Edson Varela - Página 246 de 288 - Sobre Lages e Serra de SC

FCV
Empório
Início Site Página 246

Lages: CTG reverencia Semana Farroupilha

0

No próximo dia 20 é feriado ali do lado de lá do Rio Pelotas. O dia do gaúcho também celebra a data de aniversário da Revolução Farroupilha. E porque houve lageano entreverado nesse movimento e se cultiva o tradicionalismo nestes pagos, o CTG Planalto Lageano fez uma cavalgada urbana para reverenciar a data, como parte integrante das comemorações da Semana Farroupilha.

E no entrevero bem gaudério, não faltou a carne na brasa, prendas bonitas e o Paulinho Guazelli abrindo o fole!

E como a Rua Correia Pinto passou a ser usada para manifestações e demonstrações, os cavaleiros se deslocaram da sede do MTG (Acesso Norte) até o Centro…

Aqui um contraste interessante dos membros do CTG Planalto Lageano com as bandeiras que reverenciam o Brasil e Santa Catarina com nosso maior monumento ao fundo, a Catedral, que completa 95 anos de existência.


Imagens: Toninho Vieira


SEMANA FARROUPILHA NO

LAGES GARDEN SHOPPING

Olha que bacana esse registro das comemorações da Semana Farroupilha no Lages Garden Shopping. Espaço para demonstração de danças, enaltecendo a cultura e a integração!

Compartilhar a matéria

Abdon: Prefeito capota por causa de cachorro

0

Inusitado o acidente que envolveu o prefeito Lucimar Salmória de Abdon Batista na semana que se encerra. Retornando para o município depois das 11 da noite ele acabou precisando desviar para não bater em um cachorro que apareceu no asfalto. Devido à manobra acabou tendo uma saída de pista seguida de capotamento.

CONSEQUÊNCIA

Apesar do susto e do veículo ter apresentado PT – Perda Total, Lucimar Salmória saiu ileso do acidente, sem apresentar se quer arranhões, segundo informou sua assessoria.

O registro acima de como ficou o veículo oficial é do colega Odéias Inácio, da assessoria do prefeito Lucimar Salmória.

Neste registro de arquivo do ano passado o prefeito Lucimar ao microfone com o seresteiro das noites, Amado Batista, quando de show em Abdon

Compartilhar a matéria

Trânsito deveria ser estudado pela Nasa

0

Periga levarem a sério, mas partiu de um dos mais atentos retratistas da paróquia, Adailton Camargo aquilo que dá título ao texto que também é da autoria dele:

“Começa quando saímos com a viatura de casa (reze antes). Sabe o chamado ‘domingueiro’, vivente que sai no domingo para passear com a família e tomar sorvete na Superfrut ou Milkmone e leva dez caroneiros dentro do ‘fuca bala’? Aqui temos esses personagens todos dos dias da semana. Seta? Muitos não sabem o que é isso, pois pisca-pisca é coisa de Natal Felicidade. Parar para o pedestre atravessar? Óia home! Se fizer, se ajeita bem no banco da nave para ver o filme o retorno das lesmas.

Aí tem aqueles motoquero com umas 125 com a descarga aberta e os retrovisores encolhidos, que é para ‘emagrecê a porquera’ e passar tirando finaHome do céu! É só fechá o zóio e torcer que não se ‘dibuie’ no asfalto. Fora aqueles que acreditam que o pisca alerta tem super poderes para deixá-lo invisível (engraçado, seta o lageano não conhece, mas pisca alerta ‘tá forrado’ de gente com mestrado na área)… Aí o Agente de Trânsito ‘prega a caneta’ no camarada e ele ainda acredita que está certo. Para completar tem aquele tchô que vai comprar ‘cibalena’ na farmácia (que nunca vi existir tantas) e acredita que vai “branquiá” os pneus no meio fio (estacionar) bem na frente ‘dos pé’ do farmacêutico.

Meus amigos, dirigir por aqui, contando o que acontece no dia a dia é complicado. ‘Piriga nóis ficá’ uma era lembrando de quantas ‘pexada’ já vimos e de quantas escapamos. Dizem que daqui uns anos não vamos mais ‘percisá’ dirigir, que ‘as nave’ vão fazer tudo sozinhas. Então, o negócio é continuar rezando, porque para mudar a cabeça dos ‘barbeiros’ daqui, não tem jeito home do céu. Só se der uma “camaçada de pau” com uma ‘chinela’ ou com uma ‘cinta'”. 

Só para ilustrar o relato cotidiano de Adailton Camargo, embora o trânsito paroquiano não seja assim tão organizadinho como mostra o retrato acima

Compartilhar a matéria

Helicóptero: Por que não roncas Águia 04?

