Edson Varela - Página 2 de 248 - Sobre Lages e Serra de SC

FCV
Empório
Início Site Página 2

PP, PSDB, PSD e DEM: Juntos ou cada um por si?

1

Tentando atualizar você sobre as costuras a essas alturas dos bastidores que envolvem a formatação de coligação para concorrer ao Governo do Estado, eis o que sabemos:

MERÍSIO, AMIN E…

Pré-candidato ao governo, Gelson Merísio, esteve no DF onde dialogou com os deputados Kleinubing e Amin naquela ideia de formar uma coligação com 14 siglas, tendo Merísio (PSD) ao Governo, Kleinubing (DEM) de vice, Amin (PP) e Colombo ao Senado. O PSB indicaria suplentes ao Senado. Essa costura teve uma sequência com Amin indo ao gabinete de Merísio, após chegar dos trabalhos em Brasília, para seguirem alinhavando.

Amin com os progressistas lageanos nesse registro e o fato de estar bem nas pesquisas, mas haver certa resistência da bancada e dos prefeitos mais expressivos do PP em vê-lo como candidato a governador

AGORA O QUE OCORRE?

Haverá no domingo, 15, no período da manhã, outra rodada de diálogo com Amin, Merísio, Kleinubing e demais protagonistas. Mas o martelo dessa (ainda) hipotética coligação não deve ser batido. É que Amin ainda não disse amém. Ele quer trazer o PSDB para o grupo e, com isso, ter o fato novo para reivindicar a vaga de candidato ao governo.

Comenta-se que Merísio tem em Colombo um não-aliado não declarado. Porque para o ex-governador, a coligação dos sonhos é Amin ao governo, PSD de vice e as vagas do Senado para ele e Bauer numa mesma coligação com os tucanos, PSD e PP.

E NESSE SENTIDO…

O PSDB se reúne, a princípio, na segunda-feira, 16. Até lá o deputado Amin prefere esperar. Embora haja o fato novo do ‘risco de intervenção’ no reino tucano impondo que os progressistas tenham o PSDB apoiando o projeto de Amin ao Governo. Na segunda o PSDB bate novamente o martelo entorno de Bauer ou abre a banca para diálogo.

Além de Bauer e Napoleão, o PSDB tem Marcos Vieira como passível de ser escalado para uma vaga à majoritária

SIGNIFICA ENTÃO

Que se Amin conseguir o PSDB, terá com eles ainda Kleinubing que possui uma dívida familiar de parceria com o Careca. Formataria-se uma coligação PP + PSDB + DEM, enquanto Merísio seguiria seu rumo com o PSB, tendo ainda aquelas outras 10 siglas.

POR OUTRO LADO

O MDB segue ofertando duas vagas na majoritária ao PSDB. Vice a Napoleão Bernardes e uma vaga ao Senado a Bauer para reeleição. Porém, aí a porca torce o rabo. Nos bastidores a informação é de que Jorginho Mello coloca o PR com o MDB, desde que os pelegos deixem apenas ele como candidato ao Senado. Aposta que o segundo voto daqueles que não votariam em Amin e o segundo daqueles que não forem com Colombo, migrasse para ele. E com isso, eleger-se-ia Jorginho e um segundo.

Jorginho aceita seu PR com o MDB, mas não desejaria concorrer ao Senado com mais um nome à Câmara Alta na mesma coligação. Já Carmen Zanotto vê seu PPS com tendência à junção ao MDB.

OUTROS PARTIDOS TÊM CANDIDATOS

Essas conjecturas se referem à formatação de duas ou três coligações envolvendo aqueles partidos que protagonizam a polícia catarinense de forma mais presente e direta. Mas o PSOL já tem Camasão como pré-candidato ao governador e o nome do PT é Décio Lima.

Décio Lima nesse registro que tenho de arquivo com Kleinubing, cujo DEM deve estar onde estiver Esperidião Amin

Compartilhar a matéria

Evento reverencia endocrinologista Luiz Susin

0

Como é bom compartilhar com a plateia qualificada que nos acessa informações sobre o esforço dos profissionais da área médica em buscar constante atualização e aperfeiçoamento na especialidade onde atuam. E quando essa busca de conhecimentos vem acompanhada de reconhecimento a esses profissionais, reforça ainda mais nossa tarefa de informar aos lageanos e serranos em geral, para que observem o quanto nossos médicos se destacam além fronteira. As palavras não são para bajular porque nem nós e muito menos os médicos precisam disso. Mas para destacar exemplos práticos como da homenagem ao médico Luiz Alberto Susin.

