Facvest
Início Site Página 285

Observatório: Sem ranking de atuação na Câmara

0

Como não temos compromisso com o erro e a intenção é apenas fomentar o bom trabalho voluntário que os integrantes do Observatório Social de Lages – OSL realizam em prol da sociedade, na árdua tarefa de fiscalizar e filtrar situações que podem render despesas a mais do poder público, esclarecemos uma situação compartilhada pela diretora daquela estrutura, a relações públicas Claine Andrade:

“O OSL não apontou nenhum dos vereadores, não fez juízo de valor. Apenas recolhemos os números para acompanhamento da produção legislativa e o controle social desta que também é uma instituição de representação do cidadão e os divulgamos em nossa página do facebook, tendo como fonte o site da Câmara de Vereadores de Lages.

Gostaríamos de poder contar com a contribuição de veículos de imprensa renomados e bem quistos como o seu, para com isso termos a  divulgação e demonstração de nossas atividades, de forma imparcial e isenta, como sempre fazemos, com único objetivo de informar a comunidade de Lages”.


PORTANTO E INCLUSIVE

Quando noticiamos que o Observatório Social apontou Lucas Neves como vereador mais atuante de Lages, na verdade não foi o OSL que fez tal apontamento. Fomos nós a partir dos dados que foram coletados pelo Observatório da atuação legislativa no trimestre. Há esse cuidado do Observatório em se afastar da tarefa de atribuir a este ou aquele agente público determinada situação, visto que pode haver entendimento de que a estrutura estaria agindo de forma não isenta.


ATENTE-SE QUE…

Os dados compartilhados na rede social pelo Observatório acabam apontando Lucas Neves como o mais atuante. Mas daí isso cabe àqueles que visualizam os dados concluírem isso. E na verdade foi o que fizemos. Num primeiro momento parece preciosismo esse cuidado do Observatório Social de Lages em se manter neutro nesse tipo de situação, mas seus integrantes têm suas razões que devem ser absolutamente respeitadas, até para preservar a isenção e imparcialidade, como citou Claine Andrade, diretora do Observatório, que faz questão de esclarecer que é Relações Públicas e não Assessora de Imprensa, tarefa essa que caberia a jornalista.

A devolutiva do Observatório Social sobre a atuação que não fez ranking de atuação de vereadores, mas apenas coletou os dados dos trabalhos apresentados no primeiro trimestre de atividades

Festa do Pinhão confirma 30 atrações nacionais

0

Realizado encontro que marca oficialmente a abertura das atividades da 29ª Festa do Pinhão. O evento reuniu autoridades, imprensa e convidados. Na oportunidade, eles tiveram mais detalhes de como está sendo organizada esta edição.


TRINTA ATRAÇÕES NACIONAIS

Neste ano, cerca de 30 atrações nacionais, além dos shows e bailes tradicionalistas e os melhores DJs fazem da programação uma das melhores dos últimos tempos. “Buscamos sempre melhorar para fazer a Festa do Pinhão a maior de Santa Catarina e uma referencia nacional”, diz Beto Ody, diretor da Gaby Produções.

Apresentação do evento que acontece em junho foi realizado no Restaurante Bistrô para imprensa e convidados


SAPECADAS E RECANTO

O apoio às Sapecadas da Canção Nativa e Serra Catarinense será mantido, com acesso gratuito nos dias 11 e 12 de junho. Assim como a valorização dos artistas regionais, que se apresentam no palco principal e no Nativista. A prefeitura cuidará das Sapecadas da Canção (Nacional e Regional) e da programação do Recanto do Pinhão.

Prefeito Ceron apresentou o presidente da CCO, Giba Ronconi (direita). Ele estará à frente dos trabalhos em nome do poder público junto à empresa Gaby Produções e GDO


PARCEIROS

Os organizadores ressaltaram ainda a importância de ter parcerias sólidas para a realização de um evento com a magnitude da Festa do Pinhão. “Uma festa como esta não se faz sozinho. Por isso, temos que agradecer aos nossos apoiadores e patrocinadores”, destaca Beto citando a GDO, Bradesco, Brahma, Lojas Havan, Calçados Dakota e Supermercados Myatã.


