Evento

1.400 empregos temporários na Festa

O dado é positivo, mas contradiz aqueles que fazem beicinho ao evento. Daí que fica num cantinho a informação sem muita repercussão. Porém, é interessante reverberar que a realização da Festa do Pinhão coloca 1.400 pessoas trabalhando para o evento, segundo estimativa da própria organização. A própria Gaby Produtora coloca 400 profissionais trabalhando bem antes do início da festa nas providências de montagem de estruturas e outras atribuições.

MAIORIA DE LAGES

Colaboradores da área de brigadista e segurança, limpeza, ambulatório, alimentação, barraqueiros, alimentação, dentre outros dão esse volume de contratações. “A festa é feita por muitas pessoas. A maioria delas é daqui. Lageanos têm com o evento chance de uma renda extra ou até mesmo a única no mês em que o evento é realizado”, diz Beto Ody, da Gaby.

Da segurança à montagem da estrutura no parque: Gente de Lages na peleia

NATAL PARA OS HOTÉIS

Além de gerar emprego e renda, o evento mexe com a economia local e da região, movimentando a rede hoteleira, taxistas, bares restaurantes, salões de beleza, postos de combustíveis e vários outros setores. Presidente do Sindicato dos Hotéis, empresário Mário César Alves, diz que os hotéis da cidade estão praticamente lotados:

 “Alguns precisam contratar pessoal de forma temporária, como é o caso dos restaurantes. Também acontece a hora extra para os funcionários. É oportunidade de incremento na renda. A Festa do Pinhão está para a rede hoteleira como o Natal para o comércio em geral”.

Beto Ody coloca 400 pessoas somente pela Gaby para ajudar a realizar o evento em Lages

Continue Reading
Evento

Madeira de Lei, Banda Halheia: Lages faz música!

Sim, há música de qualidade agradando os ouvidos a partir do talento de artistas lageanos. Isso ficou claro numa rodada de atrações locais em pleno Palco Nacional da Festa do Pinhão.

Gostou do cenário? Está em cena a banda Halheia com Eduardo Troian lá na bateria e a batida de um repertório que percorre dos anos 80 ao ano 2000 agradando qualquer público

No detalhe dois monstros nos instrumentos que comandam: Marcelo Bernhard (vocalista e baixista), Robson Anadon (guitarra e vocalista) revivendo clássicos de todos os tempos pela Banda Halheia

Gil & Léo é a dupla genuinamente lageana que o público ainda vai ouvir falar muito. Eles produzem uma música de muita qualidade com afinação 100%

Esta é outra atração de Lages para o mundo: Banda Madeira de Lei. Rodrigo Melegari (guitarrista), Maicon Schmeitzer (baterista) e o vocal é de uma fera que a gente conhece desde os tempos da adolescência: Vicente Pereira, Tio Vissa!

Continue Reading
Evento

É hoje! Alok sobe ao palco às 10 da noite

Organizadores da Festa do Pinhão estão reforçando o chamamento para o horário de shows desta quarta-feira, 19. Ideia é deixar o visitante bem sintonizado sobre a intenção de cumprir os horários programados. DJ Alok, por exemplo, tem previsão de subir ao palco às 22h10min. Ele entrega o palco para Jorge & Mateus alguns minutos antes da meia-noite.

ASSIM

Quem desejar não perder a atração com todo seu conteúdo de show, o recomendável é chegar antes das 22 horas. Por sinal, a partir das 21 horas já tem show no palco nacional com Eduardo Gustavo. Intérprete de músicas como Minha Pequena e Rola Coisa e Tal, o cantor que circula no Centro Oeste do País e tem origem em São Miguel D’Oeste promete surpreender no show em plena Festa do Pinhão.

Eduardo Gustavo, o catarinense que tem feito duetos com outros artistas e se firma no cenário musical, em shows como esse previsto para a noite de quarta-feira no Conta Dinheiro

Outro feinho da noite que sobe ao palco nacional do Conta Dinheiro é o DJ que faz um dos melhores shows de música eletrônica da atualidade: Alok. Ele se apresenta antes de Jorge & Mateus, logo depois das 10 da noite

Antes de Jerry Smith fechar a noitada com apresentação lá pelas 2h da madrugada, a dupla acima sobe ao palco à meia-noite. Jorge & Mateus fazem um dos melhores shows da atualidade na linha do sertanejo universitário

Quem tiver acesso ao backstage poderá conferir ainda o show de Munhoz & Mariano

ALGUMAS DICAS BÁSICAS

Vá Cedo! Considerando a previsão de shows nacionais a partir das 21 horas, se você demorar chegar no parque pode perder atrações.

