Geral

Lages aplica 300.000 doses de vacina

Pouco mais de uma semana depois de completar um ano do início da imunização, Lages atinge uma marca significativa. O boletim atualizado de sexta-feira, 28, já vem com os números indicativos das doses aplicadas.

ASSIM

São 300.559 vacinas que o time de vacinadores e vacinadoras aplicaram nos lageanos desde 19 de janeiro do ano passado. É uma marca. É um exemplo de trabalho gigante desses profissionais. Merece registro, aplausos e reconhecimento!

Registro do primeiro dia de imunização em Lages lá no dia 19 de janeiro de 2021. De lá para cá essa cena se repetiu 300.559 vezes. É por causa disso que temos uma fase de pandemia menos letal, embora seja necessário que a cautela e os cuidados se mantenham!

Continue Reading
Geral

Mais registros dos tempos idos de Lages

Cidadão em primeiro plano liderando a cavalaria se chamava José Neves de Souza (avô do Agessander de Souza). É pela rua aberta onde hoje é o Calçadão que vinha o desfile e o povo se aglomerava só para assistir aqueles que com orgulho portavam bandeiras e as indumentárias que tão bem nos identificam nas terras da Serra.

Saudoso Capitão Lindolfo nos idos dos anos de 1980 recebendo um troféu das mãos de um ainda jovem Antonio Ceron

Para quem não lembra onde era o Hotel Danúbio antes do incêndio. Esse registro é de meados da década de 1960

Consta que o cemitério do retrato acima se situava onde atualmente é o ginásio de esportes do Colégio Santa Rosa (há controvérsias). Tem até uma história que o advogado João Matias escreveu, a partir de uma coleta de informações bem interessante, que dias desses coloco aqui na página

Saindo de Lages, vamos a São Joaquim. Que tal esse registro com a cidade ao fundo…

Os retratados na imagem antiga estariam – mais ou menos – lá naquelas antenas que esse registro da MSM Imagens Aéreas colheu de uma atual São Joaquim

O que será feito daqueles homens que com as ferramentas disponíveis na época construíram a ligação férrea do chamado Tronco Sul?

Continue Reading
Geral

Carmen: Ação e atenção em ano eleitoral

DEPUTADA LAGEANA AGUARDA DEFINIÇÕES PARA SABER SE DISPUTARÁ PELO CIDADANIA A REELEIÇÃO. ENQUANTO ISSO, MANTÉM A OPERAÇÃO PRESENTE EM SC

Trocamos dois dedos de prosa com a deputada Carmen Zanotto (Cidadania) sobre os passos deste ano visando o projeto de reeleição. Não há nenhuma tendência clara sobre encaminhamentos. A parlamentar aguarda desdobramentos também sobre a hipótese do Cidadania e o PSDB formarem uma federação, modelo diferente do que é coligação, mas que não precisaria que Carmen trocasse de partido para disputar neste ano. “O tempo é curto, mas teremos cautela nas avaliações”, pondera a deputada cujo Cidadania já esteve coligado com o PSDB na disputa a Federal no pleito passado em SC.

AGENDA NA SERRA E FOCO NO DF

Mesmo em recesso parlamentar, a deputada Carmen Zanotto manteve agenda na maioria dos dias de janeiro. Tem aproveitado para visitar municípios, para onde destinou recursos de emendas, dialogar com lideranças, prefeitos, vereadores e comunidade, além de colher demandas. Um dos desafios em Brasília é seguir na linha de frente das discussões sobre o enfrentamento à pandemia. “Esse enfrentamento exige atenção 24 horas porque são decisões lá da Capital Federal que repercutem no dia a dia das pessoas”.

Depois de Curitibanos e Bocaina do Sul, a deputada Carmen em Urupema na quinta-feira, conferindo a pavimentação de rua, cuja obra foi executada com recursos de emenda protocolada por ela

BR-282 E MOBILIDADE NA PRÁTICA

Carmen Zanotto entende que toda a discussão sobre melhorias na ligação entre Lages e Florianópolis é salutar. Mas ela tem dado um passo além dos debates, com providências práticas. É caso da implantação de terceiras faixas na chegada a Lages pela BR-282 e a previsão da ampliação das vias marginais da mesma rodovia em direção aos bairro São Paulo e São Francisco. “E vamos perseguir providências também para terceiras faixas nesse trecho em direção a Florianópolis. Isso é urgente e importante”.