DO QUE ESTAMOS FALANDO?

Durante o 12.º Congresso de Endocrinologia e Metabologia da Região Sul do Brasil e Congresso Catarinense da mesma área, realizado em Florianópolis, o médico lageano foi homenageado. “Reconhecimento do seu valor e da sua importância na Medicina Catarinense e para o desenvolvimento da Endocrinologia e Metabologia Brasileira”, aponta a referência ao Doutor Susin. Embora ele não seja adepto de ficar se expondo, registramos pelo significado à classe médica, confirmando aquilo que a gente sempre repete, de que Lages possui excelentes profissionais nas mais diversas especialidades, atuando para que a gente possa ter qualidade de vida e viver mais!

Dr. Susin e o reconhecimento durante evento Catarinense e Sul Brasileiro nas áreas de Endocrinologia e Metabologia. Fazemos questão de registros positivos como esse porque isso apenas reforça o fato de que temos excelentes profissionais na área médica em Lages

 

CONSTRUTORA TERRA APRESENTA A

CENTRAL DE VENDAS RESIDENCIAL MARIAH

Passe ali na Avenida Papa João XXIII na subida em direção ao bairro Petrópolis, confira a obra em andamento e se informe de preços e condições de pagamento. Empreendimento distante 500 metros do Centro de Lages. Informações acesse aqui ou ligue (49) 99162 6278.

Registro de Incorporação R-4/31.555 no 1.º Ofício de Registro de Imóveis de Lages

Compartilhar a matéria

Havan atravessará fronteira entre SC e RS

0

Presente em 15 estados brasileiros, a Havan ainda não tem unidades no Rio Grande do Sul. Mas vai ter. A primeira loja deve ser construída em Passo Fundo, ali depois de Vacaria e Lagoa Vermelha. Repetindo-se aquilo que aconteceu em Lages, de uma resistência inicial para flexibilizar horário de atendimento, com funcionamento aos sábados, domingos e feriados, o Sindicato dos Comerciários de Passo Fundo concordou e o empresário Luciano Hang anunciou que inicia as obras imediatamente.

Em registro recente com rainha e princesas da Festa do Pinhão, durante a visita ao gabinete do deputado Gabriel Ribeiro, Luciano Hang havia se mostrado incomodado com a política tributária do Governo Catarinense. Situação que está devidamente contornada.

SEGUNDA UNIDADE DE LAGES

Numa área de 20 mil metros quadrados e construção exata de 6.900 metros quadrados, a segunda (e maior) loja da Havan em Lages já teve a parte de terraplanagem executada. Ficará na esquina da Avenida das Torres com a BR-282 no bairro Guarujá. De olho no fluxo da rodovia federal, ideia de Hang é colocar a estrutura para funcionar antes da temporada de verão. Previsão é de 200 postos de trabalho.

Compartilhar a matéria

PM tenta reduzir criminalidade na área rural

0

Rede Rural é uma estratégia institucional que integra as redes de prevenção da PM. A ideia é que a polícia esteja cada vez mais próxima das comunidades rurais realizando ações de proteção e orientação. O programa busca aumentar o senso de vigilância das pessoas nas comunidades. Como a criminalidade também se registra de forma frequenta no interior, com ocorrência de furto de gado e até abate clandestino utilizando motosserra, a PM tenta dar resposta através de parcerias e orientação.

NESSE SENTIDO

 Granja São Francisco, distante 35 quilômetros do centro de Lages, foi a primeira a receber a certificação da Rede Rural de Segurança da PM. Entrega e colocação da placa em reconhecimento ao desenvolvimento da autoproteção aconteceram nesta semana. Cerca de 190 propriedades foram cadastradas. Aquelas que possuem condições mínimas de segurança serão certificadas. Para isso, a Patrulha Rural faz uma inspeção e verifica se possui requisitos de segurança. Caso não possua, o proprietário é orientado em como deixar seus bens melhores protegidos.

