Timber by EMSIEN-3 LTD
Blog Page 2

0 446

Existem dois cemitérios municipais no perímetro urbano de Lages (Penha e Cruz das Almas). A partir de dados coletados no Cartório de Registros Civis, o vereador David Moro (PMDB) encaminhou um pedido de informações ao prefeito Ceron. Ele indaga sobre os dois cemitérios:

Qual espaço está sendo ocupado pelos túmulos?

Quantas vagas disponíveis existem para sepultamentos?

Existe projeto para a criação de novos cemitérios públicos?


AINDA SOBRE O ASSUNTO

De acordo com informações do vereador, atualmente o maior cemitério de Lages é o localizado na Penha e que devido a grande quantidade de túmulos ocupados no mesmo, a prefeitura já está disponibilizando gavetas em um cemitério particular, no bairro Guarujá, no conhecido Cemitério da Paz. “A preocupação é de que, com o aumento dos óbitos não haja mais espaço suficiente nos cemitérios municipais de nossa cidade”.


COMO ESTÃO OS NÚMEROS

DE ÓBITOS EM LAGES?

São do próprio vereador David Moro os dados que ele levantou para embasar a busca de informações sobre existência ou não de projeto para mais um cemitério público em Lages. Segundo ele, pelas informações repassadas pelo Cartório de Registros Civis, houve o aumento dos óbitos. “De abril de 2016 a abril de 2017, já ocorreram 1.757 óbitos nos município na Amures. Desse número, 530 óbitos são de lageanos”, cita o vereador. Por esse número oficial, portanto, temos uma média de 1,4 óbitos por dia, no intervalo de um ano.

David Moro (em primeiro plano) e a preocupação com espaços para sepultamentos em Lages

0 825

Lá vem o vereador Lucas Neves (PP) com outro projeto interessante apresentado na Câmara. Dessa feita não se trata de algo inédito, mas de uma cópia de um projeto também interessante em âmbito estadual. Lucas puxo a ideia do que tramita na Alesc e quer instituir em âmbito de Lages uma lei que determina à prefeitura a colocação de placa informativa, cada vez que uma obra ficar paralisada por mais de 90 dias.


TRANSPARÊNCIA OU CASTIGO?

A justificativa de Lucas Neves é focar a transparência, levando à comunidade a real razão de uma obra iniciada e que ficou pelo caminho (pelo menos enquanto os trabalhos não andarem). Porém, soaria também como um castigo ao gestor pelo fato de não ter dado conta. Aliás, se essa lei já existisse, empresas de placas em Lages teriam ganho muito dinheiro…

Vereador Lucas Neves que recentemente esteve nas obras da UPA atrás da rodoviária e ficou com essa cara de descrença por causa daquilo que viu!

0 324

Embora do alto o Calçadão pareça essa praça à espera de tratamento melhor, é de perto que se visualiza o quanto que a área de maior número de passagem de pessoas de Lages está abandonada…

Esse é um retrato da ‘parte terrestre’ da principal praça de Lages que virou essa colcha de retalhos à espera das transformações que não chegam!


PREOCUPAÇÃO I

No release enviado pela Secom do Paço consta o rol de vias públicas inclusas na revitalização do Centro. E ali não está o Calçadão Túlio Fiuza de Carvalho. Será que o calçadão novo foi ‘desincluído’ do projeto? Um calçadão revitalizado e o outro descuidado seria como vestir uma calça com uma perna de veludo e a outra em frangalhos!


PREOCUPAÇÃO II

Internauta Gilberto Machry, de olho no noticiário das obras de revitalização do Calçadão pondera:

“Espero que a estrutura da policia não fique no meio da praça e sim num canto bem escondido. É um trambolho inserido na praça, feio e sem qualquer utilidade. Esperamos uma área coberta com bares, restaurantes, tudo bem organizado e nada de casinhas de pipoca, cachorro quente, sorvete, revista, etc. Vamos limpar a praça e fazer algo bonito, se não souber fazer pode copiar de Gramado/RS que é bem simples, mas muito bom”.

0 897

“A administração está muito melhor que aquilo encontrado da administração anterior. Temos procurados solucionar, sempre dentro da lei, as demandas que incluíram essas providências em relação ao reordenamento de cargos para algumas funções específicas. Não existe polêmica e nem problema. Os vereadores que entenderam o projeto, aprovaram. Apenas se absteve”.