Agasalhe-se! Tem entrada de frente fria nessa transição de tempo de quarta para quinta. Podemos ter temperatura de 4 graus no parque.

Vá de Uber! Ou de táxi! Importante é que você evite ir de carro para a festa. Pouca estacionamento e pode beber sem contraindicação.

A festa é sua!

Divirta-se!

Continue Reading
Cotidiano

Habitação em Lages vira referência em SC

Tão importante quanto a abrangência social e o significado da regularização fundiária em curso na cidade de Lages é a referência que o programa se tornou, inclusive servindo de modelo para outras partes do Estado. Bairros e loteamentos cujas famílias viviam em áreas que têm a posse (porque construíram nos terrenos), mas não o domínio (pela ausência de escritura pública), está se buscando uma forma de regularização. São pelo menos 400 famílias abrangidas pela medida em Lages.

Esse tipo de cena se tornou comum a cada vencimento de etapas pela equipe liderada pelo Paulo Paixão (à esquerda de paletó). Com escritura na mão as famílias passam ser donas de fato e de direito dos terrenos onde residem

EXEMPLO A OUTRAS REGIÕES

Secretário Samuel Ramos, que comanda a Assistência Social e a Habitação de Lages foi convidado e falou nesta quarta-feira, 19, para gestores ligados à AMFRI – Associação dos Municípios da Foz do Rio Itajaí.

Dialogando com lideranças de Camboriú, Ilhota, Itajaí, Itapema, Porto Belo, Penha, Navegantes, Bombinhas, Luiz Alves e Balneário Camboriú, Samuel explicou a dinâmica do trabalho e os resultados em Lages.

Samuel Ramos relatando as experiências de Lages aos gestores da AMFRI, a partir de convite feito para que ele apresentasse o modelo de providências na área de habitação e acesso a financiamentos por famílias, como no exemplo da linha de crédito viabilizada junto ao Banco da Família

 

MIRANTE DA BOA VISTA NO PETRÓPOLIS

COM A MARCA TERRA ENGENHARIA

Empreendimento está em fase de lançamento (registro de incorporação R3/39.142). Informações e pré-reservas no telefone (49) 99162 6278.

Continue Reading
Geral

Depois do Marco Regulatório, o Marco Zero

De marco em marco Lages vai tocando a peleia. Depois que o marco regulatório, exigência legal para parceirizar com entidades na liberação de recursos públicos pelo município, causou polêmica e queixas, outro marco entra na pauta. E um não tem nada a ver com o outro. Trata-se da ideia dos vereadores Bugre, Batalha e Amarildo Farias de se constituir alguma referência para o que chamam de marco zero de Lages.

ONDE ISSO, HOMI?

O marco zero, a partir de uma série de considerandos enviada ao prefeito Ceron pelos vereadores (baseados em dados históricos) é para ser ali no meiinho da Calçadão da João Costa, ali nas costas do Nereu. Os vereadores sugerem a criação de um momento do marco zero no local. Talvez com a cápsula do tempo encontrada nos escombros do Aristiliano Ramos.

SEM GAMBIARRAS, POR FAVOR!

Pelos vestígios informados nestes idos de 2019, o propósito do trio de vereadores é que se finque o monumento ali onde está sendo revitalizado o Calçadão. Carece de ser algo, se for levado a efeito, bem pensado e planejado para que uma gambiarra não venha ao mundo contrastar com o modernismo da principal praça da cidade revitalizada. Até para não ocorrer como o Monumento do Getúlio que virou uma geringonça na praça mais atrapalhando que enfeitando a frente da Catedral.

Este teria sido o primeiro prédio de Lages construído como sede da Câmara e da Cadeia. O ‘edifício’ foi demolido em 1904. É nesse local, apontado como sendo ali no atual Calçadão, que se pretende colocar um monumento do marco zero de Lages.

Essa gravura reporta-se a Lages quando do seu primeiro século de existência – 1866. Ali constam alguns ‘edifícios’. Porém no atual Calçadão, pelo que se avista, não tem nada de prédio!

 

EMPÓRIO DA CARNE APRESENTA

A OPÇÃO PARA UM EXCELENTE

CHURRASCO DE FERIADO

Vai receber parentes e amigos para a Festa do Pinhão? Sirva a melhor carne de Lages. São cortes de raças britânicas, animais precoces que garantem maciez e sabor. Procedência garantida e qualidade sem igual. E o preço é esse da promoção!