Informações: Catarinas Comunicação

Imagens: Sandro Scheuermann

Zaffari aporta R$ 35 milhões no Stok Center de Lages

0

Se tem duas coisas que nós paroquianos adoramos é novidade e preço baixo. De repente as duas coisas se encontraram no recém inaugurado Stok Center Supermercados no coração do bairro Sagrado Coração. E o resultado foi essa multidão que você visualiza abaixo…

A inauguração do atacarejo levou centenas, milhares de pessoas a frequentar a estrutura na Rua Humberto de Campos, entroncamento com a Rua Jairo Luís Ramos no Sagrado

Segundo a assessoria da rede, o novo Stok Center segue os conceitos e tendências mais atuais do segmento, com sistema de atendimento de baixa intervenção, métodos de compra self-service, além de tecnologias sustentáveis e de baixo impacto ao meio ambiente.


INVESTIMENTOS DE R$ 35 MILHÕES

As informações não são oficiais porque esses dados os investidores mantêm apenas na retaguarda de planejamento. Mas consta que a Comercial Zaffari investiu R$ 9 milhões na compra da área (15 mil metros quadrados na frente do Tio Vida), além de outros R$ 15 milhões para construir a estrutura física e colocou mais R$ 11 milhões em mercadorias para deixar o Stok Center de Lages pronto para receber a clientela.

O empreendimento faz parte da rede Comercial Zaffari que neste ano completa 60 anos de atuação. Com a nova unidade são 19 supermercados em pleno funcionamento, sendo 7 da bandeira Stok Center e 12 da Comercial Zaffari, além do shopping Bella Città em Passo Fundo.


PALAVRA DO DIRETOR

De acordo com o diretor de desenvolvimento da empresa, Tiago Zaffari, o investimento faz parte de um rigoroso projeto de planejamento e expansão, além de uma aposta no desenvolvimento e na credibilidade alcançada pela rede ao longo dos anos:

“Estamos investindo em um futuro. Lages nos acolheu de braços abertos e estamos retribuindo à altura. Acreditamos nesta cidade e decidimos apostar em nosso bem maior: a credibilidade e o bom relacionamento com o cliente. Por isto investimos neste novo empreendimento. Um empreendimento capaz de gerar novos empregos, mais relacionamentos, melhores condições de compras, mais comodidade e praticidade para o cliente, desenvolvimento para a região, enfim, gerar oportunidades para todos!”


REAÇÃO DA CONCORRÊNCIA

Situado quase na outra extremidade da mesma rua (Jairo Luís Ramos), o BIG – da rede Wallmart – reagiu à chegada do Stok Center. No acesso à loja situada ao lado da PRF consta que todos os preços praticados pelo Stok Center são cobertos pelo BIG (ele faz mais barato bastando apresentar panfleto). Para fazer frente ao concorrente, o BIG também abriu às 7 da manhã, quando a temperatura marcava 2,5 graus em Lages, nesta quinta-feira, 27.


P. S.

Conteúdo informativo, sem cunho publicitário!


Imagens: Zé Rabelo (exceto a última que é da assessoria da Comercial Zaffari)

Abdon: Advogado falará sobre simplificação de leis

0

Otimizar e simplificar a legislação, garantir ao cidadão melhor compreensão, eliminar conceitos ultrapassados e criar um ambiente de negócios mais atraente. São alguns dos objetivos da técnica da consolidação das leis. O tema será apresentado nesta sexta-feira, às 10h30min, na prefeitura de Abdon Batista, pelo advogado Noel Baratieri, mestre em Direito Administrativo. Baratieri foi convidado pela Associação dos Municípios do Planalto Sul de SC para dar a palestra, que irá reunir os presidentes de Câmaras, vice-prefeitos e prefeitos de municípios como Abdon Batista, Brunópolis, Campos Novos, Celso Ramos, Monte Carlo, Vargem e Zortéa.


O EXCESSO DE LEIS

Baratieri explica que o excesso de leis cria uma série de consequências negativas para a população, além de um ambiente de grave insegurança jurídica, o que pode afastar novos investimentos. “O destinatário da norma jurídica tem dificuldade em saber o que está ou não em vigor. Também afeta diretamente a competitividade do país, que paga o preço pelo esforço para saber se a lei está valendo ou não”, destacou o advogado.


UMA VISÃO INTERESSANTE

“Mil leis, por exemplo, podem virar 50, pois muitas são ultrapassadas e inconstitucionais, um entulho legislativo. Muitas normas jurídicas são motivadas por comoções passageiras ou destinam-se a regular situações circunstanciais”, observa Baratieri.