Palavras do secretário Arruda ao esclarecer durante o Clube Comunidade – Clube FM 98,3 – a respeito dos 429 cargos criados, ao passo que outros foram extintos, no ‘esforço concentrado’ da Câmara de Vereadores nesta semana. Segundo Arruda, a administração trabalha com um prazo para demitir todos os contratados, atendendo a determinação judicial. “E estamos providenciando de forma legal a substituição gradativa a ser feita”.


ARRANJO PARA CABO ELEITORAL?

Um ouvinte da Clube FM enviou pergunta se a engenharia na Câmara não era para acomodar cabos eleitorais e Arruda, num estilo bem mais diplomático que no passado, foi cirúrgico na resposta:

“A providência é para resolver um problema da prefeitura. O prefeito não toma tomar decisões para daqui a pouco responder processo. Quanto a questão dos cabos eleitorais, se esses tiverem competência e passarem num processo seletivo por precisarem de emprego, eles resolverão o problema dele. Mas o processo seletivo é aberto a todos e, atendendo as exigências e tendo bom desempenho, passa quem é cabo eleitoral e que não é”.

Arruda esclareceu a razão da criação dos 429 cargos que, em nada têm a ver com novos cargos comissionados, cujo preenchimento se dará exclusivamente por processo seletivo, atendendo a legislação


ASSIM

Arruda confirmou aquilo já informado pelo prefeito Ceron. Dos 429 reordenados e aprovados na Câmara, 100 deles é para contratar assistentes de serviços gerais para escolas e 70 para cozinheiras. Tudo para suprir a falta que aqueles profissionais que prestavam serviços pelos CPPs farão, a partir do fim do contrato com a Orbenk.


DOIS MILHÕES DE DIFERENÇA

Secretário Arruda e prefeito Ceron não falam dos mesmos números quando o assunto é pagamento das dívidas herdadas da administração anterior. Ceron disse aos empresários da Acil que desde janeiro foram pagos R$ 20 milhões. Arruda disse hoje na Clube FM que até o momento foram liquidados R$ 18 milhões das dívidas dos ‘homens de antes’. Tem R$ 2 milhões de diferença na conta de ambos!

0 769

Na falta de um cracão (aumentativo de craque), o torcedor colorado depositou esperança e confiança no meia Enercino. O jogador chegou para resolver e em alguns momentos fez a alegria da torcida nas peleias do colorado lageano, num Campeonato Catarinense de altos e baixos.

O meia, no entanto, não está mais no elenco do time. Na estreia de domingo nada de Enercino. Torcedor tem indagado a respeito. Informação que se tem é que ele ainda possuiria vínculo com o Clube, mas que negociava novo rumo.


TOPO DE BOLA SEM ENERCINO

Na festa promovida pela Associação de Clubes, Instituto Mapa e FCF houve premiação ao chamado Top de Bola 2017. A referência é aos melhores jogadores nas respectivas posições no Catarinense deste ano. Enercino foi o único jogador do Inter de Lages a integrar o Top de Bola. Mas nem na comemoração programada em Floripa ele apareceu.

Os melhores deste ano na festa promovida também pela RBSTV. Jogador que se destacou pelo Inter não aparece no retrato (Foto: José Luiz Somensi | Divulgação)



CLUBE FM VAI A SÃO BERNARDO

TRANSMITIR JOGO DO INTER

Élcio José e Vantuir Rech embarcam em Floripa (não fechou horário de voo em Lages) onde pegam um voo da Avianca até São Paulo. Da capital paulista se deslocam a São Bernardo do Campo para transmitir direto e ao vivo (e in loco) o segundo jogo do Inter pela Série D. A partida é neste sábado às 16 horas.

Élcio José, aqui como repórter, mas ele é o locutor oficial da Clube FM 98,3 nos jogos do Inter. Ele e o parceiro de peleia Vantuir Rech voam a São Paulo para contar detalhes da segunda partida do colorado lageano na Série D do Brasileirão. Emissora que é líder de audiência no Ibope vai in loco porque, onde há, a Clube está!



EMPREENDIMENTOS DA

TERRA ENGENHARIA SE

DESTACAM EM LAGES

Terra Engenharia tem destacado a sua atuação no mercado de imóveis de Lages com empreendimentos de elevado padrão de qualidade.