Diretor da Cooperplan, Arnaldo Moraes, conta que enfrentavam muitos problemas com furtos e roubos na área rural. Há cerca de um ano, firmou-se convênio com a PM. “Percebemos que a visita frequente da Patrulha Rural inibiu bastante a ação de bandidos. Esse é um movimento natural dos moradores do interior que estão preocupados em garantir a segurança da sua família e propriedade”.

Informações e foto: Catarinas Comunicação

Compartilhar a matéria

Lages: R$ 18 milhões embaixo do colchão

0

Tá loco homem! Não deixe seu dinheiro embaixo do colchão. Aplique em letras de câmbio Batistella. A sulista!

Talvez só quem frequenta a faixa dos 50 anos vai lembrar do texto acima. Era repetido pelo Maneca no programa Alma Cabocla da Clube FM incentivando os viventes a retirarem o dinheiro líquido que tinham guardado em casa para aplicar. Os tempos mudaram, não sei se as letras de câmbio Batistella ainda existem. Porém, ainda há muito lageano declarando ao Leão que tem dinheiro guardado ‘embaixo do colchão’.

OS DADOS DE 2018

De acordo com levantamento da Receita Federal – a partir da declaração do IR – há um somatório de R$ 18.228.090,83 informados como valores em espécie (notas de reais) guardados em casa por contribuintes somente em Lages. Se você considera o valor alto, saiba que ele já foi bem maior. Na declaração do ano passado o montante guardado em espécie somava R$ 33.327.508,33.

ESSES VALORES SÃO REAIS?

São em reais, mas não saberia dizer se são reais. Se há mesmo gente guardando essa montanha de dinheiro em notas de R$ 100,00 em casa. Há hipótese de manobra contábil para justificar a entrada de valor não declarado ou previsto nas finanças pessoais. Daí se faz essa declaração. Há muita gente, por exemplo, plantando pinus e, inclusive derrubando agora. Se o vivente gastou tipo uns R$ 100 mil para plantar e agora vai arrecadar uns R$ 2 milhões, carece explicar ao Leão. E se ir declarando que tem os pilas guardados, a mordida do fisco pode ser menor!

Lages, dos pinus ali atrás daquele morro – e além do morro – é a quinta cidade catarinense cujos contribuintes mais declaram ter dinheiro em espécie guardado. Curioso que depois de Floripa, Joaçaba é onde tem mais gente que prefere guardar os trocados em casa que colocar no banco. Pelo menos na declaração para o Leão!

Compartilhar a matéria

Lages: Unifacvest investe mais R$ 43 milhões

0

Maior parte da população de Lages e da Serra Catarinense provavelmente desconheça – nós não tínhamos essa amplitude de conhecimento – sobre o que vem investindo em estrutura, projetos e gestão, o Centro Universitário Unifacvest. A instituição que é referendada em qualidade de ensino por órgãos oficiais como o MEC – e isso, portanto, dispensa apresentações – foca o ensino superior presencial e à distância (EAD) por excelência, e estende a atuação a cursos stricto sensu – com previsão de seis Mestrados e cinco Doutorados (post abaixo a respeito).

O QUE TEMOS DE ESTRUTURAÇÃO?

Não se trata de projetos no papel ou idealizações futuras, mas de estrutura pronta e em funcionamento. Uma das referências é o UNIFACVEST TECH construído nas imediações da sede do Centro Universitário (ali perto da Praça Bandeirantes). Trata-se de um complexo de salas para atender professores e universitários dos cursos de engenharia. Se o Governo Colombo aportou mais de R$ 10 milhões para fazer algo semelhante na Uniplac, com um investimento de R$ 3 milhões foi montada a UNIFACVEST TECH que possui laboratórios para garantir a qualidade do ensino nas engenharias.

Professor Reitor Giovani Broering percorre as instalações apresentando a estrutura viabilizada para reforçar aquele conceito de qualidade conquistado pelo Centro Universitário

O ambiente foi totalmente repaginado, atendendo as normas de segurança e adequações para dar funcionalidade em aulas práticas nos diversos laboratórios

Laboratórios devidamente equipados para atender acadêmicos em demonstrações práticas nos respectivos cursos

Engenharia Civil, Mecânica, Elétrica, de Computação, de Produção, enfim, todas as engenharias têm esse ambiente ‘guarda chuva’ com laboratórios equipamentos para experimentos e noções práticas das disciplinas.

