pela Construtora Terra. Você terá testemunhos do padrão e qualidade que a Terra oferece!

Isto é Terra Engenharia. Empreendimentos prontos, outros com obras em andamento e há novidades a caminho. Visite o portal e se informe sobre preços, formatos e opções de financiamento, através da Caixa. Ligue no (49) 99149 2327 ou 3226 2327 – contato@terraengenharialtda.com.br

0 331

Percorremos umas três vezes o caminho entre Urubici e Braço do Norte com a SC-370 em obras. É preciso visualizar o trecho para ter ideia do significado dessa obra que é executada pelo Governo do Estado. A rodovia que interligará a Serra Catarinense a partir de Urubici até a BR-101 em Tubarão, constitui-se um ‘atalho’ para quem quer chegar ao litoral sul sem utilizar a Serra do Rio do Rastro.


DIFERENÇA DAS SERRAS

Enquanto a Serra do Rio do Rastro é mais longa e cheia de curvas na pós descida, a Serra do Corvo Branco, embora mais acidentada, não possui prolongamento extenso em curvas, tornando a viagem mais rápida. Claro que em relação a visual, vai do gosto de cada passante, mas a Corvo Branco tem suas características peculiares. Do Vale do Canoas a partir de Urubici até a estrada acompanhando o rio entre Grão Pará e Braço do Norte, o trecho lembra muito regiões de turismo da Europa.


COMO ESTÁ A OBRA?

Governador Colombo percorreu os mais de 50 km de carro nesta semana para conferir o andamento dos trabalhos. O trecho de Grão Pará até a boca da Serra do Corvo Branco (antes de chão batido) está praticamente pronto. Agora o desafio se concentra na parte final que é o asfalto naqueles 5 quilômetros de Urubici até a chegada na fenda que caracteriza a travessia da Serra.

 

James Tavares fez esse registro de Colombo conferindo a obra que interligará Serra e Litoral a partir de Urubici

Tal obra tornará Urubici o município da Serra que mais se desenvolverá em termos de turismo. Atualmente já são mais de 100 pousadas. E com essa alternativa a mais de acesso, Urubici crescerá muito no setor turístico

Uma ideia de como está ficando a parte da rodovia desde Grão Pará até a boca da Serra do Corvo Branco

0 194

Na segunda-feira, 17, quando havia previsão de neve com até 30 centímetros acumulados, Bom Jardim da Serra foi alvo de um apagão. Entre 12h15min e 17h15min a cidade ficou sem energia. Nem precisa falar sobre os transtornos que isso representou para a vida cotidiana local e aos turistas que frequentaram a cidade que registrou as mais baixas temperaturas desta invernia de julho.


CELESC ENTROU EM AÇÃO

De acordo com informações da Celesc, tão logo foi registrado o apagão, equipes se deslocaram para restabelecer a energia. Percorreram a rede na tentativa de localizar o problema. No final da tarde descobriram que o piripaque foi no perímetro urbano e não no meio rural, restabelecendo a energia para um Bom Jardim encarangado.


PROJETO QUER REDUZIR RISCOS

DE QUEDA DE ENERGIA NA REDE

Se os celesquianos já não partissem da hipótese de que o problema era na rede rural, talvez tivessem conferido primeiro o perímetro urbano e com isso resolvido mais rápido. Porém, a grande maioria dos casos de queda de energia é causada na rede rural por causa de árvores na fiação. E porque o assunto é pertinente, nesta sexta-feira, 21, tem agenda em Lages o deputado Dirceu Dresch (PT). Ele é autor do Projeto de Lei 71/2015. Essa matéria trata da fixação de limites para plantio de árvores exóticas (pinus, eucalíptos, etc) próximo à rede de distribuição de energia elétrica.


COMO É HOJE?

Hoje essa distância é de 10 metros e é fixada por normativas e não por lei específica. A lei construída por Dresch determina que o plantio de árvores exóticas respeite uma distância mínima de 20 metros de cada lado em relação às linhas de distribuição.


7 EM CADA 10 QUEDA DE ENERGIA

SÃO CAUSADAS POR ÁRVORES

Dados apurados mostram, que devido a pouca distância, mais de 70% das interrupções no sistema de distribuição de energia, principalmente na área rural, têm como causa o contato de árvores de reflorestamento com a rede energizada.