Residencial Terra – no bairro Frei Rogério – assim bem pertinho da Avenida Duque de Caxias e do Centro de Lages é exemplo de empreendimento com a marca Terra Engenharia

Visite o portal e se informe sobre as opções e financiamento, através da Caixa. Ligue para a Terra Engenharia ou no (49) 99162 6278

5 1235

Também é conteúdo de nossa coluna em O Momento:

Deputado Gabriel Ribeiro está numa situação tão boa que chega a ser ruim. Ele aposta na candidatura a Federal, a partir de dobradinha com Colombo ao Senado e Merísio governador. Mas se essa trinca não vingar, de repente, terá que refazer os planos. Porém, a Estadual, dizem ali no Calçadão que uma vaga é do Marcius e Carmen Zanotto poderá concorrer no lugar de Coruja. Daí que se eleger Deputado Estadual pode ser mais difícil em 2018. Embora na eleição passada muita gente dissesse que Gabriel Ribeiro não faria voto nem para vereador e totalizou mais que Coruja, Marcius, Renatinho, Pinheiro e etc.

Colombo e Gabriel num registro de ambos de olho no jornal e no projeto de 2018


BOCAINA E BOLSONARO

De olho nos tremeliques de Temer no DF, Bolsonaro colocou o pé na estrada para virar Presidente. Com estilo parecido com um candidato a prefeito de Lages do ano passado, Bolsonaro foi informado que Bocaina é um dos simbólicos colégios eleitorais de SC. Quem vence ali, vence no Brasil. De olho nisso, tratou de pedir para tirar uma foto com o Rodrigo Barth, o xerife da Bocaina. “Só não tiro foco com o Aécio”, disse Barth.

Barth aceitou tirar um retrato com Bolsonaro


FLEX

Vereador Maurício Batalha está sendo chamado de ‘total flex’. Não é por causa de bebida, mas pela flexibilidade com a qual transita nos diferentes segmentos partidários da paróquia: É do PPS, despacha com Ceron do PSD e frequenta o PMDB. Bem flex mesmo!

Batalha aqui com Juliano Polese: De bem com todos na paróquia!

1 1763

Escrevemos em O Momento que circula nesta quinta-feira:

Não se defende e nem ofende Colombo. Numa Lages onde nove em cada dez eleitores acreditaram nele como solução para nossos gargalos, não tem como, devereda, transformar-nos na multidão que lhe atira pedras. As duas invertidas que lhe jogaram nas cangaias de joio (Odebrecht e JBS) deixaram conterrâneos amoados. Há carolas e pançudos vingativos que vão ao êxtase, mas o sentimento da ampla maioria é de pesar. Tudo por Colombo frequentar o noticiário das desgraceiras.

Nenhuma cidade perde mais com isso que Lages. A faceirice porque as coisas estavam se encaixando, obras revistas para aceleramento, depois do quase caos que tomou conta até dias atrás, tudo isso fica num compasso de espera. Não se desespera porque há o escoro no argumento de que as doações foram oficiais e vindas do diretório nacional do PSD. Porém, é inevitável um quase coro na paróquia entoando ‘até o Colombo?’

Aguarda-se desfechos, apesar do noticiário amputar como navalha reputações. Carece não fazer julgamento e nem condenação. A menos que isso parta da estrutura que tem essa missão, que é o Judiciário, poder que sobrevive intacto às tempestades, apesar de uma decisão ou outra que desagrade os degradados. Se a República do Brasil sofre com um Temer balançante, a República das Lajens desacorçoa por Colombo ter virado alvo do delator da JBS, vagabundo, como ele se refere!

A maior liderança da história recente de Lages e uma situação que o passar do tempo deve apontar rumos e acomodações

3 4416

Quase que quinzenalmente um veículo em excesso de velocidade não vence a curva no final da Avenida Presidente Vargas ao desembocar na Rua Correia Pinto e esfola o carango na mureta de chegada à área central da via. Saiu lá da Câmara de Vereadores uma sugestão para que houvesse mudança. O vereador Maurício Batalha (PPS) propôs a alteração e fez um relatório de justificativa para isso. A partir de providências da super secretaria de Infra e Planejamento, as providências foram colocadas em prática.