CENTRO DE IMAGENS E

UMA ‘CIDADE DA SAÚDE’

Pense em você consultar um especialista, realizar exames de imagens após a consulta, acessar diagnóstico e já sair do local com conhecimento exato de seu problema de saúde e tratamento. É o que está se colocando em prática a partir de um outro ambiente estruturado pelo Centro Universitário. Trata-se do Univest SAÚDE. Atualmente o espaço já funciona com atendimentos e aulas práticas em alguns cursos.

O QUE SE PREVÊ?

O projeto prevê Centro de Imagens com salas dentro do padrão para realizar exames como ressonância magnética, além de estrutura para as áreas de Odontologia (laboratórios prontos e em utilização por professores e acadêmicos), Fisioterapia (atendimento já são realizados, mas haverá uma ala ampla e própria para isso), além do atendimento a outros cursos da área da Saúde mantidos pelo Centro Universitário.

PROPÓSITO NUM FUTURO PRÓXIMO

Com essa estrutura do Univest SAÚDE pronta (tudo estará concluído antes do final do ano), um especialista que atua em Porto Alegre, por exemplo, poderá atender em Lages sem montar consultório. Ele poderá mapear um dia por semana na agenda, ocupar o espaço e prestar o atendimento a pacientes. Poderá utilizar o Centro de Imagens para diagnóstico e dispor da estrutura de retaguarda como se estivesse em sua própria clínica. Isso tanto na área odontológica como médica. Embora haja uma sala já equipada (e em funcionamento) para diagnóstico por imagens, haverá uma central nacional onde, on line, especialistas irão fornecer laudos a partir dos exames recebidos, praticamente em tempo real.

INVESTIMENTO DE R$ 36 MILHÕES

Essa estrutura no antigo Colégio Univest na Rua Gerônimo Coelho é o maior investimento de todos feitos até agora pelo Centro Universitário Unifacvest. Entre obras de adequações e compra de equipamentos, o valor chega a R$ 36 milhões. Somente um equipamento para área de odontologia custou R$ 4 milhões e existem apenas dois em Santa Catarina. Os laboratórios possuem tecnologia equivalente aos maiores centros de saúde dos Estados Unidos. Há até uma sala exclusiva para atendimento odontológico a pessoas portadoras de necessidades especiais.

UNIVEST CIDADANIA

Complementando esse tripé de investimentos nos laboratórios de tecnologia (Unifacvest Tech), laboratórios e estrutura de Saúde (Unifacvest Saúde) e na sede dos cursos de graduação, pós e stricto sensu (na própria Unifacvest), foi planejado, executado e está em funcionamento o braço social e de atuação prática para dois cursos do Centro Universitário.

SOBRE ISSO

Trata-se do Unifacvest Cidadania, cujo prédio da antiga Ryjon na Avenida Marechal Floriano foi totalmente transformado. Com investimentos ali de R$ 4.600.000,00 o espaço permite atender a clientela dos cursos de Psicologia e Direito. Salas equipadas, corredores arejados e uma equipe de retaguarda ajudando professores e acadêmicos nesse contato com questões práticas, a partir do atendimento comunitário.

A sede do Unifacvest Cidadania, uma estrutura autônoma, cujo prédio foi repaginado para atender uma clientela oriunda de demandas nas áreas de Direito e Psicologia

Uma ideia de como são as salas no ambiente interno do Unifacvest Cidadania

OS INVESTIMENTOS

No somatório do Unifacvest SAÚDE, Unifacvest TECH e Unifacvest Cidadania, há investimentos na ordem de R$ 43.600.000,00. Realidade de aporte que reforça a condição do Centro Universitário lageano com uma das principais instituições de ensino superior do Brasil. E somado a esse foco de estruturação e garantia de qualidade, houve o cuidado de viabilizar estratégias de aproximação com a comunidade, na prestação de serviços (considerando critérios e conceitos da instituições) nas áreas de Saúde, Jurídica e Atendimento Social.

EM TEMPO

O post é absolutamente informativo para dar ao internauta uma ideia do arrojo nos investimentos de um grupo de ensino genuinamente lageano que atualmente possui polos de EAD em 504 municípios brasileiros. Somente no Rio de Janeiro, o polo EAD da Unifacvest atende 2 mil acadêmicos. E boa parte da clientela que busca formação em Lages vem de outras partes do Brasil. O mesmo deve ocorrer com os cursos stricto sensu (Mestrado e Doutorado) que atender um público diversificado além das fronteiras lageanas!