0

Depois daquela atuação estupenda no arrombamento ao Banco do Brasil de Correia Pinto, onde a ação conjunta da Polícia Civil e Militar conseguiu prender dois bandidos, ainda o apoio ao trabalho policial no assalto a um carro forte na divisa de Fraiburgo e Caçador, além ações significativas de resgate, o helicóptero Águia 04 deu uma silenciada neste resto de semana.

O QUE ESTÁ ACONTECENDO?

Informação que temos é que a aeronave estaria fora no ar (sem sobrevoar) por problemas de ordem financeira. Nem seria defeito mecânico ou questão técnica do gênero, mas apenas repasse para manutenção que estaria com quantia escassa. Naturalmente se ouvirmos o ronco do Águia 04 nesta segunda-feira, 18, é porque está tudo normal. Mas em caso de silêncio, carece os gestores se aligeirarem porque nem a gente sabia que uma aeronave dessas é tão útil quanto o Águia está sendo para ajudar a combater a criminalidade e, principalmente, salvar vidas, inclusive em algumas parcerias com o SAMU.

A atuação do Águia 04 em sintoniza com demais forças de segurança passou a ser fundamental na Serra. Tanto que quando seu barulho característico nos sobrevoos silencia, causa preocupação!


ATUALIZANDO:

PROBLEMA ALÉM DE LAGES

Jornalista Moacir Pereira informa no DC que não é apenas o helicóptero de Lages que está parado, mas duas outras aeronaves (Floripa e Joinville), além de dois aviões da PM. O jornalista confirma que o problema, a partir de informações que  obteve, é falta de repasse de recursos do Governo do Estado.

Compartilhar a matéria

Primeira Dama de SC ajuda Asilo Vicentino

0

Porque a gente é assim quase voluntário do Asilo Vicentino, ao recebermos a sugestão de pauta da colega Karla Cruz (colunista que inclusive foi homenageada nesta semana pela Câmara de Vereadores), tratamos de conferir. Foi uma entrega simbólica de um valor de R$ 15.000,00 para ajudar nas despesas do Asilo Vicentino.

A DOAÇÃO

Quem fez a doação foi a primeira dama de Santa Catarina, Maria Angélica Ribeiro Colombo. Discreta em suas ações sociais, ela nem fez questão de divulgação. Mas o ato deve ser exteriorizado até para servir de incentivo para que outros também apoiem a causa e a estrutura que atende 81 velhinhos.

Maria Angélica promoveu recentemente, numa segunda-feira, um show com Almir Sater (ando devagar porque já tive pressa...) no CIC em Floripa. O cantor não cobrou cachê e a arrecadação da bilheteria ele apenas sugeriu que fosse doado a casas asilares.

ASSIM

Duas receberam a doação. Uma delas o Asilo Vicentino. “Sempre procurou ajudar as instituições de Lages. Já o fiz com o Hospital Nossa Senhora dos Prazeres, além de outras entidades onde atuamos com discrição”, confirma Maria Angélica.

Almir Sater com Maria Angélica na apresentação em Floripa que rendeu recursos para ações sociais, ajudando entidades como o Asilo Vicentino

DINHEIRO AJUDA MUITO

George de Bonna, presidente do Asilo Vicentino, aponta que a instituição está tendo sorte. “Mês passado o prefeito Ceron doou R$ 15 mil. Agora recebemos mais R$ 15 mil. Mas são recursos absolutamente bem vindos porque possuímos um déficit mensal de R$ 20 mil que depende da comunidade para equilibrar”, aponta. George de Bonna lembra que eventos como a festa do dia 24 de setembro é uma forma de arrecadar recursos e equilibrar as despesas.

George de Bonna, presidente do Asilo Vicentino, recebendo a visita da primeira dama de Santa Catarina e doadora de recursos à instituição


COMO ESTÁ O ASILO

Atualmente são 81 internos sendo atendidos por 33 profissionais de diversas áreas (médicos, enfermeiras, técnicas em enfermagem, psicólogas, fisioterapeuta, assistente social). O Asilo somente pode funcionar, inclusive, porque possui esses profissionais. Há no asilo, por exemplo, o caso de dona Olívia da Silva. Ela tem 108 anos e está há 43 anos como interna.

Dona Olívia à direita com 108 anos. Nascida em 1909 ela está no Asilo Vicentino há 43 anos



P. S.

A gente não faz esse tipo de divulgação, insistimos, para agradar a primeira dama de Santa Catarina. Maria Angélica faz um trabalho social nos bastidores dignificante e bonito. A intenção é apenas publicar esse tipo de gesto para que outras pessoas também ajudem. Pode ser R$ 15 mil, pode ser mais e também menos. O importante é ajudar. O Asilo Vicentino precisa da comunidade. E graças a Deus muitos têm estendido a mão!