Advogado Noel Baratieri (de gravata) com vereadores de Campos Novos em evento sobre gestão pública. Ele profere palestra nesta sexta-feira, 28, em Abdon Batista


Informações: Marcelo Tolentino

Ceron e ACIRS emitem notas sobre Greve Geral

0

Associação Empresarial de Lages – Acil – por enquanto, não se manifestou sobre o assunto. Mas a Associação Comercial de Rio do Sul expede nota oficial sobre a aprovação da reforma trabalhista e os atos programados para esta sexta-feira:

“É no mínimo curioso que algumas entidades de classe sejam contrárias a tomada de medidas para que 13,5 milhões de brasileiros desempregados possam voltar ao mercado de trabalho. Impedir o avanço da reforma da previdência, a modernização das leis trabalhistas e a possibilidade de terceirização em todas as atividades, são atitudes que irão prolongar a maior crise da história e, sobretudo, aprofundar o desemprego, a informalidade e o sofrimento”.


SEGUE A NOTA

“Ao invés de defender o trabalho, sindicatos laborais convocam a greve geral e vão às ruas pela própria sobrevivência; embora não digam isto aos seus representados. É óbvio. Uma das medidas que avançam com a reforma trabalhista é o fim da contribuição sindical compulsória, de natureza tributária, principal fonte de recursos da maioria dos sindicatos do país. Enquanto o Brasil experimenta o pior índice de desemprego da história, o tema sequer integra a pauta de reivindicações destes sindicatos. Diferente, aliás, do que fizeram na última greve geral, de 1996”.


A QUESTÃO DA CRUELDADE

“Em Rio do Sul, alguns sindicatos laborais convocam trabalhadores para o movimento grevista afirmando que as condições de trabalho poderão se tornar ainda mais “cruéis” caso estas medidas sejam implementadas. Esquecem-se que crueldade é não ter onde trabalhar, é viver sem perspectivas e não ter condições de prover o sustento da própria família. Não há trabalho sem as empresas e estas não existem sem o trabalho”.


SOBRE A GREVE GERAL

“A Associação Empresarial de Rio do Sul – ACIRS é frontalmente contrária a qualquer paralisação da produção e se posiciona favorável a continuidade dos debates que trarão medidas para contribuir com a retomada do crescimento, com a melhoria da segurança jurídica e das relações de trabalho e com a sustentabilidade da previdência social”.



CERON EMITE NOTA SOBRE

GREVE GERAL DESTA SEXTA-FEIRA

Porta voz do Paço, o colega Paulo Chagas compartilha teor da nota que o prefeito Ceron assinou em relação às paralisações programadas para esta sexta-feira, 28:

Prefeito declara que o atendimento será normal em todos os níveis. A informação ignora a mobilização do Simproel, cuja ideia seria aderir à greve geral em Lages. Mas pelo exposto, haverá aula e expediente normais na paróquia durante o dia 28

Ceron e Colombo despacham questões de Lages

0

Aquela burocracia que o governador Colombo tanto reclama levou Ceron a uma audiência no Centro Administrativo. Há questões encaminhadas na paróquia, mas que dependem de trâmites em Floripa. Uma delas é a liberação do asfaltamento na Coxilha Rica. O parecer do Ipham para a obra é favorável. Porém, faltam alguns detalhes para a liberação. “Mas isso está praticamente encaminhado. Nos próximos dias será assinada a ordem de serviços porque a licitação está feita”, confirma o prefeito. Ceron e o secretário Bortoluzzi lembram que a empreiteira que executará a obra é a mesma que fez a estrada Painel a São Joaquim. “Eles fizeram um trabalho excelente”, comenta o prefeito.

Na audiência com Colombo, o deputado Gabriel Ribeiro também esteve presente colocando algumas demandas em dia com o governador


OUTRAS QUESTÕES

Ceron também aproveitou a prosa administrativa com Colombo para colocá-lo por dentro dos encaminhamentos relacionados à revitalização do Mercado Público, com recursos do Estado e pequena contrapartida municipal. “O projeto está sendo readequado pelos próprios arquitetos que venceram o concurso”, aponta o secretário Bortoluzzi. A revitalização da área central também entrou na pauta da conversa. “São questões que precisamos discutir em Florianópolis para que lá mesmo já possamos dar sequência a alguns trâmites que dependem de providências na Capital”, cita o prefeito.