Compartilhar a matéria

Unifacvest: Doutorado sem sair de Lages

0

Nessa série de novidades a caminho em relação a investimentos e inovação a partir da atuação do Centro Universitário Unifacvest um dos destaques são os cursos stricto sensu. Porque também é papel de uma instituição de ensino superior produzir conhecimento, a inovação nessa área está chegando através de programas de Mestrado e Doutorado.

TRÊS MESTRADOS IMEDIATAMENTE

Reitor do Centro Universitário Unifacvest, professor Giovani Broering, é quem confirma a informação. O foco da instituição é abrigar 5 programas de Doutorado e outros 6 de Mestrado. E isso não é coisa lá para o futuro. Estão sendo lançados neste mês os editais desses programas para as áreas de Psicologia, Comunicação e Odontologia. Além da produção de conhecimento, tais programas reforçam aquela postura de excelência em termos de qualidade de ensino da Unifacvest que tem reconhecimento em âmbito nacional, inclusive a partir de aferição de estruturas oficiais, como o MEC.

Reitor Giovani Broering confirma os programas stricto sensu de Mestrado e Doutorado que permitirão a lageanos e serranos buscar essa qualificação sem precisar se deslocar a outros centros.

O MESTRADO EM ODONTOLOGIA

Não comparando, mas pegando outra instituição local como parâmetro, a uniplac possui Odontologia desde meados da década passada. Já o Centro Universitário Unifacvest possui o referido curso há 3 anos. E nesse pequeno período de existência já trás esses programas stricto sensu que reforçam o nível do ensino na instituição. Por sinal, está em Lages hoje um dos principais cursos de Odontologia do País, com cerca de 600 acadêmicos, sendo que 90% são de outras cidades brasileiras.

Um dos laboratórios na área denominada UNIVEST SAÚDE – ao lado do hospital Tereza Ramos – onde está o maior investimento em equipamentos e estrutura para a área da Saúde em Lages. Aqui estudantes e professores atuam em demonstrações práticas e atendimentos.

SOBRE OS CURSOS

Tão logo sejam lançados os editais dos cursos stricto sensu a gente estará informado por aqui. Eles serão desenvolvidos a partir da parceria do Centro Universitário de Lages com uma instituição de Porto Alegre/RS.

Compartilhar a matéria

Otacílio: Situação do hospital será resolvida

0

Antecipamos a informação na Hora da Corneta da Clube FM e compartilhamos aqui sobre as palavras do vice-prefeito, Reginaldo Nascimento Gomes, o Pindaco de Otacílio Costa. Segundo ele, o próprio município está empenhado em buscar a regularização documental do Hospital Santa Clara para que não haja interrupção na atuação.

NESSE SENTIDO…

Pindaco explica que a pendência documental não é CND, porque independe da instituição possuir ou não Certidões Negativas para acessar recursos públicos, visto que isso não é exigência para hospital e Apae. “A pendência é o Certificado de Entidade Filantrópica que, atendendo parecer do Ministério Público levou o município a suspender o repasse de R$ 107 mil, referente à parcela de junho do convênio da prefeitura com o Santa Clara”, aponta o vice-prefeito.

PROVIDÊNCIAS

De acordo com o vice-prefeito de Otacílio Costa, a direção do hospital encaminhou os dados de atuação como entidade filantrópica para renovar o certificado. Providência que faz todo ano. Entretanto, esses dados se perderam no caminho não chegando à Brasília. Com isso, o Ministério da Saúde não liberou o certificado. “Nesta semana, inclusive com a ajuda da deputada Carmen Zanotto, os dados chegaram ao Ministério da Saúde. Queremos crer que na semana que vem o certificado esteja liberado e iremos repassar a parcela do convênio normalmente”, tranquiliza Pindaco.

Vice-prefeito Pindaco confirmou que a oposição à administração até tentou explorar o episódio politicamente, com argumentos de risco do hospital fechar. Mas argumenta que era algo burocrático que não estava ao alcance do poder público (e sim do hospital), mas que já está sendo superado. “O hospital não vai fechar. Eu garanto”.

Compartilhar a matéria
Scroll Up