Compartilhar a matéria

Gabriel lidera tropa de choque pró-Colombo

0

Semana foi marcada pela postura do deputado Gabriel Ribeiro que subiu o tom na defesa do Governo do Estado. Na quinta-feira, o parlamentar foi enfático ao dizer que há ação orquestrada para propalar que o Estado não está bem. Destacou que os problemas precisam ser resolvidos, mas que a oposição dá a entender que está tudo errado. Gabriel Ribeiro ressaltou que, semanalmente, a sua bancada apresentará relação de realizações do governo Colombo para fazer o contraponto às críticas.

CONTRAPONTO AOS

PROBLEMAS NA SAÚDE

Revezaram-se no microfone, durante as manifestações da quinta-feira, 14, deputados Darci de Matos, Milton Hobus e Jean Kuhlmann. Argumentam que os problemas na Saúde decorrem da crise do Governo Temer. Gabriel apontou:

“Enquanto o Rio Grande do Sul está com os salários atrasados, o Rio de Janeiro está um caos, Paraná e Minas têm problemas sérios, Santa Catarina paga em dia e antecipou o 13.º salário. Além disso, é um Estado que faz obras”.

Deputado lageano na postura de defesa das ações do Governo do Estado buscando amenizar as críticas que áreas como a Saúde vem sofrendo

RESPONSABILIDADES

O líder do PSD, Milton Hobus, lembrou que a gestão da saúde é tripartite, ou seja, de responsabilidade da União, dos Estados e dos Municípios. Citou cidades com gestão plena, onde não cabe ao Estado oferecer os serviços.



COLOMBO RECLAMA DA IMPRENSA

“O bom não presta no Brasil”.

Desabafo do governador Colombo durante inauguração das pontes em Correia Pinto. O governador, sem direcionar se a referência era à imprensa Estadual ou Nacional, lamentou o noticiário do ‘quanto pior, melhor’. Colombo lembrou que não há uma linha construtiva e lembrou de uma conversa com o amigo Bira (Ubiratan Rezende) que é professor nos Estados Unidos:

“O Bira estava angustiado com o furacão (Irma) e lembrei a ele que, metaforicamente, temos vivido um furacão todo dia. Situação que pregam parecendo que o mundo vai acabar. Mas temos dado a volta por cima. E vai ser assim porque este povo e este Estado são gigantes”.

Colombo reclama do pessimismo no noticiário, apesar de situações bastante favoráveis em Santa Catarina, se comparada à realidade de outros Estados


Imagem Gabriel (Cristina Gallo) e de Colombo (Secom)

Compartilhar a matéria

Obras: Correia Pinto inaugura duas pontes

0

O caminho para a região de Tributo, no interior de Correia Pinto não é tão longo. Mas além da linha férrea, é preciso passar por dois rios: Bandeirinhas e Tributo. E ambos agora têm estrutura nova, em termos de passagem. Foram concluídas as obras de construção de pontes em concreto, numa parceria entre o Governo do Estado e a Prefeitura de Correia Pinto. Governador Colombo fez questão de acompanhar a entrega das estruturas.

ESPERA DE 74 ANOS

Pecuarista Alfeu Schlichiting Filho, um dos mais tradicionais de Correia Pinto, com um leque enorme de amigos, discursou na entrega da ponte sobre o rio Tributos. Lembrou que a obra era esperada fazia 74 anos. Apontou que nas terras onde toca as lidas da pecuária no passado quem comandava a propriedade era seu tataravô, Coronel Antônio Ribeiro dos Santos. Lembrou da necessidade de apoio aos produtores rurais, mas demostrou gratidão pela obra para beneficiar a comunidade daquela região.

OBRAS EM CORREIA PINTO

Prefeito Celso Rogério Alves Ribeiro ouviu o jornalista Pablo Gomes (ADR) elencar o número de obras e ações em Correia Pinto, no governo Colombo. “Se tivermos essa sequência com mais obras no município, estaremos satisfeitos”, apontou, evidenciando também gratidão à parceria com o Estado. O prefeito lembrou que quando o município de Correia Pinto foi afetado pelas enchentes recentes, lá estava Colombo também levando apoio e solidariedade.

Uma das pontes entregues à comunidade foi essa no Rio Tributos

A obra tem 14 metros de extensão, construída numa alternativa mais elevada para resistir a futuras inundações

Pecuarista Alfeu Schlichiting Filho (de chapéu) participou da entrega da outra e destacou a importância da estrutura

Prefeito Celso Rogério e o vice Casemiro de Liz (esquerda) com governador Colombo, pecuarista Alfeu, deputado Gabriel e João Alberto (ADR)

Governador Colombo embarcou nesse Massey Fergunson e fez a travessia da ponte, marcando a inauguração da obra

Osvaldo Uncini, amigo pessoal de Alfeu Schlichiting e o prefeito Ceron, assim como o empresário Flávio Tutida participaram de uma rápida confraternização na propriedade do pecuarista

Governador Colombo aproveitou para experimentar a carne do churrasco oferecido pelo seu Alfeu, com o assessor parlamentar Eder Mesquita servindo o aperitivo

Compartilhar a matéria
Scroll Up