À esquerda a chegada pela Avenida Presidente Vargas e no meio a mudança desenhada e pensada pelos engenheiros da Seplan. Vai ficar bem bacana!

Aqui a melhoria prevista com uma rótula meio estranha (mas interessante) no final da Avenida Duque de Caxias (à direita segue pela Correia Pinto em direção ao Centro)

O local já está em obras e parece que essa pode ser a primeira obra da nova administração de Lages a ficar pronta já que deve ser concluído antes da festa do pinhão

0 2407

Prefeito Ceron esclareceu a respeito das readequações que resultaram na aprovação de cargos na Câmara de Vereadores. “Isso não significa nenhum centavo a mais de gasto”, começou apontando o prefeito. Ele explica que, de fato, as readequações são para atender as necessidades a partir da impossibilidade de manter contratados, naquilo que determinou a Justiça. “São 70 cozinheiras e 100 auxiliares de serviços gerais que irão atuar nas escolas. Esses cargos não existem na estrutura administrativa e foi preciso atender a norma, criando-os”. Ele aponta que tais cargos já existem, mas com contratações de outra forma e não pelo município. “E a partir de agora terá que ser direto pela prefeitura”, relata Ceron. O prefeito reitera que as contratações se dará por processo seletivo. “Por é dessa forma ou por concurso público para contratar. Não existe outra maneira”.


QUESTÃO DOS GARGALOS

NA ÁREA DA SAÚDE

“Passamos boa parte do dia discutindo a questão e buscando soluções. Para se ter ideia, no concurso público realizado ano passado, foram abertas vagas e chamados 40 médicos. Desses, apenas 4 se apresentaram. O salário não é atrativo”. Aponta o prefeito Ceron explicando um dos problemas na área da saúde de Lages. Nesse caso devido à falta de médicos. Ele pondera que está se buscando solução, mas é uma situação que requer adequações. “O que podemos é abrir processo seletivo para contratar médicos. Mas se não conseguimos profissionais pelo concurso que tem estabilidade, pelo processo seletivo pode ser mais difícil, por causa da temporariedade que esse modelo de contratação representa”.

Ceron e a secretária Odila Waldrich passaram parte da quarta-feira buscando soluções para uma série de reclamações que tem se enfrentado na área de saúde em Lages

0 154

O noticiário positivo do Paço aponta que:

O projeto executivo de modernização e revitalização do Centro de Lages entra na reta final. Últimos detalhes foram apresentados nesta quarta-feira (24), ao prefeito Ceron pelo diretor geral da empresa IDP, engenheiro Carlos Roberto Olsen. A prefeitura informa que “após análise e reuniões, a finalização do projeto foi resultado do consenso sobre pequenas alterações no projeto, que não irão comprometer no resultado final”.

Secretário Bortoluzzi, Olsen da IDP e Ceron e a notícia de que o projeto do Centro foi revisto e está pronto para ser licitado


QUE ALTERAÇÕES?

Estas alterações incluem posto da Polícia Militar no Calçadão, com uma estrutura melhorada e vidros blindados, além da ampliação dos banheiros públicos e adequação dos estacionamentos (com mais vagas) nas ruas Coronel Córdova e Nereu Ramos.


PROJETO DE R$ 20 MILHÕES

Segundo a prefeitura “o orçamento já foi atualizado, faltando apenas a inclusão destas alterações, que não devem onerar com valores exorbitantes”. Os recursos para a execução, em torno de R$ 20 milhões, virão do Governo do Estado, via Banco do Brasil.


ÁREA ABRANGIDA

Expectativa é de que a obra esteja concluída em um ano após seu início. A revitalização vai contemplar as ruas Nereu Ramos, Coronel Córdova, parte da Correia Pinto, e todo o Calçadão da Praça João Costa.


‘O MAIS IMPORTANTE PARA LAGES’

O prefeito Ceron comenta que as pendências com relação à permanência ou retirada do prédio do antigo Colégio Aristiliano Ramos não vão impedira licitação e nem o início dos trabalhos:

“Há um consenso entre entidades, instituições e a própria comunidade, de que a revitalização do Centro é o mais importante para nossa cidade”.

A revitalização está a caminho com ou sem demolição do prédio onde funcionou o colégio Aristiliano Ramos