Aqui as informações sobre o evento desta sexta-feira em Lages

0 914

Escrevemos em O Momento desta semana:

Quem disputará o pleito do ano que vem a Estadual e Federal por Lages? Na eleição passada tivemos uma dúzia a Estadual. Gabriel Ribeiro e Coruja emplacaram, sendo este último como suplente. Alguns tiveram votação que não permitiria se quer se eleger vereador. Embora ainda faltem mais de 400 dias para irmos às urnas em 7 de outubro, numa geografia de momento, desenha-se hipótese de candidatura única a Federal. Carmen Zanotto (PPS) nos disse que vai à reeleição. Em âmbito local poderá concorrer sozinha, excluindo, é claro, aqueles pangarés que se engraçam e não decolam.

Se para Federal não há nome com fortidão além de Carmen Zanotto, para a Assembleia Legislativa a concorrência será acirrada. Há nomes naturais como Gabriel Ribeiro (PSD) e Marcius Machado (PR). E outros tentarão vaga. Roberto Amaral vai encarar o desafio pelo PSDB, Lucas Neves deve ser o cara do PP e o PMDB está entre três nomes: Elizeu Mattos, Juarez Mattos e Thiago de Oliveira. Aparecem ainda nomes como Toni Duarte, que depende da circunstância da candidatura de Carmen. Fora esses com mais potencial, teremos aqueles que acreditam ter mais votos que de fato possuem. Como não é proibido concorrer, muitos se lançam. É o jogo no desafio de manter a representatividade local em tempos de crença cada vez mais rara na classe política!


DAS PROSAS FICTÍCIAS

Com fortidão na significativa a Federal, Carmen Zanotto, é o nome mais forte, inclusive por causa da leveza da reeleição

– Desta feita quem sabe você repensa o partido? O PSD continua com as portas abertas… eu acho!

0 507

Contam os bastidores que a força do PP catarinense está na bancada do partido e não mais centrada no casal Amin. Mas esses bastidores, às vezes exageram ou interpretam incorretamente o que pensam as mentes progressistas. De qualquer forma o sonho de consumo do PSD é ter PP e PSDB juntos numa cruzada com Merísio em 2018.


PORÉM

Uma aglutinação assim com o PSD desgrudado do PMDB poderia tornar menos fácil uma eleição ao Senado do governador Colombo. Daí que o jogo de xadrez vai além com definições somente na hora de subir ao altar das coligações majoritárias. Num gesto despretensioso, com ou sem comando do PP, deputado Amin subiu a Serra para tomar um chimarrão com Ceron. Se a visita foi de cortesia, o tempo dirá.

– O PSD terá duas opções para o ano que vem, Ceron: Comigo ou sem migo!

2 2901

Quando o vereador Josmar da Silva (PP) apontou que a administração do prefeito Celso Rogério tinha feito mais ações em quatro meses que a anterior em quatro anos, consideramos um pouco de exagero. Mas Oliveira Pires Burq, que integra a equipe do prefeito de Correia Pinto compartilha algumas das ações executadas nesses seis meses de gestão que são de encher os olhos. Separamos 20 dentre as várias relacionadas:

Regularização fundiária a 40 famílias do bairro N. S. do Rosário;

Horário integral de atendimento na prefeitura e secretarias;


EDUCAÇÃO

Repasse anual R$ 450 mil de transporte escolar a 503 estudantes;

Escolinha futebol e vôlei no contra turno a 250 crianças gratuito;

50% de bolsa – sendo 5 integrais – a 35 alunos de curso no Senai;

Construção de 12 novas salas de aula, sendo 4 no Caldas Júnior;

Implantação do Sistema de Ensino Positivo na rede municipal;


INFRAESTRUTURA

Nova Garagem e Secretaria de Obras: R$ 485 mil recursos próprios;

Regulamentadas áreas industriais adquiridas pela prefeitura;

Concluído trecho não pavimentado da Rua Estados Unidos;

Colocação de fresado (restos de asfalto) em várias ruas;

São 16 obras estão sendo tocadas neste mês de julho.