Continue Reading
Serra SC

Queijo ‘Made In Cerro Negro’ é Ouro

Epagri e instituições parceiras, como forma de incentivar e destacar a produção, valorizando quem se dedica a viabilizar um produto diferenciado, promoveu mais  uma etapa – a terceira – do concurso regional do queijo artesanal serrano.

Para chegar até a final do concurso realizado dentro do parque Conta Dinheiro nesta terça-feira, 18, foram promovidas outras três etapas aqui na Serra.

ENTENDA O FOCO DO CONCURSO

Promover a valorização de saber-fazer centenário, fortalecer a organização dos produtores, e divulgar a história, o sabor e a importância que o produto tem na região. Esses foram os focos da Epagri, cujos profissionais atuam no interior, prestando informações e orientações. Ao todo 25 queijos participaram da finalíssima.

O concurso colocou na mesa os melhores queijos produzidos artesanalmente a partir dos cuidados sanitários e receitas que cada produtor aplica na hora do feitio

Cerro Negro, no registro acima como produtor José Delonir Martins e o presidente da Câmara, Ivanor Barbosa, foi um dos três municípios que levaram o Troféu Ouro na categoria da cura de queijos entre 30 e 60 dias.

Com dona Maria Zenita Mota, José Delonir não poupam esforço, dedicação e cuidado para produzir um queijo que agora tem esse reconhecimento como um dos melhores da Serra. No registro Ivanor e a esposa conferindo a premiação em Lages

Continue Reading
Política

Vereador Jean Pierre faz Mea Culpa

“Vim a este microfone clarear uma discussão que surgiu na Casa. E pedir desculpas. Se a família se sentiu ofendida, jamais foi esse o objetivo. Jamais sairia desta forma, mas a forma que foi entonado não justifica como foi discutido nesta Casa. Então, se a família, se os amigos, se os parentes, se sentiram de alguma forma, senhores vereadores, ofendidos, levem minha desculpa quanto a esta situação”.

Legislar é nunca ter que pedir desculpas. Porém, quando a atividade parlamentar sai da função principal e descamba para o varejismo, cria situação como essa que Jean Pierre Ezequiel protagonizou com o colega de PSD, Jair Júnior. A infeliz manifestação citando que “o último desafiado morreu com uma faca no coração semana passada lá no cachorro quente” gerou repulsa de amigos do empresário Guilherme Muniz, morto covardemente na frente de um bar na Camões.

PROBLEMA É OUTRO

O que os vereadores da base não têm compreendido, e por isso caem nessas ciladas, como já ocorreu com Gerson dos Santos, Aida Hoffer (na história dos buracos na lua) e agora com Jean Pierre, é que isso é tudo que procuram os vereadores Jair Júnior e Lucas Neves. Embora integrem partidos da base (PSD e PP), eles precisam chamar a atenção. Precisam bater no Paço. Precisam repercutir além das paredes da Câmara. Daí os vereadores da base entram no jogo, auto se mutilam e permitem que os interessados em potencializar o nome atinjam os objetivos.

OBSERVEM QUE…

Lucas Neves e Jair Júnior não estão errados. Esse é o jogo da política. Eles têm apenas palavras e o poder de fiscalizar. O que mais podem usar além disso para tentar chegar aos dois dígitos numa disputa a prefeito? É preciso pregar o quanto pior melhor, detonando com uma gestão municipal que possui boas ações, mas também é composta por trapalhadas que não são poucas.

SIGNIFICA QUE…

A postura da base deveria ser de deixar os dois prefeituráveis falando às paredes, ignorando piadinhas, discursos oposicionistas. Se os basistas fizessem uma transfusão para sangue de barata, as coisas seguiriam sob fogo cruzado, mas no âmbito interno da Casa.

VAI PIORAR MAIS

À medida que se aproxima o pleito eleitoral, a postura dos prefeituráveis tende a piorar em relação a ataques ao Paço, com respingos nos colegas de Casa. E a gente insiste: eles não estão errados. É do jogo. E enquanto os vereadores da base seguirem respondendo, seguirão tendo os buracos da lua e declarações como de Jean Pierre reverberados na paróquia, com desgaste para eles e para o próprio Paço.

Jean Pierre foi o mais recente alvo da criticidade do colega que é prefeiturável. Nessa linha de fogo cruzado, outros da base também sairão chamuscados. A menos que se optem pelo estilo Xororó, deixando os mirantes ao Paço falando às paredes!

Continue Reading