Km 210 a 211 da BR-282 e a terceira faixa no trecho mais movimentado de rodovias na Serra Catarinense. Mais segurança, com recursos de emenda parlamentar da deputada Carmen Zanotto

SOBRE FEDERAÇÕES DE PARTIDOS

As federações têm natureza permanente — são formadas por partidos que têm afinidade programática e duram pelo menos os quatro anos do mandato. Cada partido mantém a própria cota do Fundo Partidário. Unidos, os partidos formam uma única pessoa jurídica. Federações devem ter abrangência nacional, o que as diferenciam do regime de coligações, que têm alcance estadual e podem variar de um Estado para outro.

***

Abaixo conteúdo publicitário!

CONFIRA UMA DAS OPÇÕES NAS OFERTAS

DA SEMANA NO EMPÓRIO DAS CARNES

De cortes nobres à carne moída, preço justo e qualidade, no endereço da melhor carne de Lages. Na Avenida Carahá!

Continue Reading
Geral

3.000 casos: Férias e não vacinação

SECRETÁRIO DA SAÚDE DE LAGES AVALIA O CENÁRIO COM MAIS DE 3 MIL CASOS ATIVOS DE COVID-19 NA CIDADE. NÃO VÊ RISCO DE COLAPSO E NEM COMO RESTRINGIR ATIVIDADES

Lages rompeu a barreira dos 3 mil casos ativos de Covid-19. O boletim de 27 de janeiro fechou com 3.009 pessoas com diagnóstico positivo da doença e, por isso, em isolamento. A parte mais preocupante da informação é fato das estruturas de UTI Covid terem chegado ao limite da ocupação. Há 100% de leitos ocupados. “Estamos vendo com a direção do Hospital Tereza Ramos para conseguirmos profissionais e, a partir disso, ampliar o número de leitos”, observa Claiton Camargo de Souza, durante a análise do cenário em Lages.

EXPLICAÇÃO PARA A AVALANCHE DE CASOS

Segundo Claiton Camargo de Souza, Lages vive aquilo que o litoral viveu há 15 dias, com o aumento desenfreado de casos ativos. “São pessoas que estavam de férias, estão retornando para o interior do Estado e com elas o reflexo de mais casos”. Para o Secretário de Saúde, outro fator que explica o aumento de casos é o fato de muitas pessoas não terem concluído o calendário vacinal contra a Covid-19. Há um número significativo de lageanos que fizeram a primeira, mas não foram em busca da segunda dose e muito menos a dose de reforço.

NÃO HÁ COMO ADOTAR RESTRIÇÕES

Na visão do Secretário de Saúde de Lages não há como adotar medidas restritivas afetando esta ou aquela ativa porque é impossível determinar, no cenário atual, o foco originário de casos. E apesar de 100% de ocupação em leitos UTI Covid em Lages, Claiton tranquiliza: “Não existe risco de colapso no sistema de saúde em Santa Catarina”.

Palavras que reduzem a angústia, relatadas pelo Secretário Claiton Camargo, indicam que, em não havendo leitos em Lages, em outras partes do Estado será possível acomodar pacientes diagnosticados com Covid-19 e que apresentem agravamento do quadro de saúde.

Continue Reading
Geral

Fiesc tenta ajudar barrar Fundão

ENTIDADE INGRESSOU COMO AMICUS CURIAE NA AÇÃO PROTOCOLADA PELO PARTIDO NOVO PARA DERRUBAR O REPASSE DA VERBA AOS PARTIDOS POLÍTICOS

A Fiesc ingressou em ação direta de inconstitucionalidade impetrada pelo Partido Novo no STF, contra o aumento do Fundo Eleitoral. O governo federal sancionou, no dia 24 de janeiro, o Orçamento da União para 2022 com destinação de R$ 4,9 bilhões para o fundão, que financia as campanhas eleitorais. A entidade participa na condição de terceiro na ação.