MEIO RURAL

Mais de 500 km de patrolamento em estradas do interior;

Transporte de 560 toneladas de calcário para o meio rural;

Concluída cancha de arremates e realizada feira pecuária;

Novas pontes nos rios Invernadinha e Estrada do Perau;


SERVIDORES

Piso do magistério reajustado e 6,29% a demais servidores;

Pagamento de servidores e fornecedores dentro do prazo;


SAÚDE

Farmacêutico e farmácia atendendo em período integral;

Aumento do número de médicos atendendo em C. Pinto.

As ações acima – entre outras não relacionadas por causa de espaço – integram o relato dos primeiros seis meses de gestão do prefeito Celso Rogério em Correia Pinto

1 436

Secretaria de Serviços Públicos cortou dois pinheiros centenários que estavam no canteiro central em frente ao Aero New Clube no bairro Universitário. Para isso houve autorização da Fatma e acordo com a Curadoria do Meio Ambiente. Uma das exigências da Curadoria foi a de que a madeira das araucárias tivesse um fim social. Isso foi resolvido com a confecção, pelos marceneiros da prefeitura, de cinco urnas funerárias, muletas, bancos de madeira para pontos de ônibus e cavaletes.

Secretário Euclides Mecabô (Tchá-Tchá) aponta que toda madeira que possa ser aproveitada, proveniente de árvores que tenham de ser suprimidas do meio ambiente, é processada na marcenaria localizada junto à garagem da prefeitura de Lages, no bairro Coral.

As araucárias derrubadas viraram caixões (urnas funerárias) nas mãos dos marceneiros que atuam na equipe da Secretaria de Serviços Públicos.


COMPENSAÇÃO AMBIENTAL

A compensação ambiental pelo corte das araucárias foi a promessa de plantio de 200 mudas de araucárias, as quais são cultivadas no Horto Municipal. Tchá Tchá ponta que há um desafio de plantar 20 mil árvores em quatro anos na área urbana de Lages. “E já plantamos 1.000 mudas”, cita.

0 266

Governador Colombo assinou a regulamentação da lei que permite a produção e venda do queijo artesanal serrano, de autoria do deputado Gabriel Ribeiro. Apesar da legislação estar em vigor, a regulamentação especifica pontos sobre como a lei do queijo deve ser aplicada, especialmente em relação à segurança alimentar. O decreto está publicado no Diário Oficial desta quinta.


SOBRE O ASSUNTO

A lei do queijo artesanal serrano foi aprovada pela Assembleia Legislativa e, depois, sancionada pelo governador ano passado. Independente da regulamentação, ela tem sido aplicada e queijeiros vêm adaptando instalações em suas propriedades conforme as normas.

Sobre o aspecto social, Gabriel Ribeiro diz que a nova legislativa permite que a agricultura familiar acrescente  novo rendimento à propriedade. “Hoje, há sítios onde o queijo artesanal serrano já significa mais da metade do rendimento familiar”.


O QUE DIZ O GOVERNADOR COLOMBO

“O nosso queijo serrano tem um sabor muito especial e diferenciado. A exemplo da maçã catarinense e do vinho de altitude, agora o queijo serrano será mais um item de atração entre os nossos produtos regionais. A nova lei regulamenta e fortalece a cadeia produtiva, contribuindo para o desenvolvimento econômico da região e para o turismo catarinense”.


ALGUNS PONTOS DA LEI REGULAMENTADA

– Queijo deve ser elaborado a partir do leite cru e recém-ordenhado;

– Prensagem manual, massa uniforme, maturação mínima de 60 dias;

– Produção até duas horas após a ordenha e leite não pasteurizado;

– Queijaria localizada pelo menos 50 metros de pocilga e galinheiro;

– Manipulação em mesa de aço inoxidável ou alvenaria com azulejo;

– Proibida a aquisição de leite ou coalhada de outras propriedades;

– O queijo artesanal poderá ser vendido com ou sem embalagem;

– Rebanho sadio e sem sinais de doenças infectocontagiosas;

– Local de espera das vacas a serem ordenhadas concretado;

– Pastagens naturais, entremeadas com mata de araucária;

– A cura precisa ser em temperatura ambiente.