“É inaceitável que o país tenha um fundo eleitoral bilionário, para financiar campanhas eleitorais, quando faltam recursos para investir em áreas essenciais, como saúde, educação, segurança e infraestrutura, por exemplo. Aliás, nessa semana mesmo recebemos com preocupação o anúncio do corte de R$ 43 milhões do já exíguo orçamento para obras nas rodovias federais catarinenses”, afirma o presidente da Fiesc, Mario Cezar de Aguiar (foto acima).

***

Abaixo conteúdo publicitário!

OLHA QUE INTERESSANTE AS INFORMAÇÕES

DO EMPREENDIMENTO TERRA ENGENHARIA

Registro de Incorporação: Residencial Bérgamo R3/41196

Continue Reading
Geral

Polese decreta emergência em Lages

A ESTIAGEM QUE AFETA O MUNICÍPIO COM CHUVAS IRREGULARES DESDE MEADOS DE NOVEMBRO LEVOU À PROVIDÊNCIA

Decreto tem duração de 180 dias e serve para das situações principais: dispensa de licitações para providências absolutamente emergenciais (como abastecimento de água em propriedades rurais, por exemplo) e para acessar recursos estaduais e/ou federais para minimizar as perdas causadas pela falta de chuva.

EMBASAMENTO

Lages foi o último município da Serra Catarinense, em situação crítica por causa da estiagem, que recorreu ao decreto de emergência. A razão foi a busca de um embasamento minucioso que justifique a providência. Até porque, não basta apontar a situação de emergência, é preciso tecnicismo para que os órgãos que irão avaliar (e confirmar a condição), não tenham dúvida que o município enfrenta as dificuldades apresentadas. Nesse sentido, o decreto é acompanhado por levantamento fotográfico de lavouras, onde culturas como milho, feijão e soja apresentam quedas de produtividade consideráveis.

O conteúdo que embasou o decreto assinado segue para a Defesa Civil Estadual onde deverá ser, a partir da análise técnica, referendado para os efeitos previstos no documento

ESTÃO EM EMERGÊNCIA NA

SERRA POR CAUSA DA ESTIAGEM

Campo Belo do Sul

Anita Garibaldi

Cerro Negro

São Joaquim

Lages

Continue Reading
Geral

Unifavest vai retomar aulas presenciais

Centro Universitário Unifacvest ultima as providências para o retorno das aulas presenciais a partir dos primeiros dias de fevereiro. Entre esta quarta e sexta-feira, o Reitor Giovani Broering acompanhado de gestores da instituição dialogam com docentes, quando são detalhadas as inovações que integram este ano letivo.

DAS PRÓ-REITORIAS

A atividade foi coordenada pelas pró-reitorias Acadêmica e de Pesquisa e Extensão. O pró-reitor de Pesquisa e Extensão, Renato Rodrigues, apresentou as diretrizes curriculares do MEC sobre a incorporação das atividades de extensão no currículo. Observou sobre os projetos sociais com visão educativa que são exigidos para beneficiados com bolsas de estudo, calendários e operacionalização das Atividades Curriculares Complementares.

AVALIAÇÃO E MAIS

Por sua vez, o Pró-reitor Acadêmico, Ricardo Leone, abordou os novos procedimentos para a avaliação e garantia da aprendizagem, regulação da aula e mediação das atividades. Ainda detalhou sobre relatórios dos Núcleos Docentes Estruturantes de cada curso, resultados da Comissão Própria de Avaliação e calendário das ações da Unifacvest nos bairros de Lages e nos municípios com alunos que estão todas as noites na universidade.

DIRETRIZES DA REITORIA

Reitor Geovani Broering reafirmou que a Unifacvest seguirá a determinação do decreto estadual (1.669, de 11/01/2022) que autoriza o retorno das aulas presenciais. Oferecerá, também, nas condições de exceção apontadas no decreto catarinense as garantias da Portaria MEC Nº 1038 de 7/12/2020 em vigência. Desta forma, alunos e professores pertencentes aos grupos de risco terão assegurados o exercício profissional e a vida acadêmica. Para estas situações, algumas disciplinas poderão permanecer em home class, excetuando-se as disciplinas práticas dos cursos da saúde e das engenharias.

Broering destacou que a Unifacvest está adequando as salas de aula para a transmissão síncrona e gravação das aulas diretamente da universidade para que o aluno impedido de estar na sala de aula possa acompanhar as atividades ou revê-las a qualquer tempo.

Continue Reading